conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Náutico bate Guarani, segue invicto e assume liderança da Série B

Foto: Celso Congilio/Guarani FC

Publicados

em

O Náutico tem o início de Série B do Campeonato Brasileiro dos sonhos. Em três rodadas, três vitórias, cinco gols feitos e apenas um sofrido. A vítima, nesta sexta-feira (11) foi o Guarani, no Brinco de Ouro. Mesmo como visitante, o Timbu se impôs em campo, como está acostumado, e balançou as redes com o trio de ataque: Vinícius, Kieza e Erick. Enquanto Régis descontou para o Bugre.

Com a vitória, manteve os 100% de aproveitamento, com dois jogos fora e um em casa, e assumiu a liderança da competição com nove pontos. Apenas o Brusque, que enfrenta o Avaí, na Ressacada, pode alcançar a equipe alvirrubra nesta rodada. Na terça-feira (15), o Náutico recebe o Vila Nova, às 19h, nos Aflitos. Enquanto o Guarani, em 4º com quatro pontos, enfrenta o CSA, no Rei Pelé. 

Ataque funciona no 2T e Náutico bate o Guarani em SP, com a 3ª vitória seguida na B

Alternância de domínio

O Náutico, como de costume, se impôs em campo, marcou sob pressão e ficou mais tempo com a bola. Porém, não conseguiu transformar isso em chances de gol, embora tenha criado dificuldades ao Guarani na saída de bola. O momento mais perigoso foi em uma cabeçada de Vinícius que foi por cima da meta do goleiro Gabriel.

Aos poucos, o Bugre tentou tomar as rédeas do jogo, colocou a bola no chão e usou a velocidade para explorar as linhas altas do Timbu, mas também com poucas jogadas concluídas. O goleiro Alex Alves fez três defesas fáceis em chutes de Davó e de Régis. Nos outros lances, a zaga conseguiu impedir as finalizações e garantiu o 0x0 até o intervalo.

Ataque alvirrubro efetivo

O ataque do Náutico, setor com o melhor rendimento na temporada, funcionou no segundo tempo. Logo aos quatro minutos, Erick avançou e tocou para Jean Carlos, que deu um bom passe para Vinícius. O atacante chutou forte de esquerda e abriu o placar.

O Guarani reagiu na sequência. Aos dez minutos, Régis recebeu de Bidu, cortou a defesa e chutou. A bola ainda desviou em Bryan antes de entrar. Mas isso não diminuiu o ímpeto alvirrubro. Aos 15, após o terceiro escanteio seguido, Kieza arrematou para o fundo das redes e deixou o Timbu em vantagem novamente.

Apenas dois minutos depois, Erick recebeu na área, chutou e a bola bateu no braço de Rodrigo Andrade. O árbitro marcou pênalti. O próprio atacante cobrou com categoria e fechou o placar em 3×1 para o Náutico.  O Guarani ainda perdeu Júlio César expulso e não teve forças sequer para diminuir o placar novamente.

Ficha do jogo

Guarani 1
Gabriel; Pablo, Thales, Carlão e Bidu; Rodrigo Andrade (Tony), Bruno Silva, Bruno Sávio, Régis e Júlio César; Davó (Renanzinho). Técnico: Daniel Paulista.

Náutico 3
Alex Alves; Hereda, Camutanga, Wagner e Bryan; Trindade, Rhaldney (Marciel) e Jean Carlos (Luiz Henrique); Erick (Giovanny), Vínicius (Rafinha) e Kieza (Paiva). Técnico: Hélio dos Anjos.

Local: Estádio Brinco de Ouro, em Campinas-SP.
Árbitro: Jonathan Antero Silva (RO).
Assistentes: Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO) e Adenilson de Souza Barros (RO).
Gols: Vinícius (Náutico), aos 4 do 2ºT; Régis (Guarani), aos 10 do 2ºT; Kieza (Náutico), aos 15 do 2ºT; Erick (Náutico), aos 18 do 2ºT
Cartões amarelos: Rodrigo Andrade, Júlio César, Thales e Bruno Sávio (Guarani); Hereda (Náutico). 
Cartão vermelho: Júlio César (Guarani).

Ouça a partir do minuto 15′:

Trending