Connect with us

NáuticoPESérie BÚltimas

Com um a menos nos minutos finais, Náutico sofre gol aos 51 e perde para o Remo

Samara Miranda/Remo

Published

on

Mais uma vez, o Náutico saiu de campo sem vitória nesta Série B. Pelo quarto jogo consecutivo, o alvirrubro foi derrotado, dessa vez, o rival foi o Clube do Remo, que em Belém, fez 1 a 0, com gol nos acréscimos. O Timbu foi dominante até os vinte minutos da etapa final, mas apresentou grandes dificuldades para transformar isso em chances claras de gol, vendo um adversário bem mais perigoso e passando perto da meta com frequência.

O gol solitário da vitória remista por 1 a 0, porém, só veio aos 51 do segundo tempo, com Jefferson. Pouco antes do gol, o Timbu entrou em desvantagem numérica, após expulsão do zagueiro Carlão nos acréscimos.

No jogo, o Alvirrubro foi comandado por Marcelo Rocha, auxiliar técnico do time, com Hélio dos Anjos presente no estádio, mas reassumindo o comando apenas na próxima rodada.

Como fica?

Com a derrota, o Náutico fica com 35 pontos, enquanto o Remo o ultrapassa e vai a 37. Os times ocupam, respectivamente, a 10ª e a sétima posição, mas podem ser ultrapassados ainda nesta rodada.

Agora, o Náutico volta à campo às 19h da terça-feira, recebendo o CRB na Arena de Pernambuco, no jogo que marca o retorno do torcedor do Timbu às arquibancadas. Para os remistas, o próximo compromisso acontece apenas na quinta-feira, visitando o Sampaio Corrêa às 21h30.

Náutico domina, Remo leva perigo

O Náutico apresentou um o jogo com mais controle de posse de bola. Dominando o meio de campo, o time buscava as jogadas e era bastante propositivo, sempre circundando a área paraense, mas com grande dificuldade para entrar nela, tanto que, das sete finalização que conseguiu, apenas duas foram de dentro da área.

Com dificuldade para furar a última linha, o Náutico via suas jogadas ofensivas dependendo de chutes de fora e bolas paradas, com Jean Carlos aparecendo como peça básica de todos os ataques alvirrubro. As melhores chances do Timbu, inclusive, vieram assim, com o camisa 10 mandando um foguete da intermediária aos 14 e quase acertando um gol olímpico aos 29.

As melhores chances do jogo, porém, eram do Remo. Aproveitando bem os espaços deixados pelo Alvirrubro, o Leão finalizava mais, entrava mais na área e levava mais perigo ao gol. E foram várias oportunidades reais desperdiçadas, com Victor Andrade, Arthur, Raimar, Thiago Ennes e Felipe Gedoz parando em Alex Alves ou em finalizações próximas à meta.

Náutico começa bem, mas perde meio de campo

O Náutico passou perto de abrir o placar logo aos seis minutos do segundo tempo, quando Júnior Tavares bateu da entrada da área e tirou tinta da trave. O Timbu até começou mais intenso, mas logo viu o jogo voltar à pegada da primeira etapa, com o domínio da posse, mas buscava o caminho para entrar na área frente a um Clube do Remo mais ferino.

A situação, porém, ficou mais complicada para o Náutico quando as falhas da defesa alvirrubra começaram a falar mais alto. O estopim, veio, aos 21, quando Alex Alves saiu da área para afastar uma bola, tirou mal e se machucou. O goleiro precisou ser substituído, dando espaço para o goleiro Jefferson, que tinha sido afastado do time e foi reintegrado ao elenco há apenas dois dias.

A partir daí, o Náutico perdeu o meio de campo e viu o Remo tomar para si o domínio do jogo. Ofensivo e propositivo, o time paraense conseguiu ser bem melhor na segunda metade da etapa final e basicamente não viu os pernambucanos criarem chances de finalizar. Antes de abrir o placar, eles ainda tiveram um gol invalidado aos 33.

Aos 46, porém, o zagueiro Carlão, do Náutico, levou o segundo amarelo e foi expulso, deixando a defesa alvirrubra mais exposta e facilitando a pressão do Remo, que, aos 51, chegou pela esquerda, com Felipe Gedoz, que cruzou no primeiro pau para Jefferson aproveitar o espaço e cabecear para o gol solitário do jogo.

Ficha do jogo

Clube do Remo (1)
Thiago Coelho; Wellington Silva (Thiago Ennes), Rafael Jansen, Marlon e Raimar; Arthur, Lucas Siqueira (Neto Moura) e Felipe Gedoz; Victor Andrade (Jefferson), Marcos Júnior (Pingo) e Rafinha (Lucas Tocantins). Técnico: Felipe Conceição.

Náutico (0)
Alex Alves (Jefferson); Hereda, Yago Silva, Carlão e Breno Lorran; Matheus Trindade, Rhaldney (Djavan), Júnior Tavares (Marciel) e Jean Carlos; Vinícius e Álvaro (Giovanny). Técnico: Marcelo Rocha (interino).

Local do jogo: Estádio Baenão, em Belém-PA
Árbitro: Leo Simão Holanda (CE)
Assistentes: Cleberson do Nascimento Leite (CE) e Eleutério Felipe Marques Junior (CE)
Gol: Jefferson (49’/2ºT | REM)
Cartão vermelho: Carlão (NÁU)
Cartões amarelos: Wellington Silva, Lucas Siqueira (REM), Marcelo Rocha (NÁU)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados