Connect with us
Náutico bate o Altos e sobe para o 5º lugar na Série C; Verdão segue na lanterna Náutico bate o Altos e sobe para o 5º lugar na Série C; Verdão segue na lanterna

NáuticoPEPISérie CÚltimas

Náutico bate o Altos e sobe para o 5º lugar na Série C; Verdão segue na lanterna

Foto: Tiago Caldas/Náutico

Published

on

Timbu não fez um belo jogo, mas lutou bastante e criou boas oportunidades. Já o Verdão também foi disposto, mas pecou na grande chance que teve

Uma sequência negativa encerrada e outra continua. Assim é o panorama após a vitória do Náutico em cima do Altos por 1 x 0 nesta segunda-feira (3), no estádio dos Aflitos, pela 11ª rodada da Série C. O gol da vitória alvirrubra foi marcado por Berguinho.

O Timbu encerrou a sequência de três jogos sem vencer e voltou a escalar na tabela da Terceirona, respirando em um momento complicado, onde poderia terminar a rodada fora do G-8.

Já o Verdão, precisando também vencer para não afundar na lanterna da competição, não teve jeito. Segue mal, somando o sexto jogo seguido sem vitória.

Classificação do Náutico e do Altos na Série C

Com este resultado, o Náutico sobe para a 5ª colocação da Série C, com 18 pontos. Enquanto isso, o Altos é o lanterna do campeonato, com apenas 10 pontos.

Qual o próximo jogo do Náutico?

O Alvirrubro terá pela frente o Ypiranga-RS na próxima segunda-feira (10). O duelo está marcado para o estádio Colosso da Lagoa, em Erechim-RS, às 20h,

Qual o próximo jogo do Altos?

O Verdão volta a campo no próximo sábado (8), quando enfrenta o São Bernardo-SP. A partida acontecerá no estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo-SP, às 19h.

Náutico vence o Altos nos Aflitos e sobe para a 5ª colocação na Série C; fim do jejum

Náutico cria chances e desperdiça. Verdão lutou, mas não aguentou a pressão

A partida começou com uma intensidade alta. Náutico e Altos buscaram a imposição dentro de campo para rapidamente tentar abrir o placar. Assim, ficou um jogo corrido. O Verdão teve sua primeira chance aos três minutos, com Manoel chutando para defesa de Vágner.

O Timbu não demorou a responder e Jael, de cabeça, levou perigo aos nove minutos, em cabeçada que passou perto da trave. Aos poucos os donos da casa começaram a se impor e ter mais posse de bola, além de presença no campo de ataque. Dessa forma, também foi traduzindo em lances perigosos.

Jael, do Náutico, disputa a bola com a defesa do Altos
Jael teve duro embate com a defesa do Altos e os piauienses levaram a melhor sobre ele. Foto: Tiago Caldas/Náutico

Aos 19, Rennan Siqueira recebeu pela esquerda e bateu forte para o goleiro Rafael Mariano espalmar. Gabriel Santiago também esteve perto ao tentar de cabeça, aos 21, e mandar para fora.

Mas o Altos não estava morto. Aos 31, Manoel tabelou com Lelê, saiu de cara com Vágner mas chutou para fora. Aos 35, Marcelo cobrou falta com força e Vágner cortou. O Verdão se empolgava, mas logo levou um balde de água fria.

Aos 36, Paul Villero recebeu na linha de fundo e cruzou na segunda trave para Berguinho, que apareceu e cabeceou forte para estufar as redes. Villero assustou aos 41, ao receber pelo lado direito e bater para fora.

O 2º tempo começou de maneira mais truncada. O Altos precisou se expor mais para buscar o resultado. Subiu sua marcação e pressionou a saída de bola do Náutico, que teve dificuldades para construir jogadas no seu campo de defesa.

Com isso, várias faltas foram acontecendo para os dois times nas intermediárias, mas faltou um maior refino na cobrança e também na tentativa de alçar a bola na área. Jael perdeu duas oportunidades que teve para o Timbu.

Aos 17, Souza cruzou e o camisa nove tentou de carrinho, mas não conseguiu empurrar para as redes. Aos 21, de cabeça, mandou para fora. Depois, Souza de perdeu a melhor chance da etapa complementar. Jael cruzou rasteiro da direita, o meio-campista driblou o marcador e bateu de pé esquerdo por cima da meta.

Aos 41, na tentativa de pressão do Altos, Mikael arriscou de cabeça e Vágner defendeu com segurança. O Alvirrubro já respondeu em seguida, aos 42, quando Jeam ajeitou bem para Villero chutar rasteiro e o goleiro espalmar para escanteio.

No fim, vitória do Náutico dentro de casa, com méritos, para encerrar a sequência de três jogos sem vitória na Série C.

Paul Villero, atacante do Náutico
Paul Villero fez boa partida, apesar de mais uma vez pecar na pontaria. Foto: Tiago Caldas/Náutico

FICHA DO JOGO

Náutico 1

Vágner; Victor Ferraz (Diego Ferreira), Danilo Cardoso, Denilson e Rennan Siqueira; Jean Mangabeira, Souza (Elton) e Gabriel Santiago (Eduardo); Paul Villero, Berguinho (Bryan) e Jael (Jeam). Técnico: Fernando Marchiori.

Altos 0

Rafael Mariano; Raul Cardoso, Marcelo Sousa, Vavá e Peu (Vinícius Paiva); Sousa Tibiri, Lucas Bessa (Bruno Henrique) e Lelê (Yan); Dieguinho (Mikael), Elielton (Rodrigo Fumaça) e Manoel. Técnico: Luan Carlos.

Local: Estádio dos Aflitos, no Recife-PE.
Árbitro: Adriano Barros Carneiro (CE).
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Anderson da Silva Rodrigues (CE).
Gol: Berguinho (38’/1ºT) (NAU)
Cartões amarelos: Denilson (NAU); Vinícius Paiva e Raul (ALT).
Público: 5.169 torcedores.
Renda: R$ 99.035,00.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados