Connect with us

BABahiaBaianoEstaduais

Bahia insiste, vence Jacuipense e segue 100% no Baiano

Divulgação/ECB

Published

on

Goulart deixou o banco e decidiu o confronto para o Esquadrão

Mais três pontos na conta. Na noite deste domingo, no Valfredão, em Riachão do Jacuípe, o Bahia foi insistente, marcou no fim e venceu o Jacuipense por 1 a 0 pela segunda rodada do Campeonato Baiano. O único gol da partida foi anotado pelo atacante Ricardo Goulart, que saiu do banco e resolveu a partida.

Com o triunfo, o Tricolor se mantém 100% dentro do estadual e assume a vice-liderança – atrás, apenas, do Itabuna, que goleou o Vitória na rodada. Já o Jacupa conheceu a sua primeira derrota.

Novamente pelo certame, o Bahia volta a campo na próxima quarta-feira (18), quando recebe o Atlético de Alagoinhas, às 21h, em Pituaçu. Já o Jacuipense joga no sábado (21), novamente em casa, diante do Jacobinense, às 18h30.

O jogo

1º tempo – Bahia cresce no final, mas peca na pontaria

Os primeiros 45 minutos foram de bom volume, mas de pouca pontaria. Visitante, o Bahia foi melhor e mais perigoso. Criou, chegou, mas pecou na hora de colocar a bola na rede. Do outro lado, o Jacuipense assustou apenas uma vez, aos 14, quando Jeam desviou cruzamento de cabeça para fora.

Até ali, apesar das chegadas mais incisivas do Tricolor, o confronto se desenhava equilibrado, principalmente quanto à ‘quebra de braço’ na faixa central do campo. Mas os visitantes poderiam ter descido para os vestiários à frente do placar.

Isso porque a reta final da primeira etapa foi toda do Bahia. O time comandado pelo português Renato Paiva tomou conta do jogo. Daniel, Biel e Jacaré assustaram. O último, inclusive, chegou a acertar o travessão aos 47 minutos.

2º tempo – Jogo equilibra, mas Bahia insiste e marca no fim

Na volta do intervalo, um duelo semelhante ao que se viu nos 20 minutos iniciais do primeiro tempo: um Bahia mais perigoso, mas, do outro lado, um Jacuipense que sabia da sua força e imprimia algumas chegadas. A falta de eficiência, no entanto, seguiu regendo o confronto.

Aos 32, o Jacupa teve a melhor chance da etapa até o momento. O veterano Fábio Bahia fez bom desarme e encontrou Welder. O camisa 10 invadiu a área e, com espaço, finalizou por cima da meta. O duelo parecia se encaminhar para um 0 a 0. Faltava acertar no último momento da jogada.

Mas veio do banco de reservas o nome que mudou a história da partida: Ricardo Goulart. Acionado por Paiva, o atacante mostrou oportunismo para anotar o seu segundo gol na temporada. Aos 37, o camisa 16 aproveitou cruzamento de Biel e, de cabeça, deu a vitória ao Tricolor.

Ficha técnica

Jacuipense 0

Jean Drosny; Raphinha, Kanu, Weverton e Radar; Fábio Bahia, Joílson (Flávio) e Fábio Matos (Eric); William (Jadiel), Welder e Jeam. Técnico: Jonilson Veloso.

Bahia 1

Marcos Felipe; Douglas Borel, Kanu, Raul Gustavo e Matheus Bahia; Rezende; Lucas Mugni (Acevedo) e Daniel (Ricardo Goulart); Jacaré (Caio Vidal), Biel e Everaldo (Miqueias). Técnico: Renato Paiva.

Local: Estádio Eliel Martins (Valfredão), em Riachão do Jacuípe (BA)
Arbitragem: Ricarle Gonçalves
Assistentes:
Luanderson Lima dos Santos e Ledes José Coutinho Neto
Gols:
Ricardo Goulart (BAH, 37’/2T)
Cartões amarelos:
Kanu (JAC) e Radar (JAC)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados