conecte-se conosco

NáuticoPEÚltimas

Com 76% dos votos, Diógenes Braga é eleito presidente do Náutico

Foto: Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

O Náutico tem um novo presidente. Em eleição realizada neste domingo (5), Diógenes Braga, da chapa Avança Náutico, foi eleito com 76% dos votos. O candidato da situação assumirá o cargo a partir de janeiro para gerir o clube no biênio 2022-2023 juntamente com o vice-presidente Luiz Felipe Figueiredo.

Foram 1412 votantes. O atual vice-presidente do clube e de futebol, Diógenes Braga, recebeu 1069 votos (76%). O candidato Plínio Albuquerque, da chapa Inova Náutico, ficou em segundo com 203 votos (16,36%. Enquanto Bruno Becker, do Náutico Sustentável, ficou em terceiro com 107 votos (7,58%).

“É o reconhecimento do associado a uma gestão que trabalhou durante quatro anos com dificuldades enormes, com adversidades acima do normal. Passamos dois anos na Série C, sem cota, e depois dois anos em pandemia. Tivemos uma perda de 40% de orçamento. Então, trabalhamos com uma restrição grande. A gestão ao longo do tempo teve altos e baixos, acertos e erros. Mas o saldo é positivo dentro de um cenário extremamente desfavorável. É um reconhecimento. Não é um voto em Diógenes Braga, é o voto em um projeto, de pessoas que acreditam num grupo com o pensamento para o clube e uma linha de filosofia”, afirmou Diógenes Braga em seu primeiro discurso como presidente.

Após a apuração dos votos, o novo vice-presidente do Náutico, Luiz Felipe Figueiredo, destacou qual será o seu papel na gestão. De acordo com o dirigente, o foco será no desenvolvimento da estrutura do clube.

“Não serei um vice-presidente para discutir lateral. Não vou ser esse cara. Vou debater e trabalhar pela estrutura dos Aflitos, do CT, da sede. Isso que vamos discutir. O Náutico não pode ser apenas futebol. Tem que virar a chave e pensar em algo maior. Não podemos esquecer de coisas básicas como a dignidade nos processos”, completou.

O Náutico voltou a ter um bate-chapa após seis anos. Nas duas últimas eleições, em 2017 e 2019 Edno Melo foi eleito por aclamação. O atual presidente deixará o clube no final de dezembro e passará o cargo para o atual vice-presidente Diógenes Braga.

Esta expressiva votação, inclusive, superou os números da eleição realizada no clube em 2013 quando Glauber Vasconcelos foi eleito com 73,22% dos votos. Naquela ocasião, o segundo lugar foi Marcílio Sales com 21,29%, enquanto Alexandre Homem de Melo teve 3,25% e Alberto Souza com 2%.

Trending