conecte-se conosco
Diego Torres, do CRB Diego Torres, do CRB

ALCRBMASampaio CorrêaSérie BÚltimas

CRB pressiona, bate Sampaio Corrêa e cola no G4; Tubarão segue mal e vê Z4 próximo

Foto: Francisco Cedrim/CRB

Publicados

em

O CRB foi superior durante todo o jogo e fez por merecer a vitória por 1 a 0 em cima do Sampaio Corrêa. Uma boa atuação regatiana, que não conseguiu um placar mais elástico por causa da grande atuação do goleiro Luiz Daniel. Ele só não parou o chute do atacante Emerson, autor do único gol da partida. Por outro lado, a Bolívia Querida teve mais uma péssima atuação, se limitando quase que somente a se defender. A missão do Paio, agora, é chegar logo aos 45 pontos e eliminar a chance de rebaixamento.

Com o resultado, o CRB se mantém na quinta colocação, com 54 pontos, se iguala ao Goiás, mas fica atrás por conta do saldo de gols. São oito tentos de saldo para o Alvirrubro, e 13 para o Esmeraldino. Já o Sampaio, ainda com 40 pontos, segue no 13º lugar e vê a zona de degola apenas dois pontos atrás. O Galo volta a campo neste domingo (7), às 20h30, diante da Ponte Preta. A partida será no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas-SP. O Tubarão joga no mesmo dia contra o rebaixado Brasil de Pelotas-RS, no estádio Castelão, em São Luís-MA, às 18h15.

Confira a classificação da Série B

Pressão do CRB, Sampaio se segura, mas o gol não sai

Um começo de jogo onde aconteceu o que se esperava. O CRB em cima, pressionando em busca da vitória para voltar a colar no G4, enquanto que o Sampaio Corrêa, com a estreia do técnico João Brigatti, esperava a oportunidade de contragolpear. Nos primeiros 20 minutos, a Bolívia segurou bem as investidas, travando as tentativas dos donos da casa pelo meio, que precisavam forçar pelos lados do campo. Mas foi por aí que as brechas começaram a se abrir.

A blitz regatiana começou aos 18, com Jajá chutando fraco para defesa de Luiz Daniel. Aos 21, foi a vez de Jean Patrick soltar uma bomba da entrada da área e o goleiro espalmar para escanteio. Luiz Daniel foi o principal personagem da primeira etapa, precisando intervir milagrosamente aos 23, após cabeçada de Caetano. Aos 27, Jajá fez jogada individual, invadiu a área e finalizou, mas o arqueiro maranhense mais uma vez defendeu. Apesar do ímpeto, o CRB não conseguiu abrir o placar, enquanto que o Sampaio Corrêa não ofereceu risco à meta alagoana.

Volume criado pelo CRB, enfim, se torna gol

Melhor no duelo, jogando em cima também na volta do intervalo, o Alvirrubro conseguiu chegar ao gol logo aos nove minutos. Reginaldo recebeu uma enfiada de bola pela direita, levou na linha de fundo e tocou atrás para Emerson. O atacante fintou o marcador e chutou forte, no canto do goleiro, que estava mal posicionado no lance.

O duelo entre Jajá e Luiz Daniel teve outro capítulo aos 16, quando o ponta do CRB recebeu mais uma vez nas costas da defesa, tentou, mas parou em grande defesa do arqueiro. Aos 25, foi a vez de Nicolas Careca receber em condições dentro da área, em bom passe de Diego Torres, mas o centroavante pegou mal na bola e jogou para fora.

Aos 38, em cobrança de escanteio, Guilherme Romão subiu com liberdade na primeira trave, cabeceou e a bola passou muito perto da trave esquerda. Um resultado ótimo para o Galo, que volta a colar no G4, e péssimo para o Paio, que segue cada vez mais se aproximando do Z4. Alerta ligado em São Luís-MA.

Ficha do jogo

CRB (1)

Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Caetano e Guilherme Romão (Celsinho); Claudinei, Jean Patrick e Diego Torres; Emerson (Pablo Dyego), Jajá e Nicolas Careca (Júnior Brandão). Técnico: Allan Aal.

Sampaio Corrêa (0)

Luiz Daniel; Maurício, Allan (Gui Campana), Nilson Júnior e Mascarenhas; Betinho, Márcio Araújo (Léo Artur) e Baraka; Jean Silva (Roney), Jarro Pedroso (Diego Cardoso) e Jackson (Ciel). Técnico: João Brigatti.

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL.

Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva (MG).

Assistentes: Celso Luiz da Silva e Felipe Alan Costa de Oliveira (ambos MG).

Gol: Emerson, aos 9′ do 2ºT (CRB).

Cartões amarelos: (CRB); Betinho, Jarro Pedroso, Paulo Sérgio (SAM).

Cartão vermelho: Léo Artur (SAM).

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending