conecte-se conosco
Festa dos torcedores do Vitória no Barradão depois do acesso Festa dos torcedores do Vitória no Barradão depois do acesso

BASérie CÚltimasVitória

Bate-volta: Vitória garante acesso e volta à Série B após um ano

Divulgação/ECV

Publicados

em

Após duas reviravoltas na Série C, Leão dependia só de si

A festa foi longe de casa, mas Salvador se pintou de Barradão neste sábado. A agonia durou apenas um ano e o Vitória mostrou que não é um clube de Série C, voltando à Segundona imediatamente depois do doloroso rebaixamento de 2021.

O retorno à 2ª Divisão foi sofrido, com muitos percalços desde o início da C, quando o time parecia mais perto de uma briga contra o rebaixamento que de um sonho do acesso. Mas como um clube grande, o Vitória conseguiu dar a volta por cima e garantir o acesso no último jogo.

Essa última etapa foi contra o Paysandu, já eliminado. O Vitória dependia só de si, mas o acesso não poderia ser simples e sem emoção. O jogo terminou em 1×1, mas como o Figueirense não foi além do 0x0 contra o ABC, o Leão garantiu o retorno à Segundona.

Jogadores e torcedores do Vitória comemoram classificação à 2ª fase da Série C
Pietro Carpi/ECV

A derrocada do Vitória

Os últimos anos foram sombrios para o Vitória no Campeonato Brasileiro. Na prática, essa é a 1ª vez que o Leão termina um Brasileirão com grandes motivos para comemorar desde o acesso na Série B de 2015. Desde então, nada além de alívios.

Nas disputas da Série A, o Vitória terminou a uma posição do Z4 em 2016 e em 2017. Nesse último, inclusive, a queda só não veio pelo saldo de gols (-8 para o Leão x -9 para o Coritiba). Mas não haveria alívio final em 2018. Campanha fraca e rebaixamento com antecedência.

A expectativa da torcida rubro-negra era de buscar um bate-volta, mas a briga foi contra o rebaixamento por toda a temporada, conseguindo se afastado Z4 na reta final para terminar em uma pouco empolgante 2ª metade da tabela. E o roteiro se repetiu em 2020.

Mas em 2021, a campanha foi ainda mais fraca, com o Vitória passando quase todo campeonato na zona de rebaixamento. Assim, não houve muito o que fazer e, com apenas 40 pontos ganhos, o time se despediu da Segundona para um triste retorno à Série C.

As [ultimas temporadas do Vitória

  • 2015 – Série B (3º – promovido)
  • 2016 – Série A (16º)
  • 2017 – Série A (16º)
  • 2018 – Série A (19º – rebaixado)
  • 2019 – Série B (12º)
  • 2020 – Série B (14º)
  • 2021 – Série B (18º – rebaixado)
  • 2022 – Série C (3º ou 4º – promovido)
Vitória foi rebaixado em 2021 – Divulgação/ECV

O 2022

O Leão chegou para o novo ano vivendo uma crise política que já se estende há alguns anos, com péssimas sequências no Baiano e no Brasileiro. Ainda assim, o clima era de otimismo para os soteropolitanos, que buscavam uma retomada, agora sob comando de Dado Cavalcanti.

Mas o calendário esvaziado no início do ano veio sem os resultados esperados. Com apenas três vitórias na campanha estadual, o time foi eliminado do Baianão antes das semifinais pela 4ª vez consecutiva. Era o 1º sinal de que o ano não seria fácil no Barradão.

Então, veio Geninho, mas o velho conhecido foi demitido após quatro jogos em um péssimo início na Série C. A chegada de Fabiano Soares até veio com alguma reação, mas o time logo voltou à crise e seguiu rondando o Z4 até a saída do 3º técnico rubro-negro em 2022.

Quando João Burse chegou, o Leão era 16º, com apenas 11 pontos ganhos em 11 jogos, empatado em pontuação com a zona de rebaixamento. E o sonho do acesso imediato já parecia delírio para o Nego. Só parecia.

Dali, o Leão não perdeu mais e fechou a 1º fase com mais cinco vitórias e três empates, entrando no G8 apenas na última rodada da fase inicial. Mas nada seria fácil para o Vitória e o embalo não seguiu para a largada na fase decisiva do acesso.

Ainda assim, o time voltou a crescer na hora certa, contou com tropeços do Figueirense e chegou à última rodada dependendo só de si para confirmar o acesso. O time até não fez sua parte, mas o próprio Furacão Catarinense voltou a tropeçar e o acesso ficou em Salvador.

Jogadores do Vitória comemoram gol de Santiago Tréllez contra o ABC
Reprodução/DAZN

O 2023

Agora, o ano termina em clima de festa para o Vitória, com o acesso sendo confirmado exatamente no último compromisso da temporada 2023. Assim, inclusive, o time repete 2006, quando conseguiu o retorno imediato à 2ª Divisão, mas sem ficar com o título nacional.

Então, quando a festa do acesso terminar, já será hora de iniciar o planejamento do Leão para 2023. Além da Série B, o Vitória joga o Campeonato Baiano, a Copa do Brasil e o pré-Nordestão. No Estadual, inclusive, o clube quer voltar à semifinal após quatro anos fora do G4.

E no Nacional, a meta vai ser o 2º acesso consecutivo, rumo à elite. Isso já foi feito por América-RN (05/06), Ipatinga (06/07), Atlético-GO, Guarani (08/09), América-MG (09/10), Chapecoense (12/13), CSA, Fortaleza (17/18), Bragantino (18/19) e Juventude (19/20).

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados