conecte-se conosco

ALCSASérie BÚltimas

Apagado, CSA é dominado, perde para o Goiás na Serrinha e se afasta do G4 da Série B

Reprodução/SporTV

Publicados

em

O CSA viveu uma noite para ser esquecida nesta sexta-feira. Em seu pior jogo após o retorno de Mozart ao comando técnico do Azulão, o clube foi improdutivo e se viu completamente dominado pelo Goiás na Serrinha, perdendo por 3 a 1, quebrando a sina de não marcar gols contra o Esmeraldino em Goiânia. Os gols do jogo foram marcados por Luan Dias, David Duarte e Hugo, enquanto Dellatorre diminuiu para os azuis.

Em campo, os mandantes fizeram um jogo tranquilo, com controle em todos os setores do campo e muita efetividade para aproveitar as brechas dadas pelas falhas alagoanas. E, quanto mais ampliavam, maior controle conseguiam impor. Pelo lado visitante, o futebol dos nordestinos começou com muita lentidão, em um jogo previsível, e terminou com muita pressa, em um jogo falho e desesperado, o que facilitou a vida goiana.

Como fica?

Com a vitória, os goianos se reforçam no G4, assumindo a terceira posição com 51 pontos. Os alagoanos caem para a sétima, com 45. Agora, o CSA volta a campo às 19h do sábado da próxima semana, recebendo o Operário Ferroviário no Trapichão. O Goiás já joga nesta terça, às 19h, visitando o Londrina, no Café.

Goiás sai na frente e controla

O jogo começou com um Goiás forte, recuperando a bola no meio de campo e partindo para jogadas rápidas, buscando uma defesa desprevenida. E foi assim que, logo aos 6, Alef Manga fez boa jogada individual pela esquerda e passou para Luan Dias receber por trás da marcação, no outro lado da área, para limpar e bater na saída de Frigeri para abrir o placar.

E a resposta, por pouco, não veio de forma acrobática aos 12, quando Didira cruzou e em um voleio de Iury Castilho, Tadeu teve que aparecer para uma grande defesa. Até ali, a partida tinha dois times buscando espaços e protagonizando um jogo aberto e de intensidade. O passar do tempo, porém, não fez bem à qualidade do espetáculo.

Durante o resto do primeiro tempo, o Goiás passou a buscar uma administração de jogo, tentando trocar passes com mais calma no meio de campo, enquanto o CSA, sem impor velocidade ou pressão na marcação, não conseguia sair das amarras goianas. E, assim, veio o segundo gol, aos 46, quando David Duarte subiu no meio da defesa azul para completar uma cobrança de escanteio de Elvis para o fundo das redes.

CSA vai no desespero

Depois do intervalo, o CSA voltou para o jogo com mais disposição para sair do seu campo de defesa, mas, quando ultrapassava a linha central, o time perdia o rumo e não conseguia encaixar o seu sistema de criação. Com isso, o Goiás mantinha total controle das ações do jogo e, sob pouco risco, não teve muitas preocupações para marcar o terceiro.

Logo aos 11, Elvis dominou próximo à quina direita da área e viu Hugo chegando livre no lado oposto para receber um belo cruzamento de trivela e completar com um chute chapado de primeira para ampliar o marcador.

Quanto mais ampliava, mais confortável o Goiás ficava, enquanto o CSA buscava sem sucesso aumentar a sua presença ofensiva. Apesar das substituições, o time seguia sem efetividade e se via facilmente preso na marcação goiana, dando espaço para contra-ataques bem mais perigosos. A única exceção foi justamente com gol, aos 27, quando Renato Cajá chutou da intermediária, a bola rebateu na defesa e sobrou para Dellatorre marcar o gol de honra.

Ficha do jogo

Goiás (3)
Tadeu; Apodi, David Duarte, Reynaldo e Hugo (Artur); Fellipe Bastos (Caio Vinícius), Dieguinho, Luan Dias (Dadá Belmonte) e Elvis (Iago Mendonça); Nicolas (Welliton) e Alef Manga. Técnico: Marcelo Cabo.

CSA (1)
Lucas Frigeri; Cristovam, Matheus Felipe, Fabrício e Ernandes (Éverton Silva); Geovane, Yuri (Clayton) e Didira (Renato Cajá); Gabriel (Giva Santos), Iury Castilho (Marco Túlio) e Guilherme Dellatorre. Técnico: Mozart.

Local do jogo: Estádio da Serrinha, em Goiânia-GO
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (Fifa-RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ)
Gol: Luan Dias (6’/1ºT | GOI), David Duarte (46’/1ºT | GOI), Hugo (11’/2ºT | GOI), Guilherme Dellatorre (27’/2ºT | CSA)
Cartões amarelos: Fellipe Bastos, Caio Vinícius, Apodi, Welliton (GOI), Mozart e Cristovam (CSA)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending