conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Náutico perde para o Vila Nova e pode terminar rodada mais distante do G4

Foto: Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

O Náutico conheceu a primeira derrota sob o comando de Marcelo Chamusca e pode ficar mais distante do G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta sexta-feira (10), no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA), o Timbu tentou dominar no início, mas finalizou pouco e entregou um gol no final do primeiro tempo para perder para o Vila Nova por 1×0. Clayton, aos 47 da etapa inicial, deu a vitória ao time goiano.

Ainda com a rodada a ser completada, o Náutico está no 7º lugar com 35 pontos, mas com chances de perder uma posição. Além disso, a distância para o G4, que hoje é de três pontos, pode aumentar caso Goiás e Botafogo pontuem. O time carioca, aliás, é o próximo adversário do Timbu, no sábado (18), às 16h30, no Engenhão. Já o Vila Nova subiu para o 14º lugar com 26 pontos e enfrentará o Coritiba, sexta-feira (17), às 19h, no Couto Pereira. 

Com falha grotesca, Náutico perde do Vila Nova em Goiânia; 1 vitória em 10 rodadas

Intensidade no início, marasmo no meio e gol do Vila no fim

O Náutico se impôs no início da partida com mais posse de bola, pressão no campo de ataque e empurrando o Vila Nova para a defesa. Mas, apesar do domínio, a equipe teve dificuldades em criar as jogadas. Apenas depois dos dez minutos é que as finalizações começaram a sair, mas com pouca efetividade como nas tentativas de Paiva.

O melhor momento para o Timbu foi em um chute de Djavan de fora área. O volante recebeu na entrada da área, dominou e sem deixar cair arrematou forte para uma grande defesa de Georgemy. Depois disso, o Tigre avançou a marcação e criou dificuldades ao time pernambucano. No entanto, as duas melhores chances com Arthur Rezende e Rafael Donato pararam nas mãos do goleiro Alex Alves. 

Com o passar do tempo, o marasmo tomou conta da partida e caminhava assim até o final. Mas, aos 47 minutos, o Vila Nova abriu o placar. Paiva errou um passe no ataque, o Tigre lançou a bola para frente, a defesa falhou na linha de impedimento e Bryan, que estava próximo, parou no lance pedindo impedimento, que não foi marcado após a revisão do VAR. Clayton avançou e chutou no canto de Alex Alves para fazer 1×0. 

Sem força para empatar

O Timbu voltou para o segundo tempo sem mudanças e com a postura da reta final do primeiro tempo sem concluir as jogadas, sendo pouco incisivo. Apenas aos 17 minutos, o técnico Marcelo Chamusca fez as primeiras substituições com Giovanny e Álvaro nas vagas de Hereda e Paiva. Mas as trocas surtiram pouco efeito. 

Trindade foi acionado na vaga de Djavan, que saiu machucado. E, nos últimos minutos, o treinador colocou Juninho Carpina e Thássio nos lugares de Rhaldney e Luiz Henrique. Mas nem com metade de um time novo o Náutico teve forças para buscar o empate. O Tigre controlou o jogo com tranquilidade e impôs a primeira derrota de Chamusca sob o comando do Timbu. 

Ficha do jogo

Vila Nova 1
Georgemy; Moacir, Renato Silveira, Rafael Donato e Bruno Collaço; Pedro Bambu (Renan Mota), Dudu e Arthur Rezende (Alan Grafite); Alesson (Willian Formiga), Kelvin (Maná) e Clayton (Tiago Real). Técnico: Higo Magalhães. 

Náutico 0
Alex Alves; Hereda (Giovanny), Rafael Ribeiro, Camutanga e Bryan; Djavan (Trindade), Rhaldney (Juninho Carpina) e Jean Carlos; Luiz Henrique (Thássio), Vinícius e Paiva (Álvaro). Técnico: Marcelo Chamusca. 

Local: Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA), em Goiânia-GO.
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: Lehi Sousa Silva (DF) e Lucas Costa Modesto (DF)
Gol: Clayton (Vila Nova), aos 47 do 1ºT; 
Cartões amarelos: Arthur Rezende e Dudu (Vila Nova); Rafael Ribeiro, Trindade e Rhaldney (Náutico).

Trending