conecte-se conosco

BACopa do BrasilÚltimasVitória

No Barradão, Vitória perde para o Inter pela ida da Copa do Brasil

Foi um duelo fraco, tanto pela atuação do Leão, quanto pelo jogo em si

Publicados

em

O Vitória não jogou bem, sobretudo no segundo tempo, e foi derrotado por 1 a 0 para o Internacional, na noite desta quinta-feira, no estádio Barradão, pela ida da terceira fase da Copa do Brasil. O solitário gol do confronto foi marcado por Thiago Galhardo, de pênalti – contestado pelos baianos -, aos 28 da etapa complementar.

VÍDEO: assista ao gol da derrota do Vitória para o Internacional

E agora?

Na sequência, as equipes voltam a se enfrentar na próxima quinta, em Porto Alegre, onde para avançar o Leão precisa vencer – por um gol de diferença a decisão vai para os pênaltis. Antes, porém, o Vitória pega o Náutico, segunda, no Barradão, pela Série B.

O jogo

No geral, foi um primeiro fraco em Salvador, de praticamente nenhuma emoção e bastante concentrado no meio de campo. O Rubro-negro teve bem menos posse de bola, apenas 23%, e posicionou-se no próprio campo, a fim de esperar o adversário e sair em velocidade para o contra-ataque.

A questão é que o Internacional acelerou muito pouco o jogo e trocou muitos passes no próprio campo de defesa, entre os defensores. O que deixou o jogo chato, monótono. O Leão, por exemplo, praticamente não levou sustos e Ronaldo foi mero espectador.

No aspecto ofensivo, por sua vez, o time baiano também foi morno. Buscando chegar em escapadas de velocidade, até tentou, com David em uma delas, que arrancou bem da esquerda para dentro mas foi desarmado no momento do chute, na meia-lua, e em uma finalização de Guilherme Santos, da entrada da área, exigindo ótima defesa de Daniel, que espalmou para escanteio. Mas foi só.

Segundo tempo

Para a etapa complementar, o Leão não voltou bem. Isso porque o Internacional voltou com maior ímpeto, acelerando um pouco mais as jogadas ofensivas. E, ainda que não tenha cedido chances claras, o Vitória sentiu dificuldades em conter o Colorado e, além disso, sair em contra-ataque.

Foi, inclusive, inofensivo, apesar das mudanças no ataque promovidas pelo técnico Rodrigo Chagas. Se Daniel fez uma defesa no primeiro tempo, na segunda etapa sequer trabalhou, por exemplo.

Por outro lado, defensivamente, observando a equipe gaúcha rondar a área, em um descuido o Leão acabou punido. Após sobra de bola na grande área, Galhardo armou o chute, mas acabou caindo em disputa de bola com Wallace e o árbitro Marcelo de Lima Henrique marcou pênalti, apesar da grande contestação do Rubro-negro. Na bola, o próprio atacante Colorado bateu e abriu o placar aos 28 minutos.

Em desvantagem, o Rubro-negro tentou sair para o jogo, mas pouco fez e só chegou em chutes de fora da área, sem perigo. O lance de maior destaque foi um pedido de pênalti em Roberto, derrubado pela defesa gaúcha após drible na grande área, mas o juiz, dessa vez, não marcou, apesar de nova reclamação baiana.

Ficha

Vitória 0

Ronaldo; Raul Prata, Marcelo Alves, Wallace, Pedrinho (Roberto); Gabriel Bispo, Fernando Neto (Cédric), Soares (João Pedro); David, Samuel (Samuel Granada) e Guilherme Santos (Ygor Catatau). Técnico: Rodrigo Chagas

Internacional 1

Daniel; Saravia, Lucas Ribeiro, Cuesta, Moisés; Johnny, Edenilson (Mauricio), Patrick (Boschilia), Taison (Mazetti); Caio Vidal (Lucas Ramos) e Yuri Alberto (Thiago Galhardo). Técnico: Ángel Ramirez

Local: Barradão, Salvador
Gols: Thiago Galhardo (INT)
Cartões amarelos: Guilherme Santos, Soares (VIT); Taison, Lucas Ribeiro (INT)

Ouça a partir do minuto 03′:

Trending