conecte-se conosco
Luiz Henrique Viana, presidente em exercício do Vitória em Luiz Henrique Viana, presidente em exercício do Vitória em

BASérie BÚltimasVitória

Presidente interino afirma que Paulo Carneiro não participará da gestão

Foto: Vitória/Divulgação

Publicados

em

Apesar de ter dito na última semana que não romperia com Paulo Carneiro, o presidente interino do Vitória, Luiz Henrique Viana, afirmou na última terça-feira (21) que o mandatário afastado não fará parte da sua gestão. A ideia é comandar o clube de acordo com o seu planejamento e até uma conversa está marcada entre os dirigentes.

“Estarei amanhã (quarta-feira) com Paulo Carneiro, conversando com ele e mostrando como é que vai ser a minha administração. Ele não vai fazer parte da minha administração. Não tem sentido. Vou conversar com ele e vou dizer a ele exatamente as palavras que estou dizendo aqui para você”, afirmou o presidente interino em entrevista à Rádio Salvador FM

Paulo Carneiro foi afastado do Vitória por 60 dias pelo Conselho Deliberativo para que possíveis infrações fossem averiguadas. Desta forma, o então vice-presidente Luiz Henrique Viana assumiu o cargo máximo do executivo do clube.

Enquanto isso, uma comissão foi formada no Conselho Deliberativo para investigar a gestão de Paulo Carneiro.  No parecer da Comissão de Ética, há duas suspeitas de infrações que serão julgadas. A primeira delas se trata de não haver contrato entre o Vitória e a empresa Magnum, que recebeu R$ 3.586.068,00 do Vitória, além de um adiantamento de remunerações feito por Paulo Carneiro durante a pandemia. Ao todo, 76 conselheiros votaram a favor do afastamento e três preferiram se abster – vale salientar que essas abstenções são de integrantes da Comissão de Ética, pois foram eles quem fizeram o relatório.

A crise política do Vitória se arrasta há meses, com a perda de força política e isolamento de Paulo Carneiro dentro do clube, ainda mais por problemas financeiros e insucessos no futebol. Expoentes do clube, como o ex-presidente Alexi Portela, já havia cobrado ao atual mandatário que renunciasse ao cargo, e Carneiro rechaçou a hipótese.

Com mandato até 2022, Paulo Carneiro é o quinto presidente do Vitória em seis anos. Período que contou com a renúncia de três ex-mandatários: Ivã de Almeida e Ricardo David, ambos antecessores diretos do atual, e Carlos Falcão.

Trending