conecte-se conosco

ALCSASérie BÚltimas

No Rei Pelé, CSA empata com o Operário e segue na zona de rebaixamento da Série B

Foto: Reprodução/Twitter do Brasileirão/ Francisco Cedrim/AGIF

Publicados

em

Um empate amargo. Jogando no Rei Pelé, o CSA pressionou o Operário até o fim, mas não conseguiu sair de um 0 a 0, em duelo realizado na noite deste sábado (14), pela sétima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

A torcida do CSA, inclusive, não perdoou mais um resultado ruim dentro de casa. Assim que a partida terminou, os jogadores do Azulão foram vaiados.

Com o resultado, o CSA foi até os 7 pontos, mas não conseguiu deixar a zona de rebaixamento da competição. No momento, o Azulão é o 18º. O Operário, por outro lado, agora tem nove pontos e ocupa a 8ª colocação na tabela.

E agora?

O CSA volta a campo na próxima quinta-feira (19), ante o Náutico, nos Aflitos, pela oitava rodada da Série B. Por outro lado, o Operário só volta a campo no sábado (21), contra o Ituano, também pela Segunda Divisão.

Primeiro tempo

Precisando da vitória para sair da zona de rebaixamento, o CSA partiu para cima em busca dos três pontos. Apesar disso, no entanto, o Azulão não conseguiu criar muitas chances reais de gol ante o Operário, que pouco produziu.

As melhores chegadas do CSA foram com Lucas Marques e Osvaldo. O primeiro finalizou de fora da área, obrigando o goleiro a defender. Já o atacante fez jogada individual pela esquerda e bateu cruzado, mas foi para fora.

Pelo lado do Operário, a melhor chance foi numa cabeçada de Werley. No entanto, a vida do time visitante ficou ainda pior aos 38, quando o volante André foi expulso e deixou o time com um a menos.

Portanto, apesar de ter criado algumas oportunidades, o CSA não conseguiu sair do primeiro tempo em vantagem.

Segundo tempo

Se na etapa inicial o CSA foi o senhor das ações, isso aumentou ainda mais no segundo tempo. Tendo 11 contra 10 do Operário, o Azulão dominou os 45 minutos finais, sendo a equipe mais criativa da partida.

A postura mais ofensiva do CSA veio desde o início do segundo tempo. A equipe foi empurrando o Operário para o campo de defesa, porém faltava capricho na hora de converter as chances em gol.

A equipe do CSA apostou muito em chutes de fora da área, como por exemplo com Osvaldo, aos 22, obrigando Vanderlei a colocar para escanteio. Além disso, finalizações de Diego Renan e Luiz Henrique também assustaram.

No entanto, apesar da pressão, o CSA não conseguiu sair com os três pontos. o Azulão lutou, pressionou até o fim, mas não saiu de amargo 0 a 0 dentro de casa. Resultado, inclusive, que mantém o time na zona de rebaixamento da Série B.

Ficha do jogo

CSA (0)

Marcelo Carné; Lucas Marques, Werley, Lucão e Diego Renan (Ernandes); Giva Santos (Yann Rolim), Gabriel e Didira (Igor); Osvaldo, Lourenço (Luiz Henrique) e Bruno Mezenga (Rodrigo Rodrigues). Técnico: Mozart

Operário (0)

Vanderlei; Arnaldo (Thomaz), Thales, Reniê e Fabiano; André Lima, Marcelo (Giovanni Pavani), Ricardinho e Reina (Felipe Garcia); Silvinho (Lucas Mendes) e Paulo Sérgio (Júnior Brandão). Técnico: Claudinei Oliveira

Árbitro: Diego Pombo Lopez

Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira e Jonata de Souza de Oliveira

Local: Rei Pelé, em Maceió-AL

Gol:

Cartões amarelos: Diego Renan (CSA), Igor (CSA) e Osvaldo (CSA); Thalles (OPE)

Cartão vermelho: André (OPE)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending