conecte-se conosco

BABahiaSérie AÚltimas

Rodriguinho lamenta má fase, mas diz que Bahia está ‘retomando confiança’ para voltar a vencer

Publicados

em

O Bahia vive situação difícil na Série A. Sem vencer há cinco partidas, somando quatro derrotas consecutivas e um empate, o time caiu para a 10ª posição no Brasileiro, sem mencionar a eliminação nas quartas de final da Copa do Brasil para o Atlético-MG. Mau momento repercutido pelo capitão do time, Rodriguinho, em coletiva de imprensa no CT Cidade Tricolor.

O meia, apesar de reconhecer – e lamentar – o recorte negativo recente do Esquadrão, mostrou-se confiante por uma recuperação do time não só na tabela da Série A, mas sobretudo em relação a desempenho.

A próxima partida do Bahia acontecerá neste domingo, em Pituaçu, diante do Atlético Goianiense, pela 16ª rodada do campeonato.

Veja, na íntegra, os pontos abordados na coletiva

O que explica a má fase e o que voltar a fazer para vencer no Brasileiro?

– Difícil explicar, mas talvez, os últimos jogos do Brasileiro, Flamenco, Atlético-MG e São Paulo, foi uma sequência mais difícil que a gente tinha pela frente. É um resultado que nos entristece bastante, a derrota para o Sport dentro de casa, que pensávamos em somar três pontos, e interromper essa sequencia difícil No jogo contra o Cuiabá tínhamos a possibilidade de vencer e acabamos empatando. Mas a equipe já melhorou desde o jogo contra o Atlético-MG na Copa do Brasil, já conseguimos vencer, estamos retomando a confiança para nos próximos jogos buscar os triunfos.

Acredita em uma reação da equipe?

– Sem dúvida. Estamos trabalhando muito para isso, a equipe tem consciência que precisa melhorar, que precisa conseguir os resultados, voltar a a pontuar no Brasileiro. A gordura que nós tínhamos já acabou. Tivemos um começo muito bom e agora a gente precisa voltar a vencer, pontuar, subir na tabela, é importante para a sequência do campeonato e estamos trabalhando muito para que isso aconteça.

No que o peso da sequência atrapalha em campo? Cenário repetido de 2020?

– 2020 foi um ano bem desgastante, nessa pressão que vivemos aqui de estar lutando contra o rebaixamento. Ninguém aqui dentro quer repetir esse ano que foi terrível, então a gente está focando, trabalhando bastante para que isso não aconteça. Por isso precisamos voltar a pontuar, voltar a vencer, para que a gente possa o mais rápido possível subir na tabela e continuar nessa primeira página.

Qual o melhor caminho para superar a falta de gols?

– É um momento difícil, que nenhum atacante gosta de passar. O Gilberto é um atacante que gosta de passar. Nós temos que passar confiança para ele, todo mundo sabe da qualidade que ele tem em fazer gol e vamos buscar poder ajudá-lo dentro de campo, ajudando a servi-lo, para que ele possa rapidamente passar por essa fase e volte a nos ajudar.

Avaliação de um ano e meio de Bahia

– Carregar a faixa para mim é uma honra muito grande, pela camisa que é a do Bahia, representando todos os meus companheiros dentro de campo, todos os torcedores, familiares, a responsabilidade é muito grande, boa, espero poder fazer o melhor trabalho possível. Uma trajetória boa, com gols, assistências, período difícil, com lesão e alguns jogos de fora, tendo que me recondicionar e reinventar estar ajudando cada vez mais, mas espero que possa ser melhor ainda daqui pra frente.

Nova formação no 4-4-2 e dupla com Mugni no meio

– Me senti bem, o Mugni entrou na equipe muito bem, dar logo assistência, criando bastante, nos ajudando em movimentação também. É um jogador muito interessante que vai nos ajudar bastante. Fiquei feliz com a vinda dele, com a entrada dele e esperamos que a equipe possa evoluir nesse sistema para que a gente possa mudar um pouco nosso estilo de jogo e surpreender os adversários.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending