conecte-se conosco

PESérie BSportÚltimas

VP do Deliberativo prevê prazos para eleição do Sport: 45 dias se for direta e até 20 dias na forma indireta

Publicados

em

O vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sport, Gustavo Oiticica, confirmou para a próxima terça-feira (22) a reunião extraordinária do órgão para definir se a eleição que indicará o próximo presidente do executivo, após a renúncia de Milton Bivar, ocorrerá de forma direta (com a participação de todos os sócios aptos) ou indireta (participação apenas dos conselheiros). Segundo ele, a reunião foi adiada em 24 horas por um pedido do departamento de tecnologia do Deliberativo, que procura evitar com que pessoas que não teriam direito à sessão consigam participar, como ocorreu na última quarta-feira.

Leia mais: Nelo Campos e Delmiro Correia entram com ação contra decisão do CD

“O edital (de convocação) já foi publicado e a reunião acontecerá na terça-feira, por segurança. Já que na última reunião entraram muitas pessoas que não eram conselheiros e fizeram bagunça. Diante disso, o TI pediu mais um dia porque eles estão tentando fazer um negócio mais seguro”, explicou Oiticica. “O horário será o de sempre. As 19h a primeira convocação e às 19h30, a segunda”.

Ainda segundo o vice presidente do Conselho Deliberativo rubro-negro, a reunião terá como única pauta a forma como se dará a eleição para presidente. Com isso, ainda não será marcada a possível data do pleito. Porém, de acordo com Gustavo Oiticica, caso a definição seja pela eleição direta (como manda o estatuto do clube), o prazo para a realização será de aproximadamente 45 dias. Já se a opção for por uma eleição com a participação apenas dos conselheiros (algo não previsto no estatuto), o pleito deve acontecer entre 15 a 20 dias.

Vale ressaltar que nesta sexta-feira, os ex-candidatos Nelo Campos e Delmiro Gouveia entraram com uma ação conjunta na Justiça Comum solicitando a realização de eleições diretas no clube a ser marcada para o  dia 30 de junho, cumprindo, dessa forma, os 15 dias previstos no estatuto do clube.

“A reunião é exclusivamente para isso (definição da eleição), a não ser que aconteça alguma coisa ou algum problema, que eu espero que não tenha. Se a eleição for direta nós vamos ter que convocar uma junta eleitoral e essa junta eleitoral é quem vai determinar a data e os prazos, porque será preciso a apresentação das chapas, a publicação da listas de sócios em dia, publicação de editais, todos os prazos legais. Se for indireta, todo esse processo é mais rápido porque muitos desses prazos não ocorrerão”, explicou.

“Se a eleição for direta será preciso, no mínimo, 45 dias. Quem vai determinar isso será a comissão eleitoral e não mais o Conselho. Na hora que nós determinarmos a comissão eleitoral, o Conselho sai (do processo). E isso é rápido, a mesa diretora do Conselho indica a comissão eleitoral em dois ou três dias. Mas isso não será na reunião de terça, que é unicamente para determinar se a eleição será direta ou indireta”, reforçou Oiticica.

“Se a eleição for indireta o prazo é menor. Diminui muito. Não precisa formar uma comissão eleitoral. A mesa diretora pode organizar a eleição, porque ai ela será feita só com os conselheiros. Acredito que com 15 ou 20 dias estará sendo feita (a eleição)”, finalizou.

Trending