Connect with us
Pipico - Santa Cruz Pipico - Santa Cruz

PESanta CruzSérie DÚltimas

Queda livre: De virtualmente classificado, Santa Cruz passa a ter menos de 25% de chance de avançar na Série D; entenda

Published

on

Sem vencer há cinco jogos, o Santa Cruz fez apenas seis pontos em seis jogos no returno; Tricolor terá de vencer e torcer por combinação de resultados no domingo

O segundo turno do Santa Cruz na fase de grupos da Série D 2023 é para lá de decepcionante. Líder do grupo durante boa parte da competição, a Cobra Coral viveu uma queda livre – de desempenho e na tabela – e, por isso perdeu o estado de virtualmente classificado ao mata-mata para depender da cota do milagre na última rodada, contra o Iguatu, fora de casa, às 18h, no domingo.

Após o jogo contra o Pacajus, no interior do Ceará, o primeiro da série de cinco sem vencer, o Santa Cruz já tinha 18 pontos conquistados – um a menos do que possuía no ano passado, quando se classificou -, por isso, o site Chance de Gol, especializado em estatísticas esportivas, projetava naquela época, que a Cobra Coral tinha 97% de chances de se classificar para a segunda fase.

Entretanto, logo depois vieram os empates em casa contra Nacional de Patos e Potiguar de Mossoró – rivais diretos na briga pela classificação -, além das derrotas como visitante diante de Sousa e Campinense.

Dessa forma, agora fora do G-4, o Tricolor do Arruda possui chance apenas de 24,9% de classificação. Índice muito mais remoto que o Pacajus (3º colocado) e o Potiguar de Mossoró (4º colocado), ambos com 22 pontos, dois a mais que a Cobra Coral. Assim, o portal aponta que os cearenses têm 87,2% de chance de classificar, enquanto os potiguares ficam com 88%.

Santa Cruz com a calculadora na mão

A conta para que o Santa Cruz se classifique não é tão simples. Primeiro, o Tricolor precisa vencer o seu jogo – de preferência por dois ou mais gols de diferença – e depois torcer para que o Pacajus e o Potiguar não vençam o Campinense e o Nacional de Patos, respectivamente.

Em caso de duas derrotas, o Tricolor avançaria e ficaria com a terceira posição no grupo. Em caso de um empate e uma derrota, o Santa Cruz teria como companhia o time que conquistasse ao menos um ponto.

Santa Cruz empatou com o Potiguar de Mossoró
Tricolor empatou com o Time Macho no Arruda e se complicou na tabela – Foto: Marcelo Diaz/Potiguar de Mossoró

A conta passa se complicar a partir da possibilidade que os dois rivais podem empatar suas duas partidas. Assim, com a igualdade tripla em 23 pontos, o Pacajus sairia na frente por ter melhor saldo de gols (6) e mais gols pró (19). O Potiguar de Mossoró, por sua vez, possui saldo de cinco e 16 gols marcados.

Por isso, para além da vitória, o Santa Cruz precisará construir saldo de gols e aumentar o número de gols marcados, dois dos critérios de desempate. Uma vez que perde para os rivais no número de cartões vermelhos e amarelos – quem tem menos fica à frente – e está em desvantagem no confronto direto contra o Time Macho, que venceu o jogo de ida e empatou no Arruda.

Os confrontos na próxima fase

Quem ficar com as duas vagas ainda em disputa já conhece os seus adversários no cruzamento da fase de 16 avos de final. Primeiro do grupo A4, o Retrô enfrentará o quarto classificado. Já o terceiro será o rival do Bahia de Feira, que garantiu a segunda colocação.

Os adversários de Nacional de Patos e Sousa, duas equipes já classificadas da chave A3 ainda não conhecem seus oponentes, uma vez que no grupo do Retrô, as seis equipes restantes disputam as duas vagas que sobram no mata-mata.

Números, estatísticas e mais sobre o futebol nordestino: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados