Connect with us
Fortaleza bicampeão da Copa do Nordeste Fortaleza bicampeão da Copa do Nordeste

CECopa do NordesteFortalezaPESportÚltimas

Bicampeão: Fortaleza vence o Sport no Castelão e conquista o Nordestão

Tricolor aproveitou chance em pênalti e marcou com Yago Pikachu

Foto: Mateus Lotif/Fortaleza EC

Published

on

Bicampeonato para o Leão do Pici! O Fortaleza confirmou o favoritismo de antes da competição e sagrou-se campeão da Copa do Nordeste. Principal time da região na atualidade, o Tricolor fez campanha impecável, invicto, e muitas vezes jogando ‘para o gasto’. E a taça foi conquistada com o melhor enredo possível.

Neste domingo, diante de um Castelão lotado, venceu o Sport por 1 a 0, com gol de Yago Pikachu, no primeiro tempo. Mesmo encontrando dificuldades para se impor, a equipe cearense não foi inferior praticamente em nenhum momento dos 90 minutos – quando teve um a menos nos minutos finais, resistiu -, ainda que não tenha dominado. Na ida, aliás, as equipes haviam ficado no empate.

Com o resultado, o Tricolor chegou ao segundo título do Nordestão em um intervalo de quatro anos – o outro foi em 2019 e representam os dois do time do Pici na história da competição.

O jogo

Como esperado, o primeiro tempo teve o Tricolor buscando se impor no campo ofensivo, com volume de jogo. Mas o Sport conseguiu, apesar de brechas no meio de campo com a mudança na formação, segurar o ímpeto do Fortaleza, que apostou sobretudo em Moisés saindo da esquerda para o centro.

Porém, a defesa leonina – mais robusta com três zagueiros – conseguiu bloquear as tentativas de chutes da entrada da área e investidas laterais. Por outro lado, o Sport teve dificuldades para criar, mas assustou em escapada individual de Sander pela esquerda, que entrou na área em boas condições, mas concluiu mal a jogada – chutou fraco nas mãos de Max Wallef.

Outra boa investida ocorreu em lançamento para Parraguez, que invadiu a área e foi derrubado com carrinho, mas a arbitragem rapidamente mandou seguir – para reclamação dos rubro-negros.

O tempo passou e o ritmo do Tricolor diminuiu, apesar da maior posse de bola. Assim, o confronto parecia caminhar empatado para o intervalo. Só parecia.

Em contra-ataque cedido pelo Sport, que desperdiçou trama ofensiva com Juba, Denner e William Oliveira, o Fortaleza avançou com Moisés e só parou dentro da área, derrubado por Thyere. Pênalti. Na bola, Yago Pikachu bateu bem, no canto, e abriu o placar.

Segundo tempo

Na etapa complementar, o Tricolor buscou cadenciar o resultado, sem o mesmo ímpeto de quando precisava abrir o placar. Já o Sport tentou ir para cima, uma vez que necessitava do gol. E fez mudanças para isso, como as entradas de Pedro Naressi e Jaderson.

O cenário da partida, porém, pouco mudou, com o Fortaleza tendo maior posse de bola. A melhor jogada do Rubro-negro foram em cabeceio de Naressi, espalmado por Max Walef – que foi assinalado impedimento – e escapada de Sander, onde o árbitro marcou pênalti, mas o VAR corrigiu para falta fora da área – no replay, a filmagem pareceu pouco conclusiva.

Aos 35 minutos do segundo tempo, contudo, o panorama foi alterado. Róbson deu uma cotovelada em Thyere e foi expulso de forma direta. Assim, Dal Pozzo foi para cima de vez em busca do empate com mexidas ofensiva, enquanto Vojvoda procurou ajustar a marcação.

Apesar da pressão, com cruzamentos na área, o Rubro-negro em meio ao campo encharcado e queda de energia aos 45 minutos, não conseguiu superar a defesa do Fortaleza, que segurou o resultado. E o título para o Pici.

Ficha do jogo

Fortaleza (1)

Max Walef; Landázuri, Benevenuto, Titi; Yago Pikachu, Zé Welison, Hércules (Felipe), Lucas Lima (Matheus Jussa), Juninho Capixaba; Renato Kayzer (Róbson) e Moisés (Silvio Romero). Técnico: Juan Pablo Vojvoda

Sport (0)

Mailson; Rafael Thyere, Sabino, Chico (Alanzinho); Ewerthon, William Oliveira (Ronaldo), Denner (Jaderson), Luciano Juba, Sander (Lucas Hernández); Javier Parraguez e Bill (Pedro Naressi). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Local: Castelão, em Fortaleza-CE.
Gol: Yago Pikachu, aos 47′ do 1ºT (FOR)
Cartões amarelos: Bill, Alanzinho, Javier Parraguez, Ray Vanegas, Carlos Eduardo, Denner e Ronaldo (SPO); Benevenuto e Juninho Capixaba (FOR)
Cartão vermelho: Róbson (FOR)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados