conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Sport perde para o Atlético-MG, mas assegura permanência na Série A

Tropeço do Vasco confirmou o Leão na elite a uma rodada do fim

Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

Publicados

em

Foi com drama, mas o torcedor rubro-negro pode, enfim, respirar aliviado: o Sport segue na elite do Campeonato Brasileiro. Apesar da derrota por 3 a 2 para o Atlético-MG, na tarde deste domingo, na Ilha do Retiro, pela penúltima rodada da competição, o Leão contou com o tropeço do Vasco que ficou no empate com o Corinthians e, assim, o time pernambucano assegurou matematicamente a permanência na Série A.

Com o resultado…

O Sport segue no 14º lugar, com 42 pontos, tornando-se inalcançável pelo Vasco, primeiro time da degola, que tem 38 – Goiás, Coritiba e Botafogo, outras equipes que compõem o Z4, já não podiam ultrapassá-lo -, a apenas um jogo do fim.

Sport perde do Galo, mas tropeço do Vasco garante o clube na Série A em 2021

E agora?

Na sequência da Série A, o Leão visita o Athletico Paranaense, pelo último jogo da competição, nesta quinta-feira, na Arena da Baixada. Uma vitória dá ao Sport a vaga na Copa Sul-Americana.

Defesa vacila e Leão leva gol cedo

Novamente com três zagueiros, o sistema, desta vez, não trouxe a mesma segurança de praticamente todos os jogos em que foi utilizado. Assim, logo no começo, o Sport foi vazado sem nem precisar de tanta pressão do Atlético-MG – como foi no duelo do primeiro turno. Aos seis minutos, mesmo postada, a defesa deu espaço e permitiu um chute de Arana da entrada da área, onde Polli deu rebote (fraco) para o meio da área e Chico cochilou, permitindo Jair entrar livre para só empurrar para as redes.

Sport sai mais

Em desvantagem, o Sport precisou propor mais o jogo e até teve espaço, já que o Galo é um time que não muda a filosofia (ofensiva) mesmo se tiver vencendo. E a principal arma encontrada pelo Sport foram as jogadas para Patric pela direita (setor em que Thiago Neves apareceu mais e contribuiu para isso) – alguma delas via lançamento, já que o Atlético-MG marca com as linhas – altas, porém o lateral não esteve inspirado no último toque, seja em finalização cruzada aos 12, seja nos cruzamentos (sem direção).

Alternância de ações

Mais exposto, por consequência, o Leão também deu espaços ao Galo. E a partida ficou lá e cá, ainda que não tenha havido chances claras. Aos 18, por exemplo, o Atlético-MG chegou bem com Savarino pela esquerda da defesa rubro-negra, mas Polli defendeu em dois tempos.

Sport empata

E dentro dessa dinâmica, o Sport chegou ao gol de empate. Em roubada de bola no meio, Ronaldo e Marcão aceleraram o jogo para o Leão aproveitar os espaços e Júnior Tavares recebeu na esquerda com liberdade para cruzar. De primeira, o lateral alçou na área e encontrou Dalberto, livre, que bateu de chapa para deixar tudo igual aos 32 minutos.

Chance de ouro da virada… desperdiçada

O gol animou o Sport, que logo em seguida teve nova chance para virar. Marquinhos recebeu lançamento da zaga a arrancou livre, cara a cara com Everson e teve tudo para ampliar, mas se enrolou sozinho com a bola e desperdiçou a oportunidade.

Segundo tempo começa parecido ao primeiro – gol do Atlético-MG

A etapa complementar iniciou muito parecida com o começo do jogo: novamente, a defesa do Sport cedeu espaços para Arana finalizar da entrada da área e, na tentativa de afastar o chute, Thyere marcou contra, logo aos quatro minutos.

Sport não consegue sair

Porém, diferentemente de quando sofreu gol na etapa inicial, o Leão teve dificuldades para sair, com menos distribuição de bola pelo meio e baixa efetividade nas laterais. Assim, seguiu sendo inferior ao Galo, dominante nas ações. E por pouco não levou mais um. Após saída errada, Polli cedeu a bola nos pés de Keno, que ficou a cara a com goleiro, mas adiantou demais e foi abafado.

Jair muda e Leão equilibra

Aos 18 minutos, Jair Ventura tirou Chico e colocou Ewerthon, a fim de deixar o Soprt mais ofensivo. E o Leão conseguiu equilibrar o jogo, ainda que não tenha conseguido criar chances. Mais na vontade e no volume de peças no ataque, segurou um pouco mais a bola no ataque. Ao mesmo tempo, viu o Galo diminuir um pouco mais o ritmo imposto no início da segunda etapa e a partida ficou morna.

Novas mudanças e Sport chega ao gol

Aos 33 minutos, novas mudanças de Jair tornaram o Sport ainda mais ofensivo, com as entradas de Gustavo no lugar de Marquinhos e Luciano Juba no lugar de Marcão. Tentando o gol a qualquer custo, o Sport chegou ao empate. Aos 38 minutos, Patric sofreu uma cotovelada de Marrony na área, sendo marcado o pênalti após chamada do VAR. Na bola, aos 42 minutos, Thiago Neves bateu e empatou em 2 a 2.

Gol parecia encaminhar o empate

Só parecia. Aos 53 minutos, em escapada de Marrony, o Atlético-MG desempatou o jogo para o Galo e deu números finais ao duelo. Apesar da derrota, Leão assegurou a permanência, uma vez que o Vasco tropeço com o Corinthians e não pode mais alcançá-lo.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending