conecte-se conosco

MASampaio CorrêaSérie BÚltimas

Com Léo Artur, Sampaio viaja para Aracaju com Surian visando “manter busca pelo G4”

John Tavares/SCFC

Publicados

em

O Sampaio Corrêa já está a caminho Aracaju, onde, nesta sexta-feira, enfrenta o Confiança, em jogo pela Série B. O embarque, no fim desta manhã, contou com a presença do novo reforço boliviano, Léo Artur, além do volante Betinho, recuperado de lesão. Os dois jogadores se tornam opção para Felipe Surian, neste jogo que ele definiu como importante para se manter próximo ao G4.

“O foco é manter a busca pelo G4”, afirmou o treinador do Sampaio, antes de continuar. “Não podemos deixar afastar essa situação. A competição é difícil, Precisamos ter resiliência, trabalhar bem e concentrado para buscar novamente uma vitória. Para voltarmos a estar sempre próximo do G4”.

Hoje, o Sampaio Corrêa é o sétimo colocado da Série B, com 35 pontos ganhos, cinco a menos que o CRB, quarto colocado da Segundona. A depender do desenho da rodada, o Tricolor pode ver essa distância cair para dois ou subir para oito pontos e, por isso, a vitória contra o lanterna se torna ainda mais importante.

Vivendo má fase, o Confiança não vence há sete jogos, com o único ponto ganho nesse recorte tendo sido na última rodada, quando visitou o Brasil-RS, vice-lanterna, e empatou em 1 a 1.

O time do Sampaio

Na delegação que viajou para Aracaju, a grande novidade fica por conta do meia Léo Artur, ex-jogador de Fluminense e Sport, que foi recém-contratado, vindo do Oeste, na Série C. O jogador ainda não teve seu nome publicado no BID, mas a expectativa é de regularização até a quinta-feira, garantindo condições de jogo para ele.

Além dele, Betinho, recuperado de um entorse no tornozelo, viajou com o elenco. Por outro lado, o centroavante Ciel segue lesionado e não compõe a lista de opções de Surian, assim como o atacante Pimentinha, suspenso. Esses desfalques também foram comentados pelo treinador.

“É sempre ruim você perder atletas que tem uma sequência. Mas os atletas que entrarem tem totais condições de fazer bons jogos. Tem a questão do ritmo que a gente sabe que é totalmente diferente. Cabe a nós avaliar”

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending