conecte-se conosco
Mirinda_Ademi_PE Mirinda_Ademi_PE

PESanta CruzSérie CÚltimas

Reunião definirá saída de diretores do comitê gestor do Santa Cruz

Foto: Ademi/PE

Publicados

em

Diretores, empresários e ex-presidentes do Santa Cruz estão reunidos neste momento, no Arruda, para definir algumas mudanças no departamento de futebol do clube, que vive grande turbulência pelos resultados dentro de campo.

E, segundo apurou o NE45, uma das pautas a serem tratadas na conversa diz respeito a saídas de dirigentes da atual gestão, como são os casos de Jaime Cordeiro e Oberdan Rabello, que não seguirão no Arruda. O clube, inclusive, prepara nota para comunicar oficialmente as saídas.

Assim como grande parte dos nomes da atual gestão, Jaime e Oberdan – que trabalhavam auxiliando o presidente Joaquim Bezerra nas análises técnicas e valuation de atletas – vinham sendo alvo de críticas por parte da torcida, que cobrava a saída de ambos do departamento de futebol pelos insucessos na temporada.

Com os desligamentos consumados, quem surge como principal substituto para assumir o futebol é Mirinda, ex-presidente do Santa Cruz e que vinha tendo participação de destaque nos bastidores do clube – inclusive indicando profissionais, como foi o caso da chegada de Givanildo Oliveira, atual coordenador técnico.

Porém, a mudança ainda não é definitiva e será tratada na reunião desta terça, uma vez que, segundo uma fonte ouvida pela reportagem, Mirinda pede autonomia de 100% para comandar o futebol tricolor, fazendo não só a prospecção, mas sendo o principal responsável na hora de decidir contratações de novos atletas. Um possível retorno do ex-presidente ao Arruda poderia forçar a saída de Albertino dos Anjos, que segue no clube fazendo a intermediação com federações e confederações.

‘Dança das cadeiras’ que resvala, naturalmente, na permanência do executivo Fabiano Mello no departamento, já que era de sua responsabilidade – ao lado dos demais membros do comitê gestor, do próprio Joaquim Bezerra, e Givanildo Oliveira -, a gerência dos vestiários e chegada de jogadores.

Contudo, a possível saída de Fabiano não é unanimidade dentro da cúpula do Santa Cruz, dividida entre ‘quem queria manter para não se gerar mais instabilidade’ e quem queira a ‘saída porque ele não apresentou um desempenho esperado’. A aguardar os desfechos.

Continue lendo
1 comentário

1 comentário

  1. Zamir Medeiros

    20 de julho de 2021 a 21:53

    Pessoal, os torcedores associados e os conselheiros, se liguem, SANTACRUZ tem que está na nova era, e seguir para o mercado de clube-empresa, contactar uma consultoria para colocar o clube na mira de algum grande grupo de investidores, para analisar a situação e definir as tratativas nas ações de negócios. O projeto de clube-empresa no Brasil, já foi aprovado em definitivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending