conecte-se conosco

PBSérie DÚltimas

Focando em “mês ter 30 dias”, executivo do Treze explica reformulação no elenco

Reprodução/TV13

Publicados

em

Austeridade. Mesmo sem usar essa palavra, era dessa ideia que Fernando Gaúcho falava quando explicava a reformulação do elenco do Treze. O recém-chegado executivo de futebol conduziu saídas e chegadas no elenco e prometeu mais alguns reforços para os sistema ofensivo muito em breve. Segundo ele, todas essas mudanças aconteceram motivadas pela situação financeira da equipe e pelo insucesso no Campeonato Paraibano.

“O Treze iniciou, há alguns dias, um processo de reformulação do elenco, que se fazia necessário dentro de um projeto que foi traçado para quatro, cinco meses de competição. Infelizmente, as coisas não aconteceram da maneira que a gente esperava, em função de não ter chegado, principalmente, à final do Estadual, que dava uma condição de ter o calendário para o ano que vem, então foi necessário fazer essa reformulação”.

Precisando do acesso para garantir um calendário completo em 2022, Fernando vê a organização e a credibilidade como chaves para o Treze. “É um clube gigante, o Treze tem uma camisa muito forte, uma torcida apaixonada, mas nós temos que resgatar a credibilidade do clube. Infelizmente, existiam pendências que atrapalhavam até esse processo de contratação dos atletas em função dessa credibilidade. No cálculo que nós fizemos, a despesa não pode ser maior que a receita e, para isso, a gente enxugou a folha em mais de 50%”.

Lembrando que o clube perdeu patrocínios com a pandemia, Fernando ressaltou a prioridade nas contas alvinegras, que, segundo ele, foram postam em dia. “É um momento que a gente tem que se unir e, para isso, a gente procurou enxugar a folha para que o mês possa ter 30 dias. Para isso, o presidente já fez um pagamento na sexta-feira para os atletas que chegaram e os que estavam com dois meses, mais ou menos, de atraso, já colocou em dia”.

Ainda nessa ideia, o executivo reiterou que os pagamentos em ordem fazem parte da estrutura básica para um time de futebol saudável. “E, assim, a gente segue um planejamento, para que a gente consiga dar uma condição de trabalho adequada. São fundamentais esses pilares dentro da gestão do futebol, dar uma condição adequada de trabalho, dar um pagamento em dia. Isso fortalece, cada dia mais, os atletas, para que a gente possa montar um elenco competitivo com esses atletas que permaneceram e que a gente consiga buscar esse objetivo principal, que é o acesso, que da um respaldo para que, no ano que vem, a gente tenha um planejamento mais longo”.

Efeitos imediatos

Na penúltima posição do Grupo 3 da Série D após quatro jogos disputados, Fernando demonstrou confiança na recuperação do Treze a partir desta reformulação, com mais tempo de trabalho para o treinador Tuca Guimarães e os novos atletas.

“O campeonato tem 30 pontos para serem disputados, o Treze está fazendo essa reformulação. É muito natural essa demora, de certa forma, para engrenar, mas o mais importante é que a gente tem plena convicção que, pelo elenco que temos, a gente está no mercado. Provavelmente amanhã a gente deve estar trazendo pelo menos dois ou três nomes do meio para frente, que é uma necessidade nossa, em função também dos atletas que não permaneceram no elenco, para que a gente possa dar uma encorpada e seguir em busca dessa classificação”.

Trending