conecte-se conosco

CEFortalezaSérie AÚltimas

Na estreia de Enderson Moreira, Fortaleza empata com o Grêmio

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Publicados

em

Na estreia do técnico Enderson Moreira, o Fortaleza chegou a apresentar um bom futebol no primeiro tempo, mas caiu de produção no segundo e acabou somando mais um ponto na luta contra o rebaixamento ao ficar no empate por 0 a 0 com o Grêmio, na Arena Castelão. Resultado que, devido às circunstâncias, com o treinador estreante tendo um total de 12 desfalques por conta da Covid-19, pode ser até considerado satisfatório.

Com o resultado, o Fortaleza chega ao sétimo jogo seguido sem vencer na Série A (quatro empates e três derrotas), com apenas uma vitória nas últimas 13 partidas (uma delas pela Copa do Brasil). No Brasileiro, se mantém na 15ª posição, agora com os mesmos 32 pontos do Sport (14º), ficando atrás do leão pernambucano nos critérios de desempate. Os dois estão a quatro pontos do Bahia, que abre a zona de rebaixamento na 17ª posição e joga neste domingo contra o Atlético-GO, em Goiânia.

Mais dois afastados com Covid-19

Após perder dez atletas infectados pela Covid-19 na derrota para o Sport, na última quarta-feira, o técnico Enderson Moreira também se viu com menos duas opções, também por conta do surto de contaminados no elenco do Fortaleza. Pouco antes da partida, o clube informou que o  goleiro Marcelo Boeck e o atacante Ederson também testaram positivo para o novo coronavírus. Com Max Walef se recuperando de cirurgia no joelho, o jovem goleiro Kennedy, da equipe sub-23, ficou no banco como reserva de Felipe Alves.

Grêmio com time misto

Para a partida, o técnico Renato Gaúcho poupou jogadores importantes como o goleiro Vanderlei, o zagueiro Kannemann, o meia Jean Pyerre e o atacante Diego Souza, que sequer viajaram para a capital cearense. Além disso, o volante Maicon e o zagueiro Geromel, recuperado de lesões, também ficaram em Porto Alegre, enquanto o zagueiro David Braz voltou a ficar à disposição, mas iniciou como opção no banco de reservas.  

Estatísticas

Posse de Bola: Fortaleza 54% x 46% Grêmio
Finalizações: Fortaleza 14 x 11 Grêmio
Finalizações no gol: Fortaleza 5 x 3 Grêmio
Passes certos: Fortaleza 380 (85%) x 303 (82%) Grêmio
Faltas: Fortaleza 17 x 12 Grêmio
Desarmes: Fortaleza 11 x 10 Grêmio
Defesas dos goleiros: Fortaleza 2 x 5 Grêmio
Fonte: Sofascore

Primeiro tempo movimentado e com boa atuação do Fortaleza

Com propostas ofensivas, as duas equipes fizeram um primeiro tempo bastante movimentado, com chances de ambas as partes. O Fortaleza, nos seus primeiros 45 minutos sob o comando de Enderson Moreira, voltou a apresentar um futebol com boas e rápidas trocas de passes e velocidade no ataque, conseguindo construir boas jogadas no ataque. Foram ao todo sete finalizações do tricolor, sendo três no gol do goleiro Paulo Victor. No entanto, os donos da casa foram “salvos” pelo VAR que anulou o gol do gremista Pepê aos 45 minutos, após cinco minutos de paralisação para analisar a jogada. 

Renato Gaúcho na marcação

Um lance curioso da primeira etapa ocorreu aos 19 minutos, quando o técnico Renato Gaúcho deu uma de zagueiro e agarrou o lateral Carlinhos na beira do gramado, impedindo que o jogador do Fortaleza prosseguisse na jogada. Por conta disso, o treinador recebeu o cartão amarelo. 

Grêmio melhor no segundo tempo

Na etapa final, porém, o Grêmio conseguiu ser superior, ocupar mais o campo de ataque e criar as melhores chances. Aos 13 e aos 16 minutos, Pinares, em cobrança de falta, e Rodrigues assustaram o goleiro Felipe Alves. Foram ao todo oito finalizações gremistas no segundo tempo. Com a queda de rendimento, Enderson Moreira colocou em campo Yuri Cesar e Bruno Melo, mas as mudanças não fizeram efeito, com os gaúchos pressionando nos minutos finais. A ausência de peças no banco fez com que Enderson fizesse as duas últimas mudanças já nos acréscimos , ficando ainda com uma alteração por fazer.

Trending