conecte-se conosco
Colo-Colo x Fortaleza Colo-Colo x Fortaleza

CEFortalezaLibertadoresÚltimas

Noite histórica: Fortaleza bate Colo-Colo no Chile e avança às oitavas da Libertadores

Foto: Bruno Oliveira/Fortaleza

Publicados

em

Uma noite histórica. Após perder os dois primeiros jogos na Libertadores, o Fortaleza conseguiu se classificar para as oitavas de final. Com a vantagem do empate na última rodada, os cearenses encararam o Colo-Colo em jogo com portões fechados e, mesmo abrindo 4 a 1, viu o time chileno diminuir a vantagem para apenas um gol de diferença.

Contudo, mesmo com o sufoco nos minutos finais, o Tricolor garantiu o triunfo por 4 a 3 e pode, junto a toda sua torcida, gritar mais alto e comemorar a felicidade de chegar ao mata-mata do torneio continental pela primeira vez.

Agora, com o segundo lugar da chave assegurado, o Fortaleza aguarda o sorteio a ser realizado na próxima sexta-feira para conhecer seu adversário nas oitavas de final da Libertadores. Vale lembrar que não há restrições além do choque entre campeões e vice-líderes de cada chave, dessa forma, o Leão pode, inclusive, reencontrar o River Plate já na próxima fase.

Fortaleza tem começo dos sonhos

Se jogava pelo empate, que o classificaria às oitavas de final, o Fortaleza não poderia ter desejado um início melhor para a partida diante do Colo-Colo, no estádio Monumental de Santiago. Aos dois minutos, após arrancada de Moisés, Silvio Romero recebe bola na área, domina de direita e finaliza para estufar as redes do goleiro Cortés.

Atrás no placar, o Colo-Colo passou a dominar a posse de bola e tentar apertar o Leão do Pici em seu próprio campo. Tanto que três minutos após o gol, o Cacique teve uma grande chance com Leonardo Gil. O meia bateu colocado e exigiu excelente defesa de Marcelo Boeck.

O Fortaleza, por sua vez, passou a apostar nos contra-ataques em velocidade, especialmente com Moisés. Assim, o camisa 21 teve boas oportunidades de ampliar o placar ainda na primeira metade da etapa inicial. Na primeira, o atacante sai cara a cara com Cortés e chuta em cima do goleiro chileno.

Contudo, na segunda, o jogador tricolor não desperdiçou. Após roubada de bola, Lucas Lima achou o camisa 21, que ganhou na velocidade da defesa alvinegra, chegou cara a cara com o goleiro do Colo-Colo e, dessa vez, driblou antes de finalizar para as redes de Cortés.

Um susto nos acréscimos

Com 2 a 0 contra no placar, o Colo-Colo se lançou ainda mais ao ataque. Porém, desta vez, o Fortaleza não conseguia mais conectar os contra-ataques. Assim, mesmo sem conseguir ser efetivos, os chilenos passaram os 20 minutos finais da primeira etapa cercando a área tricolor e arriscando especialmente em chutes de longa distância.

Aos 45, a pressão finalmente fez efeito. Gabriel Costa carregou pelo meio e abriu bola na direita para Solari, o atacante cruzou para a área. Ceballos tenta cortar, mas acaba desviando contra a própria meta para recolocar o Colo-Colo na partida.

Moisés descomplica para o Fortaleza

Na volta do intervalo, o Colo-Colo iniciou uma blitz no campo de defesa do Fortaleza. Utilizando a dobradinha Rojas-Solari pela direita, usando as costas de Lucas Crispim, o time chileno passou a levantar bolas na área em busca do atacante Lucero.

Porém, aos cinco minutos, o Fortaleza viu a sua situação melhorar bastante. No primeiro contra-ataque, Moisés recebeu belo lançamento de Tinga e avançou, contudo acabou derrubado pelo lateral Rojas, que era o último homem, e acabou expulso de maneira direta.

Três minutos depois, o camisa 21 aproveitou um falha no meio-campo do Colo-Colo e puxou novo contra-ataque. Partindo em velocidade, o atacante superou o zagueiro Amor e bateu na saída do goleiro Cortés para marcar seu segundo gol na partida.

Esboço de goleada e reação do Colo-Colo

Após o terceiro gol, o Colo-Colo acusou o golpe. Portanto, coube ao Fortaleza assumir o protagonismo do jogo e buscar ampliar ainda mais o marcador. E assim fez. Em mais um contra-ataque, Silvio Romero abriu bola para Yago Pikachu, que bateu na saída de Cortés para marcar o quarto.

Enquanto ainda estava comemorando, o Fortaleza viu novamente o Colo-Colo diminuir a vantagem. Aos 18, Leonardo Gil bateu escanteio fechado, a bola passou por toda defesa tricolor e se apresentou para Gutiérrez, que em seu primeiro toque na bola, marcou o segundo do Cacique.

Com a classificação encaminhada, o técnico Juan Pablo Vojvoda oxigenou a sua equipe trocando a sua dupla de ataque e sacou Lucas Crispim para reforçar a marcação pela esquerda. Assim, foram acionados Robson, Depietri e Juninho Capixaba para ajudar o time em campo a administrar o resultado.

Fim de jogo nervoso

Os minutos finais da partida no estádio Monumental de Santiago se mostrou mais nervoso do que era necessário, pois em novo vacilo da defesa, em bola alçada na área, Lucero recebeu bola, escorou para o meio da área e encontrou Leonardo Gil, que emendou de voleio para marcar o terceiro.

Após diminuir o placar, o Colo-Colo seguiu pressionando o Fortaleza e conseguiu uma grande chance logo no início dos acréscimos. Aos 46, Lucero recebeu na área e bateu para o gol. Boeck salvou, a bola voltou para o centroavante do time chileno, que chutou em cima da defesa na nova chance.

Assim, sem conseguir virar o placar, o Colo-Colo, que havia vencido o primeiro confronto, viu o Fortaleza garantir uma classificação histórica para as oitavas de final em pleno estádio Monumental de Santiago.

Foto: Bruno Oliveira/Fortaleza

Ficha do jogo

Colo-Colo 3
Cortés; Rojas, Amor, Falcón e Suazo (Pizarro); Fuentes (Gutiérrez), Pavez e Leonardo Gil (Bolados); Solari, Gabriel Costa e Juan Martín Lucero. Técnico: Gustavo Quinteros.

Fortaleza 4
Marcelo Boeck; Tinga, Ceballos e Titi; Yago Pikachu, Felipe (Matheus Jussa), Hércules (Zé Welison), Lucas Lima e Lucas Crispim (Juninho Capixaba); Moisés (Depietri) e Silvio Romero (Robson). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

Local: Estádio Monumental de Santiago, no Chile
Árbitro: Esteban Ostojich (URU)
Assistentes: Carlos Barreiro e Pablo Llarena (ambos do URU)
Gols: (Fortaleza), Ceballos (contra) aos 45/1ºT, Gutiérrez aos 18/2ºT e Leonardo Gil aos 35/2ºT (Colo-Colo); Silvio Romero aos 3/1ºT, Moisés aos 24/1ºT e 8/2ºT e Yago Pikachu aos 16/2ºT (Fortaleza)
Cartões amarelos: Suazo (Colo-Colo); Ronald, Felipe, Lucas Lima, Zé Welison, Robson e Ceballos (Fortaleza)
Cartão vermelho: Rojas (Colo-Colo)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending