conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Gerente do Sport se pronuncia sobre erro na inscrição de reforços e Pedro Henrique

Ela emitiu comunicado e respondeu dúvidas do NE45; confira

Publicados

em

Em meio à crise vivida no departamento de futebol do Sport, com destituição de toda a diretoria estatutária, a gerente Luana Moreno se pronunciou pela primeira vez. No fim da tarde desta quarta-feira, ela enviou nota à imprensa, onde abordou a não inscrição do trio de reforços, escalação do zagueiro Pedro Henrique e, ainda, a não regularização do lateral-direito Jefferson – que inclusive está acertando com o Náutico. Confira abaixo.

LEIA: Executivo diz que teve respaldo do jurídico do Sport em escalação e que sistema da CBF é falho
LEIA: Náutico encaminha contratação do lateral direito Jeferson, que não saiu no BID pelo Sport

Contratações não inscritas

O goleiro Saulo, o volante Nicolás Aguirre e o atacante Vander, apesar de constarem no BID, não foram inscritos pelo clube na Série A, cujo prazo se encerrou na última sexta-feira. No comunicado, Luana Moreno afirmou que o cadastro dos jogadores na competição não é uma atribuição direta da gerência de futebol e pode ser feita por qualquer integrante do departamento.

Ainda segundo ela, o Executivo Felipe Albuquerque e diretores estatutários têm acesso ao sistema (GestãoWeb, contrariando Felipe) e poderiam ter delegado a inscrição ou feito por eles mesmos. Desta forma, Luana Moreno reconhece que houve um erro geral do departamento, inclusive pela não verificação.

“Entendo ter havido um erro do departamento de futebol na não conclusão das inscrições através da ferramenta de substituição, tendo em vista que apesar de não ser uma atribuição direta da gerência de futebol, poderia ter sido verificado novamente se foi realizada ou não. Diferente do informado pelo ex-executivo de futebol do clube, todos do departamento possuíam acesso ao sistema GestãoWeb e poderiam ter feito tal verificação, inclusive o mesmo”, disse Luana em trecho da nota.

Além disso, ela pontuou que os jogadores relacionados para as partidas são inscritos automaticamente no sistema da CBF, entretanto, como Saulo, Aguirre e Vander não foram relacionados até o dia 24, isso não ocorreu.

“No Sport a definição de atletas inscritos é feita exclusivamente pela diretoria executiva de Futebol (validada pelo Vice-presidente de futebol e os demais diretores de futebol) em conjunto com a comissão técnica, processo que é executado de forma sistêmica pela supervisão de futebol, porém o mesmo não tem autonomia para escolher quem são os atletas inscritos ou não. Caso o atleta seja relacionado para algum jogo antes de ser inscrito na competição, o processo de inscrição ocorre na montagem da pré-escala, pelo supervisor, com entendimento de aprovação tácita daquele nome”, afirmou em outro trecho.

Pedro Henrique

Em relação ao zagueiro Pedro Henrique, que há uma divergência entre os regulamentos para atuação dele pelo Sport – o da Série A informa que ele está liberado, uma vez que entrou em campo cinco vezes, enquanto o geral diz que ele não poderia jogar, já que também foi advertido em duas ocasiões com cartões amarelos no banco de reservas -, Luana Moreno afirmou que ele foi liberado para atuar levando em conta as regras do Brasileirão. Além disso, corroborou o que foi dito por Felipe Albuquerque que erros são normais no sistema da CBF.

“Os levantamentos foram feitos, através das súmulas e, sendo constatada a possibilidade de jogo do mesmo (na ótica do departamento de futebol), foi repassado o pedido ao departamento jurídico que oficiasse aos órgãos competentes (FPF/CBF) a retirada do alerta do sistema, não sendo este ofício um parecer deles (esse é um procedimento relativamente comum, tendo em vista que aparecem alertas indevidos no sistema)”, disse no comunicado.

Jeferson

Por fim, em relação a Jeferson, a gerente informou que todo o procedimento foi feito dentro do prazo legal – até as 19h do dia 24 de setembro – e que o Sport pode tentar recorrer da não inserção do lateral-direito.

“Quanto ao caso Jeferson toda a documentação foi enviada em tempo hábil e de forma completa, cabendo inclusive recurso do clube solicitando a inclusão a posterior uma vez que temos prova do envio”, concluiu, na nota.

Confira a nota

Outras questões

Depois da nota emitida por Luana Moreno, a o NE45 entrou em contato com a gerente de futebol para tirar algumas dúvidas do que foi emitido no comunicado. Confira abaixo.

Em relação aos prazos, por mais que Saulo não tenha entrado na lista normal de 50 jogadores até o dia 10, por que não foi colocado o nome dele no prazo de substituições, que foi até o dia 24, já que ele chegou ao clube em agosto?

“No dia dez, quando foi informado a diretoria executiva e de futebol que estava encerrando o primeiro prazo, ainda tínhamos oito vagas para inscrever atletas. Então foi passado para o executivo de futebol a relação dos 42 inscritos e ele juntamente com o vice de futebol definiu quais seriam os atletas que entrariam nas oito vagas. Então nessa época Saulo já estava no clube e eles optaram por não colocar Saulo. Então Saulo ficou para ser uma opção posterior de substituição. Porque nesse primeiro momento, apesar dele estar no clube, o nome dele não foi relacionado. E isso é uma decisão do executivo junto ao vice de futebol. Apesar de ser executado pela supervisão, a decisão não é dele (do supervisor), não é minha, enquanto gerente de futebol. É do executivo junto à diretoria estatutária. E posteriormente não foi solicitado ao supervisor que fosse feito as substituições de nomes.  Então sem essa demanda, ele não realizou as substituições”.

O departamento de futebol, incluindo você enquanto gerente, não poderiam ter inscrito os jogadores até o dia 24, já que eram atletas que estavam no clube?

“Poderia ter sido inscrito, nada impediria de ter feito a inscrição. Entretanto, pelo processo como ocorre no dia-a-dia, não foi feito. E, efetivamente no último dia, o dia 24, estávamos envolvidos na regularização de Jeferson. E aí acabou que ninguém do departamento parou para ver se tinha feito ao longo do período (a inscrição dos três). O executivo e alguns membros da diretoria tinham acesso. Mas ninguém fez. Eu não fiz, eles não fizeram. Foi uma falha do departamento como um todo não ter feito a relação, como fizemos no dia 10. No dia 24 estava envolvida com a regularização, que é a parte que fico à frente, a aí não alertei outros setores em relação a isso. Foi um erro do departamento. Apesar de ter a atribuição de quem demandar, quem executar, o erro é do departamento como um todo. Não poderia ter acontecido, é inadmissível”.

Como funciona o processo de inscrever um jogador? Seria atribuição sua?

“É muito simples, é arrastar de uma lista para outra. Mas não é minha atribuição, nem nunca foi. Em nenhum momento desde que estive do Sport”. 

Qual sua atribuição no clube?

“A parte contratual do atleta, referente à regularização em BID, contrato com fornecedores, aprovação de logística, relacionamento com a federação em alguns pontos, toda a parte administrativa de futebol em relação à compras…”.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending