conecte-se conosco
Sport x Flamengo Sport x Flamengo

PESérie ASportÚltimas

Com pouco em jogo, Sport faz jogo aberto e empata com Flamengo na Arena de PE

Anderson Stevens/Sport Recife

Publicados

em

No jogo entre Sport e Flamengo, na noite desta sexta-feira, na Arena de Pernambuco, as duas equipes entraram em campo com a vida definida no Brasileirão. Mas, mesmo em um jogo para cumprir tabela, os rubro-negros não se limitaram a fazer um jogo morno. Com boa intensidade e muita entrega ofensiva, os times protagonizaram um jogo aberto, que terminou empatado em 1 a 1.

O Urubu saiu na frente no fim da primeira etapa, com Michael, que já tinha perdido duas boas oportunidades. O empate do Leão veio no início do segundo tempo, com Gustavo, aproveitando falha da defesa carioca. O time da Ilha, inclusive, teve as melhores oportunidades do jogo, passado perto da vitória em algumas oportunidades.

Apesar do resultado, pouco muda para Sport e Flamengo. Os pernambucanos já chegaram para o jogo com o rebaixamento decretado. Os fluminenses, por outro lado, sequer tinham como mudar de posição, com o vice-campeonato brasileiro já definido.

Nas duas rodadas finais, os times vão, novamente, apenas cumprir tabela. O Sport visita a Chapecoense às 21h da segunda-feira. Uma hora antes, o Flamengo recebe o Santos. Depois, os times encerram a jornada às 21h30 da quinta-feira. O Leão recebe o Athletico-PR e o Urubu visita o Atlético-GO.

Jogo aberto

Ainda que não houvesse nada em jogo, Sport e Flamengo protagonizaram um jogo aberto, propositivo e de muito equilíbrio. Com velocidade e intensidade, os dois rubro-negros conseguiam entrar na área e criar grandes oportunidades de gol desde os minutos iniciais.

Os cariocas conseguiam se apresentar com um pouco mais de força na construção ofensiva. Variando bem as jogadas, o Flamengo conseguia crescer pelas pontas. Assim, eles criavam mais boas oportunidades, mas tinham um aproveitamento baixo nas finalizações.

O Sport chegava menos, mas chegava bem. Trabalhando pelo meio, o Leão conseguia ter mais finalizações certas, mas também encontrava alguma dificuldade para aplicar a velocidade que precisava para ter uma presença mais constante. A melhor chance veio aos sete minutos, em um voleio de Hernanes na área que parou em grande defesa de Hugo.

Na defesa, porém, os recifenses não conseguiam aquele rendimento que nos acostumamos. Com alguns momentos de falha, Michael apareceu livre na segunda trave em pelo menos três oportunidades. Na terceira, aos 39, quando Pedro cruzou, o ponta não desperdiçou.

O empate do Sport

Depois do intervalo, o jogo não mudou de perfil. A diferença eras as falhas da defesa do Flamengo. Na primeira, antes de um minuto, o Sport teve uma grande chance de contra-ataque, mas Zé Welison demorou para passar a bola. Na segunda, aos 5, Gustavo recuperou a bola recuada por Matheuzinho, entrou na área e bateu na saída de Hugo para empatar.

Aos 10, a torcida do Sport teve um susto, quando Michael caiu dentro da área, após dividida com Hernanes. Vuaden indicou o pênalti, mas o VAR chamou e a marcação foi anulada. Na sequência, porém, quem ficou na bronca por um pênalti foi o Leão, que viu arbitragem de campo e vídeo sem reação quando Gustavo foi derrubado por Matheuzinho na área.

Depois do empate, o jogo ficou mais brigado no meio de campo, mas não deixou de ser uma partida com proposição ofensiva. Nisso, quem ganhou foi o Sport, que conseguia encaixar melhor as suas saídas e aparecia em melhor condições no ataque, tendo, inclusive, as melhores oportunidades.

Aos 28, Mikael cabeceou um cruzamento de Everton Felipe da direita que resultou em mais uma grande defesa de Hugo. Depois, aos 36, Sander puxou Hugo e passou para Zé Welison, desequilibrado, tocar para o gol livre e David Luiz cortar em cima da linha para evitar a virada.

Ficha do jogo

Sport (1)
Maílson; Ewerthon (Hayner), Rafael Thyere, Sabino e Sander; Zé Welison, Marcão Silva, Hernanes (Paulinho Moccelin) e Gustavo (Santiago Tréllez); Everton Felipe (Ronaldo Henrique) e Mikael. Técnico: Gustavo Florentín.

Flamengo (1)
Hugo Souza; Matheuzinho (Rodinei), Rodrigo Caio, David Luiz e Renê (Ramon); Diego Ribas (João Gomes), Thiago Maia (Bruno Viana) e Vitinho (Kenedy); Michael, Bruno Henrique e Pedro. Técnico: Maurício Souza (interino).

Local do jogo: Arena de Pernambuco, no Recife-PE
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)
Gols: Michael (39’/1ºT | FLA), Gustavo (5’/2ºT | SPO)
Cartões amarelos: Hernanes, Paulinho Moccelin (SPO), Renê, Pedro e Bruno Viana (FLA)
Público: 10.523 torcedores
Renda: R$ 370.160,00

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending