conecte-se conosco

ALCopa do BrasilCRBÚltimas

Nos pênaltis, CRB bate Palmeiras no Allianz e avança na Copa do Brasil

Diogo Silva teve noite brilhante, com três cobranças defendidas

Foto: Brasileirão Série B, via Marcello Zambrana/AGIF

Publicados

em

Uma noite certamente inesquecível para o goleiro Diogo Silva. Excelente nos 90 minutos, o goleiro brilhou também nos pênaltis e foi fundamental para o CRB conseguir a classificação sobre o Palmeiras, na noite desta quarta-feira, pela volta da terceira fase da Copa do Brasil – a ida havia sido 1 a 0.

No tempo normal, o Galo da Pajuçara fez um jogo de resistência: abriu o placar cedo, com Ewandro, e segurou o Verdão, que teve 30 finalizações, contra apenas duas do time regatiano. Com o triunfo, aliás, o CRB arrecadou R$ 2,7 milhões de cota.

O jogo

Fora de casa, o CRB viu o Palmeiras impor a superioridade técnica e dominar o jogo. Porém, apesar da inferioridade, foi o Galo da Pajuçara que levou a melhor no primeiro tempo e marcou com Ewandro, logo aos seis minutos. Após lançamento, a defesa paulista afastou mal, Diego Torres avançou em três contra dois e serviu o atacante entrando na área, que bateu bem para marcar.

A partir daí, e como já vinha sendo antes mesmo de abrir o placar, o CRB ficou todo retraído no campo de defesa e sequer conseguiu sair para contra-atacar. Assim, se segurou como pôde para segurar o ímpeto do Verdão, que pressionou pelos lados, por dentro, em chute de fora da área… e o time alagoano obteve êxito.

Seja contando com ótima participação de Diogo – sete intervenções no primeiro tempo – ou, por exemplo, Gum salvando em cima da linha, o Galo foi para o intervalo com a vantagem, apesar de apenas 29% de posse de bola e apenas uma finalização – contra 18 do Palmeiras.

Segundo tempo

Para a etapa complementar, o cenário foi o mesmo: baixíssima posse de bola e marcação em bloco baixo para conter o ímpeto do Palmeiras, além de Diogo Silva muito bem, fazendo excelente defesa logo aos cinco minutos em chute à queima roupa de Luiz Adriano.

Contudo, diferente do que houve no primeiro tempo, o CRB conseguiu imprimir um contra-ataque e quase ampliou aos 14 minutos, em arrancada de Reginaldo Lopes que acionou Diego Torres cara a cara, em profundidade. De frente para Weverton, porém, o argentino chutou já desequilibrado e parou no goleiro.

Reta final de pressão, mas CRB resiste

Na reta final do jogo, o Palmeiras colocou gás novo e alguns titulares, aumentando ainda mais o ritmo. Mas o CRB conseguiu segurar o ímpeto, contando com boa atuação de Frazan, cortando algumas boas jogadas, além de Diogo Silva em noite muito inspirada. Nos acréscimos, o Palmeiras até conseguiu marcar, mas foi assinalado impedimento corretamente.

Pênaltis

– Palmeiras (3): William marcou; Scarpa marcou; Lucas Lima perdeu (Diogo Silva defendeu); Breno Lopes perdeu (Diogo Silva defendeu); Luiz Adriano perdeu (na trave); Victor Luís marcou; Marcos Rocha perdeu (Diogo Silva defendeu)

CRB (4): Diego Torres marcou; Guilherme Romão perdeu (na trave); Hyuri marcou; Reginaldo perdeu (Weverton defendeu); Dudu perdeu (para fora); Carlos Jatobá marcou; Diogo Silva marcou

Ficha

Palmeiras 0

Weverton; Mayke (Marcos Rocha), Luan, Renan, Victor Luís; Felipe Melo (Zé Rafael), Raphael Veiga (Lucas Lima), Gustavo Scarpa; Rony (Breno Lopes), Luiz Adriano e Wesley (William). Técnico: Abel Ferreira

CRB 1

Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Frazan, Guilherme Romão; Marthã (Claudinei), Jean Patrick (Carlos Jatobá), Diego Torres; Ewandro (Dudu Feitosa), Hyuri e Erik (Calyson). Técnico: Allan Aal

Local: Allianz Parque, São Paulo
Gols: Ewandro (CRB)
Cartões amarelos: Gum, Ewandro, Frazan (CRB); Luan (PAL)

Ouça a partir do minuto 16′:

Continue lendo
1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending