conecte-se conosco
Fortaleza x River Plate Fortaleza x River Plate

CEFortalezaLibertadoresÚltimas

Com casa cheia, Fortaleza sai na frente, mas apenas empata com o River Plate

Foto: Divulgação/River Plate

Publicados

em

Não deu para o Fortaleza. Após abrir o placar no início do primeiro tempo, o Leão do Pici cedeu o empate ao River Plate. Contudo, o time comandado por Vojvoda não se apequenou e seguiu buscando a vitória. Na segunda etapa, jogou melhor, teve um lance de pênalti polêmico a seu favor não marcado, mas não conseguiu bater o goleiro Armani, que fez grande partida.

Com o resultado, o Fortaleza se complicou de vez na luta pela classificação. Com dois jogos fora de casa por fazer, o Leão do Pici ficou com quatro pontos, na terceira posição. O Tricolor segue dois pontos atrás do Colo-Colo, que ainda entra em campo pela rodada, contra o Alianza Lima.

O próximo compromisso do Fortaleza pela Libertadores acontece no próximo dia 18, quando enfrenta o Alianza Lima, no Peru, às 19h. Antes, o time terá São Paulo e Botafogo nos dias 8 e 15 pela Série A. Além disso, decide a vaga na terceira fase da Copa do Brasil, diante do Vitória, em casa, no dia 12, também às 19h.

O jogo

Empurrado pelo Castelão lotado, o Leão do Pici não tomou conhecimento do River Plate. A prova disso é que aos cinco minutos, o Fortaleza abriu o placar. Lucas Crispim arrancou pela esquerda, tabelou com Lucas Lima, entrou na área e tocou voltando para Silvio Romero, que finalizou de primeira para bater a defesa argentina.

Atrás no placar, o River Plate logo se organizou para buscar o empate utilizando a velocidade dos pontas Pochettino e Barco nas costas dos alas Yago Pikachu e Lucas Crispim. Foi assim que, aos 16 minutos, os Millionarios tiveram um pênalti marcado a seu favor, que foi convertido pelo volante Fernández.

Nos minutos seguintes ao empate, o Fortaleza pareceu sentir o gol. Contudo, a partir dos 25 minutos, o time comandado por Vojvoda voltou a pressionar o River. O Tricolor criou ao menos três chances claríssimas, porém, esbarrou em excelentes defesas do goleiro Armani e impedimentos consecutivos do atacante Silvio Romero para descer com o empate para os vestiários.

Segundo tempo

Na volta da segunda etapa, o jogo caiu de ritmo. Com muitas faltas no meio-campo, a partida acabou ficando mais picotada e sem lances de perigo. Em compensação, após os cinco primeiros minutos, o árbitro Esteban Ostojich distribuiu três cartões amarelos.

Apesar do jogo mais lento, era o Fortaleza quem mais buscava o jogo, especialmente pela esquerda, com a dupla Moisés e Lucas Crispim. Outra arma bastante utilizada pelo Leão foram as bolas alçadas à área nas cobranças de faltas sofridas no campo de ataque.

A partir dos 15 minutos, o River Plate encaixou a sua marcação e passou a controlar a partida, levando mais perigo ao gol do Fortaleza. Como resposta, o técnico Vojvoda acionou Zé Welison e Depietri nas vagas de Lucas Lima e Moisés, buscando dar um novo gás ao meio-campo e mais velocidade ao ataque.

Aos 32 minutos, ocorreu a jogada mais polêmica do jogo. Após vencer dividida com o defensor do River Plate, Renato Kayzer invadiu a área e foi derrubado. Os jogadores e a torcida do Fortaleza pediram a marcação de pênalti, mas o árbitro não viu infração na jogada e mandou seguir o jogo. Na sequência do lance, Silvio Romero foi expulso por reclamação do banco de reservas.

Nos minutos finais, Vojvoda acionou Juninho Capixaba e Robson nas vagas de Lucas Crispim e Hércules. As mudanças colocaram de vez o Fortaleza no campo de ataque do River Plare para buscar o segundo gol. Porém, o time argentino conseguiu suportar a pressão e garantir o empate na Arena Castelão.

Ficha do jogo

Fortaleza 1
Max Walef; Tinga, Marcelo Benevenuto e Titi; Yago Pikachu, Felipe, Hércules (Robson), Lucas Lima (Zé Welison) e Lucas Crispim (Juninho Capixaba); Moisés (Depietri) e Silvio Romero (Renato Kayzer). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

River Plate 1
Armani; Herrera, Paulo Díaz, Martínez e Casco (Paradela); Enzo Pérez (Zuculini), Fernández e Pochettino; De La Cruz (Simón), Barco (Palavecino) e Julián Álvarez. Técnico: Marcelo Gallardo.

Local: Arena Castelão
Árbitro: Esteban Ostojich (URU) 
Assistentes: Nicolas Taran e Carlos Barreiro (URU) 
Gols: Silvio Romero aos 5/1ºT (Fortaleza), Fernández aos 17/1ºT (River Plate)
Cartões amarelos: Felipe, Marcelo Benevenuto, Tinga (Fortaleza); Fernández, Herrera, Enzo Pérez, Pochettino (River Plate)
Cartão vermelho: Silvio Romero (Fortaleza)

Trending