conecte-se conosco
Bahia perdeu para o Palmeiras por 3 a 2 Bahia perdeu para o Palmeiras por 3 a 2

BABahiaSérie AÚltimas

Bahia faz bom jogo, mas peca no fim e perde do Palmeiras pela Série A

Foto: Cesar Greco/AG Palmeiras

Publicados

em

Um duelo que parecia ter tudo para o triunfo ficar do lado tricolor. Porém, as várias chances perdidas e o vacilo no fim cobraram caro. O Bahia foi bem na maior parte da partida, mas vacilou e foi derrotado pelo Palmeiras, no Allianz Parque, por 3 a 2. Os gols da partida foram marcados por Luiz Otávio e Maycon Douglas, para o Esquadrão, enquanto Gustavo Scarpa, Raphael Veiga e Breno Lopes anotaram pelo Verdão.

Com o resultado, o Bahia cai para o quinto lugar com 11 pontos, já o Palmeiras sobe à terceira posição, com 13. O Tricolor volta a campo na próxima quarta (30), contra o América-MG, às 19h, no estádio de Pituaçu. Já o Verdão encara o Internacional no mesmo dia e horário, mas no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre-RS.

Partida movimentada, com Bahia merecendo mais

Um jogo muito bom de se assistir. Movimentado, com chances para os dois lados. Duas equipes que buscaram o ataque, cada uma da sua maneira, e proporcionaram um duelo interessante na etapa inicial. Palmeiras buscava imposição por estar atuando em casa, enquanto o Bahia buscava dar intensidade e verticalizar seus ataques.

O Verdão abriu o placar em uma cobrança de falta de Gustavo Scarpa, aos cinco minutos. De longe, o meio-campista bateu com força no ângulo esquerdo de Matheus Teixeira, sem chances para o goleiro do Esquadrão. O Bahia não deixou por menos e buscou o empate, que saiu aos 10 minutos. Rodriguinho cobrou falta pela direita e mandou na cabeça de Luiz Otávio, que testou para o fundo das redes. O Tricolor tentou novamente aos 15, com Rodriguinho, de cabeça, mas Jailson defendeu bem. O Porco não ficou para trás e, aos 20 minutos, foi a vez de Luiz Adriano aparecer bem. O atacante recebeu pela direita e bateu cruzado, mas Matheus Teixeira caiu bem para espalmar.

O Bahia era mais organizado em campo, saía rapidamente em transição e aproveitava os espaços pelas pontas. Aos 24 minutos, após boa trama que começou pelo lado direito, veio terminar na esquerda com uma finalização de Matheus Bahia que raspou a trave de Jailson. Aos 27, Rodriguinho tentou novamente de cabeça e o goleiro palmeirense pegou. No final da primeira etapa, o Esquadrão perdeu outra oportunidades de ficar na frente antes do intervalo. Aos 43, em escapada pela direita, Nino cruzou e Gilberto, na pequena área, não alcançou a bola para empurrar para o gol. Merecia mais pelo que produziu.

Gols, trave parando o Bahia e mais emoção

O segundo tempo começou da mesma maneira. Corrido, com o Bahia mantendo a intensidade e a pegada exigidas por Dado Cavalcanti. Logo aos nove minutos, Rossi recebeu pela esquerda, cortou para o meio invadindo a área e bateu forte, acertando a trave de Jailson. O Palmeiras tinha dificuldade para chegar na área do Tricolor enquanto trocava passes, e o Esquadrão sabia se aproveitar da marcação forte para roubar a bola e contra-atacar.

Aos 20 minutos, através da bola parada – única arma que levava mais perigo ao Bahia – o Palmeiras assustou com Gustavo Scarpa. Aos 27, o Bahia respondeu com Maycon Douglas, que mandou para fora após cobrança de escanteio. Mas o atacante, que havia entrado no segundo tempo, mostrou que queria jogo e guardou o seu no minuto seguinte. Daniel fez um grande lançamento em profundidade para Maycon, que se livrou de dois na corrida e, de cara com o goleiro, chutou forte, no alto.

Tricolor desmorona em dois lances

Na bola parada, ponto forte do Palmeiras, o empate veio. Aos 32, Gustavo Scarpa cobrou em direção à meta, Raphael Veiga desvia de leve e tira do alcance de Matheus Teixeira. O Bahia tentou reagir e, aos 36, fez mais uma linda trama pelo lado direito. Rossi se desvencilhou da marcação e tocou para o meio, onde Daniel chegava e bateu prensado. A bola desviou em Patrick de Paula e explodiu na trave.

Com o equilíbrio na partida, em um lance nos acréscimos, o Verdão conseguiu virar. Aos 46, Scarpa lançou Breno Lopes em profundidade, ganhou de Juninho e, de cara com o goleiro, virou o placar. Resultado amargo diante da boa partida que o Bahia fez, apesar de ter perdido vários gols – e que fizeram falta ao fim.

Ficha do jogo

Palmeiras (3)

Jailson; Marcos Rocha (Gabriel Menino), Luan, Kuscevic e Victor Luís; Danilo (Patrick de Paula), Danilo Barbosa (Zé Rafael) e Gustavo Scarpa; Breno Lopes, Rony (Deyverson) e Luiz Adriano (Raphael Veiga). Técnico: Abel Ferreira.

Bahia (2)

Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Luiz Otávio, Juninho, Matheus Bahia (Juninho Capixaba); Patrick de Lucca (Jonas), Daniel e Thaciano (Pablo); Rodriguinho (Maycon Douglas), Rossi (Óscar Ruiz) e Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti.

Local: Allianz Arena, em São Paulo-SP.

Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)

Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque e Brigida Cirilo Ferreira (ambos AL).

Gols: Gustavo Scarpa, aos 5′ do 1ºT, Raphael Veiga, aos 32′ do 2º T, e Breno Lopes, aos 46′ do 2ºT (PAL); Luiz Otávio, aos 10′ do 1ºT, e Maycon Douglas, aos 28′ do 2ºT (BAH).

Cartões amarelos: Kuscevic, Danilo, Breno Lopes e Abel Ferreira (PAL); Matheus Bahia, Patrick de Lucca, Thaciano e Rossi (BAH).

Ouça a partir do minuto 50′:

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending