Connect with us

PESérie ASportÚltimas

Planejamento, base, ataque: diretor do Sport explica escolha por Florentín

Augusto Moreira disse ainda que o clube enviou um dossiê ao técnico

Foto: Reprodução

Published

on

Depois de muitas sondagens e consultas, o nome que acertou com o Sport para ser o novo técnico foi o técnico paraguaio Gustavo Florentín, anunciado na madrugada desta quinta-feira. Diretor de futebol do clube, Augusto Moreira conversou com a reportagem e explicou os motivos que fizeram o clube fechar com o estrangeiro de 43 anos que estava no The Strongest-BOL até a semana passada.

LEIA: Gustavo Florentín faz Sport ter técnico estrangeiro após 38 anos; veja lista
LEIA: Trabalhos, estilo, números: saiba mais sobre Gustavo Florentín, técnico do Sport

De acordo com o dirigente, a ideia da diretoria era um nome que pudesse alavancar o desempenho ofensivo da equipe – atualmente, o Sport possui o pior ataque da Série A, com oito gols em 17 jogos – e desempenhar um trabalho mais longevo na Ilha do Retiro, além de estar alinhado à reestruturação prevista para a base.

O treinador, aliás, desembarca no Recife nesta sexta, assiste ao jogo contra a Chapecoense, sábado, no estádio, e inicia os trabalhos no começo da próxima semana. O vínculo do paraguaio com o Sport é válido até o fim do ano, com opção de renovação. Ao lado do técnico, chegam também um auxiliar, um preparador físico e um analista de desempenho.

“Tem que se ter muita responsabilidade e consciência do que se quer para o futebol. E a gestão tem muito claro o que queremos de curto, médio e longo prazo. A escolha do treinador passou por esse aspecto, curto prazo, a manutenção (na Série A), médio que é o projeto de reformulação que acreditamos para reestruturação da base”, iniciou.

“Um treinador que se encaixasse no planejamento financeiro e tivesse a capacidade técnica de extrair do nosso elenco algo a mais principalmente na questão da transição ofensiva para o terço final. Somos a segunda melhor defesa, estamos bem estruturados no setor, mas ofensivamente não. Então buscamos um treinador que pudesse dar um upgrade na questão da transição, velocidade”.

“Um treinador que gosta de trabalhar prioritariamente no 4-3-3, um esquema mais ofensivo, mas também não tem rigidez, ele adequa o esquema aos jogadores. Ele viu nosso elenco e passou para a gente essa segurança da transição e no terço ofensivo. Vimos vários jogos deles para reafirmar o que ele falou no discurso”, acrescentou.

Elenco 

Além disso, segundo Augusto Moreira, o técnico conhece os principais jogadores do elenco rubro-negro, mas já está se inteirando em relação aos demais. Isso porque a diretoria enviou um dossiê com informações individualizadas sobre os atletas e também vídeos sobre jogos da equipe. 

“Ele conhecia alguns jogadores, não a fundo. Passamos todo o material de análise de desempenho, por jogador, por posição, por jogo, pontos positivos, a melhorar. Passamos todas as filmagens, ele assistiu a mais de cinco jogos, vai chegar com uma bagagem de informação grande”, afirmou.

“Everaldo, Hernanes, Thiago Neves, André, (ele já conhecia e) deram a confiança dele saber que temos jogadores de qualidade para mesclar com os jogadores mais jovens. Ele chega com bastante conhecimento, foram mais de 26 páginas, fora todos os links de todos os jogos do Sport. Agora, lógico, o contato de corpo a corpo é só no dia-a-dia”, disse, antes de finalizar sobre a escolha do treinador.

“O mais importante de tudo é a convicção. Temos certeza que vai dar certo. Conversamos com muitos, uns a gente não gostou, vimos possibilidades… ele, não. Ele fechou todos os requisitos. Parte financeira, relacionamento com atletas, jovens talentos, questão da comissão técnica”.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados