conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Náutico quebra jejuns, vence a primeira na Série B com gols de estreantes e deixa Z4

Foto: Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

O domingo foi feliz para o Náutico. Após um mês, o Timbu quebrou o jejum de gols e de vitórias para somar os primeiros três pontos na Série B. Melhor do que o Operário, o Alvirrubro ganhou por 2×0 com gols dos estreantes Niltinho e Luís Phelipe, um em cada tempo, nos Aflitos.

O resultado tirou o Náutico da lanterna e da zona de rebaixamento. A equipe comandada por Roberto Fernandes subiu para o 12º lugar e, na próxima quarta-feira, enfrentará o CRB, às 19h, no Rei Pelé. Já o Operário caiu para o 6º lugar com quatro pontos e receberá o Grêmio, no Germano Kruger, no mesmo dia e horário.

Náutico balança as redes após 486 minutos e vence o Operário; 1ª vitória na Série B

Timbu marcou duas vezes para valer uma

O Náutico foi melhor no primeiro tempo, mas sofreu um susto antes de um minuto. Após cruzamento na área, Paulo Sérgio finalizou sozinho e Perri fez uma boa defesa. A partir de então, o Timbu ditou o ritmo do jogo e perdeu uma chance clara com Jean Carlos, que chutou para a defesa de Vanderlei.

Para ir ao intervalo na vantagem, o Alvirrubro teve de balançar as redes duas vezes. Na primeira, aos 12, Léo Passos recebeu na área e chutou bonito para o gol. Porém, após a análise do VAR, o lance foi anulado. Mas o Timbu seguiu em cima até abrir o placar. Aos 33, Jean Carlos iniciou a jogada, recebeu na esquerda e cruzou para a área. Léo Passos dominou, fez o pivô e deixou para Niltinho chutar no canto do goleiro para fazer 1×0. 

O Operário ainda assustou no final em um vacilo da defesa. Paulo Sérgio entrou livre na área, arrematou e Perri espalmou. Na sequência, Camutanga afastou o perigo.

Substituições surtiram efeito

A equipe paranaense tentou ficar mais tempo com a bola no segundo tempo em busca do empate. E assustou com Reina para a defesa de Perri. O Náutico respondeu na sequência com Jean Carlos em um arremate cruzado para Vanderlei espalmar. 

A partir dos 15 minutos, o técnico Roberto Fernandes começou a fazer as substituições para manter o ritmo da equipe e deu certo. Com os jogadores que entraram no decorrer do jogo, o Timbu confirmou a vitória. Aos 33, Jean Carlos chutou e a bola sobrou para Richard Franco. O paraguaio deu um passe de calcanhar para Luís Phelipe encher o pé e marcar o segundo gol alvirrubro. Na reta final, ainda deu tempo de Victor Ferraz estrear pelo Náutico ao entrar no lugar de Jean Carlos.

Ficha do jogo

Náutico 2
Lucas Perri; Hereda, Camutanga, Bruno Bispo e Júnior Tavares; Ralph, Rhaldney (Franco) e Jean Carlos (Victor Ferraz); Niltinho (Luís Phelipe), Leandro Carvalho (Robinho) e Léo Passos (Amarildo). Técnico: Roberto Fernandes.

Operário 0
Vanderlei; Arnaldo, Thales, Reniê e Fabiano (Raphinha); André Lima, Fernando Neto e Javier Reina (Tomas Bastos); Felipe Garcia (Felipe Saraiva), Thomaz Santos (Júnior Brandão) e Paulo Sérgio. Técnico: Claudinei Oliveira.

Local: Estádio dos Aflitos, no Recife-PE.
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA);
Assistentes: Márcio Gleidson Correia Dias (PA) e Hélcio Araújo Neves (PA);
Gols: Niltinho (Náutico), aos 33 do 1ºT; Luis Phelipe (Náutico), aos 33 do 2ºT.
Cartões amarelos: Ralph (Náutico); Fabiano e Fernando Neto (Operário); 
Público: 2.844;
Renda: R$ 30.292,00,

Trending