conecte-se conosco
Vina, do Ceará Vina, do Ceará

CECearáFortalezaSérie AÚltimas

Superior, Ceará goleia Fortaleza no último Clássico-Rei deste Brasileirão

Foto: Felipe Santos/Ceará SC

Publicados

em

Um jogo onde só uma equipe veio com o espírito necessário para um confronto dessa magnitude, com tanto a se decidir. E ela foi o Ceará, que conseguiu uma grande goleada em cima do Fortaleza na Arena Castelão, por 4 a 0. Lima abriu o placar, mas o duelo teve uma grande atuação do meia Vina, que marcou dois gols, o ressurgimento de Mendoza, autor de três assistências, e Yony González que fechou o placar. O Tricolor do Pici segue estacionado, prolongando o mau momento no Brasileirão.

Com este resultado, o Ceará vai a 45 pontos e segue na 10ª colocação, perseguindo a vaga na Pré-Libertadores. O Fortaleza segue no sexto lugar, com 49, mas vê adversários encostarem. O Vozão volta a campo no próximo sábado (20) diante do Atlético-GO, às 21h, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia-GO. O Tricolor encara o Palmeiras no mesmo dia, às 19h, na Arena Castelão.

Confira a classificação da Série A

Melhor e mais ligado, Ceará aproveita os erros e marca

Uma partida que teve as duas equipes com voltagens diferentes após o apito. O Fortaleza, mandante e com maior presença da sua torcida, repetiu o início da rodada passada, contra o Red Bull Bragantino. Sonolento, desconexo, dando espaços e vacilos na defesa, e não fez um bom primeiro tempo. Já o Ceará, ligado, vinha também com a motivação em alta, buscava também apresentar um desempenho melhor do que no último domingo, quando bateu o Sport, e deu certo.

O Vozão jogava de maneira mais vertical, pressionando a saída de bola do Tricolor, que vinha acontecendo de maneira burocrática. Numa delas, Éderson vacilou e deu brechas para o gol alvinegro. Aos 14 minutos, Boeck tocou para o volante, que dominou mal e perdeu para Lima. O atacante do Ceará avançou e bateu rasteiro, no canto do goleiro. O Fortaleza acordou depois do gol e passou a ser um pouco mais ofensivo, mas ainda assim apresentava espaços e dificuldades para recompor defensivamente.

Aos 24, Depietri recebeu no ataque, tentou a batida, mas mandou para fora. Aos 36, foi a vez de Éderson finalizar para defesa segura de João Ricardo. Num outro erro defensivo, o Ceará não perdoou e ampliou. Aos 46, Pikachu tentou cruzamento e acertou Fernando Sobral. O meio-campista alvinegro foi mais rápido, ficou com a bola e puxou o contra-ataque. Ele acionou Mendoza na frente, que girou na frente do marcador e tocou para Vina, na esquerda. O armador chutou de primeira, no cantinho direito e fez o segundo do Vozão. O Fortaleza ainda assustou aos 50, num chute de Bruno Melo que João Ricardo espalmou para o lado.

Jogo fica quente e Vozão mata no fim

A segunda etapa contou com um clima mais nervoso. Bastante luta das duas partes, mas o Fortaleza pecava muitas vezes pela ansiedade. Enquanto isso, o Ceará mantinha a postura reativa, marcando bem e diminuindo espaços. A primeira boa chegada foi do Leão, aos 10 minutos, com Matheus Vargas. O meia bateu e João Ricardo defendeu. Aos 12, o Alvinegro tentou com Mendoza, mas ele pegou mal e mandou para fora.

O jogo esquentou com faltas mais ríspidas, discussões e cera. O Vozão conseguiu controlar o ritmo e deixava o Tricolor nervoso. Assim, foram cinco cartões amarelos no segundo tempo e o Fortaleza se lançou ao ataque de toda forma para tentar diminuir a desvantagem. Aos 37, Wellington Paulista bateu colocado, de primeira, mas João Ricardo fez uma linda defesa. Porém, o Leão ficou desprotegido e assim o Ceará matou o jogo, criando uma goleada no Clássico-Rei.

Aos 40, num contra-ataque, Vina lançou Yony González. Ele tocou para Mendoza, que rolou na entrada da área para Vina chutar de chapa e fazer o terceiro. Esperando os espaços para atacar, o Ceará não tirou o pé e seguiu buscando mais. Achou aos 47. Mendoza carregou até a linha de fundo pela esquerda, em velocidade, e cruzou rasteiro, no meio, para Yony González completar para as redes. Goleada no Castelão, no último Clássico-Rei do ano.

Ficha do jogo

Fortaleza (0)

Marcelo Boeck; Tinga, Marcelo Benevenuto e Titi (Matheus Vargas); Yago Pikachu, Matheus Jussa, Éderson (Edinho), Ronald e Bruno Melo; Depietri (Romarinho) e Robson (Wellington Paulista). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

Ceará (4)

João Ricardo; Gabriel Dias (Igor), Messias, Luiz Otávio (Gabriel Lacerda) e Bruno Pacheco; Fabinho (William Oliveira), Fernando Sobral e Vina; Lima (Marlon), Mendoza e Jael (Yony González). Técnico: Tiago Nunes.

Local: Arena Castelão, em Fortaleza-CE.

Árbitro: Raphael Claus (SP).

Assistentes: Daniel Luís Marques e Evandro de Melo Limar (ambos SP).

Gols: Lima, aos 13′ do 1ºT, Vina, aos 46′ do 1ºT e aos 40′ do 2ºT, Yony González, aos 47′ do 2ºT (CEA).

Cartões amarelos: Marcelo Benevenuto (FOR); Gabriel Dias, João Ricardo, Fabinho e Mendoza (CEA).

Público: 28.037 pessoas.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending