conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Hélio fala sobre chateação com Kevyn e critica postura do CSA

Publicados

em

No final de fevereiro, o lateral-esquerdo Kevyn entrou na Justiça solicitando a rescisão indireta do contrato com o Náutico. Inicialmente, o pedido foi atendido, mas a liminar foi derrubada e, desde então, clube e o jogador travam uma briga judicial. Toda esta confusão desagradou o técnico Hélio dos Anjos que, em entrevista exclusiva via live ao Podcast 45 Minutos, afirmou ter tentado conversar com ele.

“Fiquei muito chateado. Sou da época em que a pessoa mais importante, em termos de conselho, era o treinador. O jovem hoje não escuta o técnico, prefere ouvir o empresário. Kevyn não me escutou, assim como Carlão também. Hoje, tive a felicidade de participar do Globo Esporte de Belo Horizonte para falar do Hulk (atacante atualmente no Atlético-MG), que jogou três partidas comigo aos 17 anos e falou da minha importância na carreira dele. E até hoje recebo ligações de jogadores como Júlio César (lateral esquerdo), Rafael Tolói (zagueiro) e outros. Isso me enche de orgulho. Mas, infelizmente, muitos jogadores não escutam”, contou o treinador.

Segundo o técnico alvirrubro, o prejuízo técnico de Kevyn já é grande e será difícil de recuperar pelo tempo de inatividade. “Para um jogador fora de série, ficar cinco meses sem jogar, não muda nada. Porém, para um jogador operário, muda muito. Não pode perder tanto tempo. Kevyn não tinha jogado com ninguém e teve uma sequência de 12 jogos. Agora, está desde o dia 28 de janeiro sem jogar. Isso para um jogador comum, que não é ruim, mas que dá para encontrar três em cada esquina, é difícil”, disse.

Hélio dos Anjos ainda criticou a postura do CSA que tentou contratar Kevyn enquanto ele ainda tentava a rescisão indireta com o Náutico. O lateral-esquerdo chegou a se apresentar ao Azulão, mas não pôde continuar por conta do vínculo com o Timbu que foi garantido pela Justiça.

“Kevyn está parado também em função de muita sacanagem. O CSA ficou com raiva do Náutico porque pensaram que faríamos um amistoso na última rodada da Série B. Meu time pode não ganhar, mas não será fácil para ninguém. E fui muito maltratado pelo técnico do CSA. Quem é Mozart (antigo treinador do Azulão, hoje na Chapecoense)? Achou que iriam ganhar, mas jogamos”, relembrou.

O treinador ainda lamentou que Kevyn segue sem o interesse de retornar o clube. Contudo, relembrou o valor da multa rescisória para caso ele queira dar continuidade à carreira em outro time.

“Kevyn hoje tem uma multa de mais de R$ 4 milhões. Daqui a pouco, a Justiça pode falar que ele tem de trabalhar. É um processo complicado. Mas o pior de tudo é que coloquei pessoas para falar com ele como Guilherme (dos Anjos) e Dudu Capixaba e eles me passaram que Kevyn acredita mais nos advogados do que no treinador e no ambiente de trabalho. Agora está aí sem jogar há cinco meses”, concluiu.

Confira abaixo a entrevista completa com Hélio dos Anjos:

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending