conecte-se conosco

MASérie BÚltimas

Sampaio perde para Avaí no Castelão e deixa G4 após sete rodadas

Publicados

em

O Sampaio Corrêa chegou ao seu terceiro jogo seguido sem vencer ao perder para o Avaí por 1 a 0, no estádio Castelão, em São Luís. Com o resultado e a sequência negativa, o time maranhense deixa o G4 da Série B após sete rodadas, caindo para o 5º lugar, com 45 pontos. Mesma pontuação do CSA, 6º, que empatou por 1 a 1 com o Cruzeiro, na Arena Independência, em Belo Horizonte. O Avaí é o 7º, com 43.

A sequência de três jogos sem vitórias (duas derrotas e um empate) é a pior do Sampaio Corrêa desde o início da competição, quando a equipe figurava na zona de rebaixamento. No geral, nos últimos seis jogos, o Tubarão acumula três derrotas, dois empates e apenas uma vitória. Um aproveitamento de apenas 27,7%. 

No próximo sábado, o Sampaio Corrêa busca a reação contra o Náutico, nos Aflitos.

Estatísticas

Posse de bola: Sampaio Corrêa 62% x 38% Avaí
Finalizações: Sampaio Corrêa 17 x 10 Avaí
Finalizações no gol: Sampaio Corrêa 2 x 2 Avaí
Passes certos: Sampaio Corrêa 389 (83%) x 217 (76%) Avaí
Faltas: Sampaio Corrêa 14 x 24 Avaí
Desarmes: Sampaio Corrêa 10 x 10 Avaí
Defesas do goleiro: Sampaio Corrêa 1 x 2 Avaí
Fonte: Sofascore

Sistema defensivo não se acha com nova dupla de zaga

Para a partida, o técnico Léo Condé não pôde contar com o zagueiro Joécio, lesionado. Assim, Flávio Boaventura formou a dupla de zaga com Paulo Sérgio e a dupla não foi bem, passando insegurança. 

No primeiro tempo, foi em cima de Boaventura que o Avaí abriu o placar, aos 18 minutos, com o uruguaio Gaston Ramirez aparecendo nas costas do defensor. Em lance semelhante, aos 45, Ronaldo mandou na trave e por pouco não amplia. 

No segundo tempo, com o Avaí recuado e jogando no contra-ataque, Paulo Sérgio poderia ter sido expulso após perder a bola sozinho e cometer falta em cima de Ronaldo. Era o último homem da defesa, mas só recebeu o cartão amarelo. 

Primeiro tempo movimentado e com falhas na defesa

Com propostas ofensivas, Sampaio e Avaí fizeram um primeiro tempo bastante movimentado. Pelo lado maranhense, o atacante Pimentinha, novidade na escalação, foi muito acionado pelo lado direito, sendo sempre uma válvula de escape interessante. Porém, o lance mais perigoso da Bolívia veio em jogada com seus dois principais jogadores, com o meia Marcinho tocando por elevação para o artilheiro Caio Dantas chutar em cima do goleiro Glédson (ex-Náutico, Santa Cruz e Campinense). Marcinho ainda desperdiçou outra boa chance ao chutar por cima, após outra boa jogada de Pimentinha.

Porém, na defesa, o Sampaio cometeu alguns erros. Explorando as costas de Flávio Boaventura, o Avaí abriu o placar, aos 18 minutos, com o atacante uruguaio Gastón Rodriguez.

Pressão ineficiente do Sampaio e contra-ataque do Avaí

Na etapa final, como era de se esperar, o Sampaio buscou pressionar o Avaí em busca do empate. Porém, sempre explorando o atacante Pimentinha, não conseguiu furar o bloqueio catarinense, que por sua vez, buscava ameaçar apenas em contra-ataques e explorar erros da defesa maranhense. 

Em um desses lances, o zagueiro Paulo Sérgio poderia ter sido expulso ao se atrapalhar, perder a bola sozinho e cometer falta em cima do atacante Ronaldo Silva. Era o último homem da defesa. Para se ter uma ideia da ineficiência do ataque maranhense na etapa final, das nove finalizações registradas, apenas uma foi no gol.

Foto: Lucas Almeida / SCFC

Continue lendo
1 comentário

1 comentário

  1. Caio

    15 de dezembro de 2020 a 21:22

    O jogo Cruzeiro x CSA não será no mineirão, será no independência. Cruzeiro não joga mais no mineirão nessa série B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending