conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Náutico: Hélio projeta perda de jogadores para 2022, mas analisa 2021 como uma ‘temporada equilibrada’

Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

O empate entre Náutico e Confiança basicamente elimina qualquer chance de acesso para o Alvirrubro, que, agora, já tem a temporada 2022 na alça de mira. Ainda assim, o treinador Hélio dos Anjos ainda afirma que o foco do Timbu está nas rodadas finais da Série B. Em análise geral, porém, o comandante viu a temporada como equilibrada e afirmou que o clube deve perder mais peças do que gostaria para o ano que vem.

“Nós temos ainda 19 dias da temporada 2021. Uma temporada, na minha visão, totalmente equilibrada de um clube que conseguiu título, conseguiu calendário, uma coisa que nós não tivemos neste ano”, afirmou Hélio, celebrando as conquistas que o Náutico teve, principalmente no primeiro semestre da temporada.

“A temporada teve equilíbrio, desde a primeira rodada do Estadual, até esse término de possibilidade (de acesso) no Brasileiro, o futebol do Náutico foi sempre muito equilibrado. As cobranças são muito maiores pelo torcedor porque nós mostramos muita capacidade no início da competição e hoje se cobra uma classificação. Mas, quando começamos, era chegar se possível. Eu sei que tivemos nossos erros, assumo a responsabilidade”, analisou.

Na Série B, porém, a torcida fica com um sabor amargo, após uma grande largada, seguida de uma queda de rendimento que tirou qualquer chance de acesso ainda com algumas rodadas de antecedência. Mesmo assim, Hélio fez uma análise positiva, afirmando que todas as equipes que estão à frente dos alvirrubros chegaram com um investimento maior para a disputa da Segundona.

“A torcida fica um pouco chateada da gente sair de uma vez por todas da possibilidade de acesso, mas, acima de tudo, a gente está muito consciente das condições que o Náutico tem perante os adversários. Hoje, por exemplo, a gente não está atrás de nenhuma equipe, com a estrutura financeira, o investimento menor que o Náutico. Todas as equipes que estão na nossa frente tem um investimento às vezes mais de 100%, 200% acima do nosso”.

O 2022 do Náutico

Adiando as conversas sobre planejamento, Hélio disse que esse é um momento para o clube focar nas rodadas finais da Série B, na qual ainda pode conseguir aumentar sua pontuação para terminar em uma posição melhor, algo que reflete, por exemplo, no Ranking da CBF. Além disso, ele também relembrou do foco do clube no processo eleitoral.

“Esse é um momento que a gente tem que valorizar a situação da eleição do clube para tomar parte daquilo que possa fazer no ano que vem. Mas eu acredito que só vamos conversar sobre isso (planejamento para 2022) no fim da competição (…) Eu prefiro continuar o trabalho visando somar mais pontos, melhorar o ranking do Náutico. Então, nós vamos falar muito em projeto e planejamento no momento interessante, mas por enquanto, vamos projetar os jogos”.

Ainda assim, ele adiantou um ponto muito importante quanto à manutenção de peças para o ano que vem. “A única coisa que eu vejo é que acho que nós vamos perder mais jogadores do que esperávamos. Não por falta de condição do Náutico em mantê-los aqui, mas principalmente pelo valor que eles têm no mercado nacional, no mercado internacional. Eu estou ligado nisso. Caso a gente consiga manter uma base aqui, vai ser importante”.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending