Connect with us
Parapan: Petrúcio Ferreira em prova do para-atletismo na Paralimpíada Tóquio 2020 Parapan: Petrúcio Ferreira em prova do para-atletismo na Paralimpíada Tóquio 2020

BACEMAMais EsportesPBPEPIRNSEÚltimas

Jogos Parapan-Americanos começam nesta sexta, com 71 nordestinos e muitas brigas por medalha

Published

on

O Brasil uma potência internacional no paradesporto

Depois de quatro edições seguidas com o Brasil na liderança do quadro de medalhas dos Jogos Parapan-Americanos, não há indícios de que isso deva mudar em Santiago 2023. A disputa, que começa nesta sexta-feira (17), conta com 71 nordestinos na delegação, sendo 69 paratletas e dois atletas sem deficiência. Entre esses, vários são favoritos a voltar ao pódio.

A competição começa apenas duas semanas após o desempenho histórico dos nordestinos no Pan-Americano, com 49 pódios. Mas a expectativa é de uma semana com ainda mais medalhas. A abertura do Parapan de Santiago será às 20h30 desta sexta, com competições até o domingo da próxima semana, dia 26.

O paradesporto nordestino no Chile

Ao todo, serão 17 modalidades: atletismo, badminton, basquete em cadeira de rodas, bocha, ciclismo, futebol de cegos, goalball, judô, halterofilismo, natação, taekwondo, tênis de mesa e tiro com arco, além de futebol PC (Paralisados Cerebrais), rúgbi em cadeira de rodas, tênis em cadeira de rodas e tiro esportivo. Essas quatro últimas têm brasileiros, mas não nordestinos.

O Brasil estará em Santiago representado por 324 atletas, 10 atletas-guia do atletismo, três calheiros da bocha e dois goleiros do futebol de cegos. Desses 69 atletas e dois goleiros são nordestinos, ou seja, 21,2% da delegação de paratletas e 20,9% da delegação total.

Pernambuco é o estado mais bem representado, com 16 atletas – no país, apenas São Paulo (86), Rio de Janeiro (33), Minas Gerais (26) e Paraná (25) têm mais. O Rio Grande do Norte, com 12, também aparece no top-10, enquanto Paraíba e Ceará também chegaram à casa da dezena. Do outro lado, Alagoas não terá nenhum representante, assim como Mato Grosso e Tocantins.

Nadador Phelipe Rodrigues na piscina do Mundial de Natação Paralímpica Manchester 2023
Pernambucano Phelipe Rodrigues soma 11 medalhas em Parapans, sendo nove ouros – Divulgação/CPB

Os destaques nordestinos

Entre os nomes nordestinos, há 22 medalhistas e 12 campeões paralímpicos. Em outro recorte, são 39 medalhistas e 27 campeões parapan-americanos. Nesse meio, se destacam os jogadores do futebol de cegos, todos com ao menos uma campanha dourada: Nonato, Jardiel Vieira, Cássio Reis, Jefinho e Maicon Júnior e os goleiros Luan Lacerda e Matheus Costa.

Mas nenhum esporte garantiu mais medalhas aí que a natação. Somando os números de Carol Santiago, Phelipe Rodrigues, Cecília Araújo e Edênia Garcia, são três ouros, oito pratas e cinco bronzes paralímpicos e 23 ouros, quatro pratas e cinco bronzes em parapans, além de números ainda maiores em mundiais.

O goalball é outro esporte com nordestinos campeões paralímpicos e no parapan, com Emerson Ernesto e Romário Marques, que é tricampeão no continental. E também temos ouros paralímpicos na bocha, com Evani Calado e Maciel Santos – que tem uma medalha de cada cor; e, claro, no atletismo, com Petrúcio Ferreira, o paratleta mais rápido do mundo.

Os nordestinos no Parapan de Santiago

Abaixo, você confere a lista completa de paratletas nascidos no Nordeste que estão com o Time Brasil em Santiago, com informações disponibilizadas pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Além de nome e esporte, trazemos também os perfis de cada competidor no Instagram.

Pernambuco (16)

  • Ana Cláudia Silva (Lalá)
    • Atletismo | T42 (Deficiência nos membros inferiores sem utilização de prótese)
    • 35 anos, nascida no Recife
  • Leylane Castro
    • Atletismo | F33 (Paralisados cerebrais cadeirantes)
    • Medalhista parapan-americana: 🥈
    • 29 anos, nascida no Recife
  • Sandro Varelo
    • Atletismo | F55 (Competem em cadeiras de rodas – sequelas de poliomielite, lesões medulares, amputações)
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥉
    • 42 anos, nascido no Paulista
  • Sivaldo Souza Santos
    • Atletismo | T12 (Deficiências visuais)
    • 32 anos, nascido na Pedra
  • Abinaecia Maria da Silva
    • Badminton | SL3 (Deficiência nos membros inferiores – andantes)
    • Medalhista parapan-americana: 🥉
    • 29 anos, nascida no Cabo de Santo Agostinho
  • Anderson Ferreira
    • Basquete em cadeira de rodas | 2.5 (Comprometimento físico-motor médio em uma escala de 1 a 4,5)
    • Medalhista parapan-americano: 🥉
    • 44 anos, nascido no Recife
  • Luciano Felipe da Silva
    • Basquete em cadeira de rodas | 4.5 (Menor comprometimento físico-motor em uma escala de 1 a 4,5)
    • 44 anos, nascido no Cabo de Santo Agostinho
  • Sérgio Estevão
    • Basquete em cadeira de rodas | 2.0 (Comprometimento físico-motor médio em uma escala de 1 a 4,5)
    • Medalhista parapan-americano: 🥉
    • 41 anos, nascido no Recife
  • Andreza Vitória
    • Bocha | BC1 (Opção de auxílio de ajudantes)
    • 22 anos, nascida no Recife
  • Evani Calado
    • Bocha | BC3 (Deficiências muito severas, usam instrumento auxiliar e podem ser ajudados)
    • Medalhista paralímpica: 🥇
    • 33 anos, nascida em Garanhuns
  • Raimundo Nonato Mendes (Nonato)
    • Futebol de Cegos | B1 (Cegos totais ou com percepção de luz)
    • Medalhista paralímpico: 🥇🥇🥇
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥇
    • 36 anos, nascido em Orocó
  • Moniza Lima
    • Goalball | B2 (Atletas com percepção de vultos)
    • 25 anos, nascida no Recife
  • José Arimateia Lima (Azulão)
    • Halterofilismo | Até 97kg
    • 32 anos, nascido em Pesqueira
  • Maria Carolina (Carol) Santiago
    • Natação | S12 (Deficiências visuais – nado livre, costas ou borboleta)
    • Medalhista paralímpica: 🥇🥇🥇🥈🥉
    • Medalhista parapan-americana: 🥇🥇🥇🥇
    • 38 anos, nascida no Recife
  • Phelipe Rodrigues
    • Natação | S10 (Limitações físico motoras – nado livre, costas ou borboleta)
    • Medalhista paralímpico: 🥈🥈🥈🥈🥉🥉🥉
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥇🥇🥇🥇🥇🥇🥇🥇🥈🥉
    • 33 anos, nascido no Recife
  • Lucas Carvalho
    • Tênis de Mesa | Classe 9 (Andantes)
    • Medalhista parapan-americano: 🥉
    • 23 anos, nascido no Recife
Nadadora Carol Santiago com medalhas paralímpicas de Tóquio-2020
Estreando em Paralimpíadas, Carol Santiago ganhou cinco medalhas em Tóquio 2020 – Alessandra Cabral/CPB

Rio Grande do Norte (12)

  • Jardênia Félix
    • Atletismo | T20 (Deficiências intelectuais)
    • Medalhista paralímpica: 🥉
    • 20 anos, nascida no Natal
  • Maria Clara Augusto
    • Atletismo | T47 (Deficiência nos membros superiores)
    • 19 anos, nascida em São Paulo do Potengi
  • Thalita Simplício
    • Atletismo | T11 (Deficiências visuais)
    • Medalhista paralímpica: 🥈🥈🥈
    • Medalhista parapan-americana: 🥈🥈🥈🥈🥈
    • 26 anos, nascida no Natal
  • Iuri Tauan Saraiva da Silva
    • Bocha | BC2 (Não podem receber assistência)
    • 20 anos, nascido em Parnamirim
  • Romário Marques
    • Goalball | B1 (Cegos totais ou com percepção de luz)
    • Medalhista paralímpico: 🥇🥉
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥇🥇
    • 34 anos, nascido no Natal
  • João França (Júnior França)
    • Halterofilismo | Até 54kg
    • Medalhista parapan-americano: 🥇
    • 28 anos, nascido no Natal
  • Maria Rizonaide (Tayna)
    • Halterofilismo | Até 50kg
    • Medalhista parapan-americana: 🥇
    • 41 anos, nascida em Santo Antônio
  • Arthur Silva
    • Judô | Até 90kg | J1 (Cegos totais ou com percepção de luz)
    • Medalhista parapan-americano: 🥈🥉
    • 31 anos, nascido no Natal
  • Rosicleide (Rosi) Andrade
    • Judô | Até 48kg | J1 (Cegos totais ou com percepção de luz)
    • 26 anos, nascida no Natal
  • Cecília Araújo
    • Natação | S8 (Limitações físico motoras – nado livre, costas ou borboleta)
    • Medalhista paralímpica: 🥈
    • Medalhista parapan-americana: 🥇🥇🥇🥇🥈🥉🥉🥉🥉
    • 25 anos, nascida no Natal
  • Cicero Nascimento
    • Taekwondo | até 58kg | K44 (Atletas com amputação unilateral do cotovelo até a articulação da mão, dismelia unilateral, monoplegia, hemiplegia leve e diferença de tamanho nos membros inferiores)
    • 34 anos, nascido em Taipu
  • Cristhiane Neves
    • Taekwondo | até 52kg | K44 (Atletas com amputação unilateral do cotovelo até a articulação da mão, dismelia unilateral, monoplegia, hemiplegia leve e diferença de tamanho nos membros inferiores)
    • Medalhista parapan-americana: 🥈
    • 38 anos, nascida no Natal
Nadadora potiguar Cecília Araújo com medalha no Mundial de Patanatação Manchester 2023
Cecília Araújo ganhou ouro no Mundial deste ano e quer voltar ao pódio – Divulgação/CPB

Paraíba (10 + 2 goleiros)

  • Ariosvaldo Fernandes (Parré)
    • Atletismo | T53 (Competem em cadeiras de rodas)
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥇🥇🥇🥇🥇🥈🥈🥈🥈🥈
    • 46 anos, nascido em Campina Grande
  • Cícero Nobre
    • Atletismo | F57 (Competem em cadeiras de rodas – sequelas de poliomielite, lesões medulares, amputações)
    • Medalhista paralímpico: 🥉
    • Medalhista parapan-americano: 🥇
    • 31 anos, nascido em Aguiar
  • Petrúcio Ferreira
    • Atletismo | T47 (Deficiência nos membros superiores)
    • Medalhista paralímpico: 🥇🥇🥈🥈🥉
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥇🥇🥇🥈
    • 26 anos (completa 27 neste sábado), nascido em São José do Brejo do Cruz
  • Ana Gomes Pereira
    • Badminton | WH1 (Competem em cadeiras de rodas)
    • 42 anos, nascida em Uirauna
  • Luan Lacerda
    • Futebol de Cegos | Goleiro (No futebol de cegos, os goleiros são pessoas sem deficiência)
    • Medalhista paralímpico: 🥇🥇
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥇
    • 30 anos, nascido em João Pessoa
  • Matheus Costa
    • Futebol de Cegos | Goleiro (No futebol de cegos, os goleiros são pessoas sem deficiência)
    • Medalhista paralímpico: 🥇
    • Medalhista parapan-americano: 🥇
    • 29 anos, nascido em Campina Grande
  • Emerson Ernesto
    • Goalball | B3 (Atletas que conseguem definir imagens)
    • Medalhista paralímpico: 🥇
    • Medalhista parapan-americano: 🥇
    • 24 anos, nascido em Campina Grande
  • Ailton Andrade
    • Halterofilismo | Até 88kg
    • Medalhista parapan-americano: 🥉
    • 38 anos, nascido em Mamanguape
  • Maria Luzineide
    • Halterofilismo | Até 50kg
    • Medalhista parapan-americana: 🥇
    • 49 anos, nascida em Picuí
  • Wilians Araújo
    • Judô | Até 90kg | J1 (Cegos totais ou com percepção de luz)
    • Medalhista paralímpico: 🥈
    • Medalhista parapan-americano: 🥈🥈
    • 32 anos, nascido em Riachão do Poço
  • Joel Silva
    • Taekwondo | até 80kg | K44 (Atletas com amputação unilateral do cotovelo até a articulação da mão, dismelia unilateral, monoplegia, hemiplegia leve e diferença de tamanho nos membros inferiores)
    • 24 anos, nascido em Pilões
  • Silvana Fernandes
    • Taekwondo | até 57kg | K44 (Atletas com amputação unilateral do cotovelo até a articulação da mão, dismelia unilateral, monoplegia, hemiplegia leve e diferença de tamanho nos membros inferiores)
    • Medalhista paralímpica: 🥉
    • Medalhista parapan-americana: 🥇
    • 24 anos, nascida em São Bento
Atleta paraibano Ariosvaldo Fernandes Parré em prova de atletismo
Dono de 11 medalhas em Parapans, Parré é um dos nomes mais vitoriosos da delegação – Roberto Souza/CPB

Ceará (10)

  • Francisco Jefferson
    • Atletismo | F44 (Deficiência nos membros inferiores)
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥉
    • 32 anos, nascido em Pindoretama
  • José Ambrósio Chaves Neto
    • Badminton | WH2 (Competem em cadeiras de rodas)
    • 55 anos, nascido em Cariús
  • Ana Kelvia
    • Basquete em cadeira de rodas | 1.0 (Maior comprometimento físico-motor em uma escala de 1 a 4,5)
    • 29 anos, nascida em Caucaia
  • Oara Uchôa
    • Basquete em cadeira de rodas | 4.0 (Comprometimento físico-motor menor em uma escala de 1 a 4,5)
    • Medalhista parapan-americano: 🥉
    • 28 anos, nascida em Fortaleza
  • Maciel Santos
    • Bocha | BC2 (Não podem receber assistência)
    • Medalhista paralímpico: 🥇🥈🥉
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥇🥈
    • 38 anos, nascido em Crateús
  • Edênia Garcia
    • Natação | S3 (Limitações físico motoras – nado livre, costas ou borboleta)
    • Medalhista paralímpica: 🥈🥈🥉
    • Medalhista parapan-americana: 🥇🥇🥇🥇🥇🥇🥈🥈
    • 36 anos, nascida no Crato
  • David Brasilino de Freitas
    • Tênis de Mesa | Classe 3 (Cadeirantes)
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥇🥇🥈🥈
    • 45 anos, nascido em Fortaleza
  • Eugênio Franco
    • Tiro com Arco | W1 (Deficiências graves em três ou quatro membros)
    • 63 anos, nascido em Beberibe
  • Helena Moraes
    • Tiro com Arco | Open – Composto (Deficiência em um membro, nos dois inferiores ou em dois do mesmo lado)
    • Medalhista parapan-americana: 🥇
    • 32 anos, nascida em Boa Viagem
  • Tercia Figueiredo
    • Tiro com Arco | Open – Recurvo (Deficiência em um membro, nos dois inferiores ou em dois do mesmo lado)
    • 47 anos, nascida em Fortaleza
Edênica Garcia na piscina no Mundial de Natação Paralímpica Manchester 2023
Edênia Garcia foi ao pódio em três Paralimpíadas: Atenas, Pequim e Londres – Divulgação/CPB

Maranhão (8)

  • Bartolomeu Silva
    • Atletismo | T37 (Paralisados cerebrais andantes)
    • 22 anos, nascido em Caxias
  • Rayane Soares
    • Atletismo | T13 (Deficiências visuais)
    • Medalhista parapan-americana: 🥈
    • 26 anos, nascida em Caxias
  • Ana Carolina Reis
    • Badminton | SL4 (Deficiência nos membros inferiores – andantes)
    • 19 anos, nascida em Imperatriz
  • Auricélia Nunes
    • Badminton | WH1 (Competem em cadeiras de rodas)
    • 46 anos, nascida em Caxias
  • Juscileia Carvalho Silva
    • Badminton | WH1 (Competem em cadeiras de rodas)
    • 33 anos, nascida em Santa Luzia do Paruá
  • André Martins
    • Bocha | BC4 (Deficiências severas, mas que não recebem assistência)
    • 20 anos, nascido em Santa Inês
  • Jardiel Vieira
    • Futebol de Cegos | B1 (Cegos totais ou com percepção de luz)
    • Medalhista paralímpico: 🥇
    • Medalhista parapan-americano: 🥇
    • 27 anos, nascido em Pinheiro
  • Terezinha Correia (Tecka Santos)
    • Taekwondo | até 47kg | K44 (Atletas com amputação unilateral do cotovelo até a articulação da mão, dismelia unilateral, monoplegia, hemiplegia leve e diferença de tamanho nos membros inferiores)
    • 43 anos, nascida em Caxias
Jogador do futebol de cegos Jardiel Vieira, em treino da Seleção Brasileira
Jardiel Vieira é visto como um dos nomes fortes da nova geração do futebol de cegos – Alessandra Rocha/CPB

Bahia (7)

  • Raíssa Machado
    • Atletismo | F56 (Competem em cadeiras de rodas – sequelas de poliomielite, lesões medulares, amputações)
    • Medalhista paralímpica: 🥈
    • Medalhista parapan-americana: 🥇🥈
    • 27 anos, nascida em Ibipeba
  • Samira Brito
    • Atletismo | T36 (Paralisados cerebrais andantes)
    • 34 anos, nascida em Juazeiro
  • Cássio Reis
    • Futebol de Cegos | B1 (Cegos totais ou com percepção de luz)
    • Medalhista paralímpico: 🥇🥇🥇
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥇🥇
    • 34 anos, nascido em Ituberá
  • Jeferson Gonçalves (Jefinho)
    • Futebol de Cegos | B1 (Cegos totais ou com percepção de luz)
    • Medalhista paralímpico: 🥇🥇🥇🥇
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥇🥇🥇
    • 34 anos, nascido em Candeias
  • Maicon Júnior
    • Futebol de Cegos | B1 (Cegos totais ou com percepção de luz)
    • Medalhista parapan-americano: 🥇
    • 23 anos, nascido em Maraú
  • Edilândia Araújo
    • Halterofilismo | Acima de 86kg
    • 37 anos, nascida em Urandi
  • Evânio da Silva
    • Halterofilismo | Até 88kg
    • Medalhista paralímpico: 🥈
    • Medalhista parapan-americano: 🥇🥇
    • 39 anos, nascida em Cícero Dantas
Baiana Raíssa Machado comemora medalha de prata no Mundial de Atletismo Paralímpico no lançamento de dardo F56
Raíssa Machado é um dos nomes mais populares do paradesporto brasileiro na atualidade – Alexandre Schneider/CPB

Sergipe (4)

  • Lucivania (Luh) Santos
    • Badminton | WH1 (Competem em cadeiras de rodas)
    • 33 anos, nascida em São Cristóvão
  • Brenda Dias
    • Badminton | SU5 (Deficiência nos membros superiores)
    • 23 anos (completos nesta sexta), nascida em Itabaiana
  • Maria Gilda dos Santos
    • Badminton | WH2 (Competem em cadeiras de rodas)
    • 48 anos, nascida em Capela
  • Ulisses Freitas
    • Ciclismo | H4 (Atletas impulsionam a bicicleta adaptada (handbike) com os braços)
    • 43 anos, nascido em Lagarto
Maria Gilda, do Parabadminton, posa com medalhas e camisa da UFS
Sergipana Maria Gilda é um dos destaques do Brasil no parabadminton – Adilson Andrade/Asscom UFS

Piauí (2)

  • Antônia Keyla
    • Atletismo | T20 (Deficiências intelectuais)
    • 29 anos, nascida em Água Branca
  • Marciel Borges (Borges Santos)
    • Basquete em cadeira de rodas | 4.0 (Comprometimento físico-motor menor em uma escala de 1 a 4,5)
    • 33 anos, nascido em Teresina
Piauiense Antônia Keyla em treino do para-atletismo
Medalhista mundial, Antônia Keyla começou no paradesporto como atleta-guia – Marcello Zambrana/CPB
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados