conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Planejamento, perfil.. direção do Sport reitera confiança em Florentín após renovação

Vice de futebol destacou também a necessidade do clube ir bem nas primeiras competições: ‘Estamos explicando para ele a importância’

Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

Publicados

em

Há pouco mais de três meses no clube, o técnico Gustavo Florentín agradou boa parte da torcida e da diretoria, que renovou o contrato dele para 2022. Depois da oficialização, que ocorreu na última segunda-feira, o vice-presidente de futebol rubro-negro, Augusto Carreras, falou sobre a definição pela permanência do treinador paraguaio de olho na próxima temporada. 

LEIA: Florentín avalia elenco do Sport para 2022: ‘Manter 80% ou 90% seria fantástico’

De acordo com ele, a direção do Sport está satisfeita com a capacidade do técnico e acredita que o paraguaio se enquadra no perfil que o clube precisa para o ano que vem, sobretudo pelo que já demonstrou desde que desembarcou na Ilha do Retiro – seja pelo espírito na beira do campo, ou pelo trabalho dentro das quatro linhas.

“Temos três jogos para terminar o Brasileiro, vamos fazer essas partidas, mas com o planejamento já iniciado. Temos que definir a avaliação do elenco, perfil do time para ano que vem, modelo de jogo, uma série de questões antes de entrar no dia-a-dia, que são as contratações, alterações. A gente precisa ter um entendimento do perfil do time e sabemos que Gustavo tem condições de dar esse perfil de time para 2022, um perfil que representa a garra do Sport, a raça do Sport, aguerrido, que tenha sangue, como time que está sendo visto nos últimos meses. Um time que tem padrão e que a torcida pode confiar naquele tipo de jogo. Um padrão vibrante, de intensidade, de força, raça. E é esse o padrão que a gente tem pedido e conversado. A partir dessas conversas é que temos a montagem do time”, avaliou Carreras.

Treinador e diretoria, aliás, já discutem a montagem do elenco, tanto saídas como chegadas. Florentín, inclusive, revelou que deseja manter 80% ou 90% do elenco, mas reconheceu que é difícil. Além disso, o clube já observa o mercado e um possível reforço é o do meia-atacante paraguaio Oscar Ruiz, atualmente no Bahia.

Outro ponto destacado pelo vice-presidente de futebol foi em relação ao início da próxima temporada, que tem importantes competições começando cedo, como a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil. E não apenas pelo lado técnico, mas também financeiro. Nos últimos anos, inclusive, o Rubro-negro deu sucessivos vexames e acumula eliminações na primeira fase dos campeonatos. 

“Vamos enfrentar algumas competições que iniciam cedo como o Pernambucano, a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil. O Sport precisa ter um foco muito grande nas competições que têm uma rentabilidade financeira grande, como é o caso da Copa do Brasil. É inadmissível as campanhas que o Sport fez de 2018 para cá, precisamos melhorar”, analisou Carreras.

“Estamos conversando com o treinador, explicando para ele a importância, explicando também a Copa do Nordeste, que é uma competição que vem apresentando resultados e que vem tendo sucesso, e o Sport tem condições de brigar pelo título por uma competição dessa importância”, seguiu.

“É importante que o Sport tenha um desempenho muito acima do que a gente teve nos anos anteriores. E eu não quero fazer nenhuma crítica, estou olhando para o futuro do clube, com a importância dessas competições”, concluiu o vice-presidente de futebol. 

Antes de 2022, porém, é preciso que a atual temporada termine. Para isso, ainda restam três partidas ao Sport, que precisa um milagre na luta pela permanência, mas pode acabar rebaixado ainda na noite desta terça-feira – clique aqui para conferir o cenário. 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending