Connect with us
Willian Oliveira, volante do Vitória Willian Oliveira, volante do Vitória

BASérie AÚltimasVitória

No Barradão, Vitória bate o Atlético-MG e deixa a zona de rebaixamento da Série A

Foto: Victor Ferreira/EC Vitória

Published

on

Leão se impõe, vence o Galo e consegue deixar o Z-4 do Brasileirão; Willian Oliveira assume artilharia da Série A

A reação começou e segue forte. Isso é o que Vitória tem mostrado, já que venceu o Atlético-MG por 4 x 2 nesta quinta-feira (20) no Barradão, em jogo válido pela 10ª rodada da Série A. Uma partida onde soube sofrer quando precisou, mas também encaixou bons contra-ataques e a pontaria esteve muito boa para ganhar e tirar o time do Z-4 do Brasileirão.

Matheuzinho, Eryc Castillo e Willian Oliveira (duas vezes) marcaram os gols do Rubro-negro. Vale destacar também que o volante assumiu a artilharia isolada da Série A, com cinco gols. Ele vive uma fase iluminada e marcou quatro gols nos últimos três jogos da equipe. Pelo lado do Galo, Gustavo Scarpa e Palácios diminuíram.

Classificação da Série A

Com este resultado, o Vitória vai a nove pontos e assume a 15ª colocação da Série A. Além disso, ainda abriu dois pontos de vantagem para o Vasco, time que abre a zona de rebaixamento.

Próximo jogo do Vitória

O Leão da Barra volta a campo neste domingo (23), fora de casa, quando enfrenta o Red Bull Bragantino. A partida acontecerá no estádio Nabi Abi Chedid, às 18h30.

Números, estatísticas e mais sobre o futebol nordestino: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli

Vitória bate o Atlético-MG e deixa a zona de rebaixamento

A partida começou eletrizante. As duas equipes buscavam o gol desde o início. O Vitória tinha uma postura um pouco mais reativa, apesar de subir sua marcação para dificultar a saída de bola do Atlético-MG. Só que verticalizava bastante suas investidas, enquanto o Galo trabalhava mais a bola.

Logo aos sete minutos, num erro de Wagner Leonardo na saída de bola, ele foi travado por Pedrinho. Assim, a bola sobrou para Cadu no meio da área para marcar, aos sete. Só que o assistente marcou impedimento corretamente. O Leão respondeu aos oito, marcando um golaço com Matheuzinho, que recebeu na entrada da área e mandou no ângulo esquerdo.

Por outro lado, os visitantes tentaram responder rapidamente e conseguiram. Pedrinho passou no meio de dois e foi derrubado por Osvaldo. O pênalti foi marcado com o auxílio do VAR. Aos 13, Gustavo Scarpa foi para a cobrança e bateu rasteiro para marcar. A bola passou por debaixo de Lucas Arcanjo, que por pouco não pegou.

Lucas Arcanjo, goleiro do Vitória
Foto: Victor Ferreira/EC Vitória

Depois disso, o Galo passou a ser melhor em campo. Aos poucos foi se tornando mais efetivo com a posse e criou três chances, com Zaracho, Alisson e Pedrinho, mas que pararam em grandes defesas de Lucas Arcanjo.

Depois desse momento, por volta de 20 minutos de ver o Atlético-MG melhor em campo, o Vitória reagiu. Teve duas escapadas. Uma que Osvaldo chutou mal, aos 40, e outra que conseguiu marcar, aos 43. Raúl Cáceres recebeu pela direita, levou na linha de fundo e tocou para trás, onde Willian Oliveira chegou finalizando de primeira e balançou as redes.

No segundo tempo, o Atlético-MG se lançou ao ataque e jogou o Vitória no campo de defesa. Só que as finalizações não estavam boas e o Leão passou a se ajustar novamente. Assim, encaixou algumas saídas no contra-ataque. Enquanto se arrumou defensivamente para ser reativo, o Galo fez substituições para ficar ainda mais ofensivo e deu espaços.

Matheuzinho, meia do Vitória
Foto: Victor Ferreira/EC Vitória

O Vitória passou a encaixar contra-ataques e, quando acertou, conseguiu aumentar a vantagem. Aos 20, Matheuzinho recebeu pela direita e cruzou. A bola passou no meio da área e sobrou para Willian Oliveira, na segunda trave, para bater e marcar o terceiro do Leão, o segundo dele.

O Alvinegro sentiu. Seguiu exposto, produziu menos e o Rubro-negro aproveitou para matar o jogo. Aos 31, Jean Mota recebeu em profundidade pela direita e cruzou rasteiro para Eryc Castillo, livre na área, bater de primeira e marcar.

O Atlético-MG, mesmo abatido, seguiu no campo de ataque e conseguiu diminuir a desvantagem aos 42. Após chute cruzado que Lucas Arcanjo espalmou, a bola sobrou no lado direito com Palácios, que finalizou e balançou as redes. Mas não adiantou, o Vitória voltou a vencer em casa e deixou o Z-4 da Série A.

Willian Oliveira, volante do Vitória
Foto: Victor Ferreira/EC Vitória

FICHA DO JOGO

Vitória 4

Lucas Arcanjo; Raúl Cáceres (Pablo Baianinho), Caio Vinícius, Wagner Leonardo e Lucas Esteves; Luan Santos (Fábio Soares), Léo Naldi (Rodrigo Andrade) e Willian Oliveira; Matheuzinho (Jean Mota), Osvaldo (Eryc Castillo) e Alerrandro. Técnico: Thiago Carpini.

Atlético-MG 2

Everson; Saraiva, Bruno Fuchs, Battaglia e Rômulo (Alan Kardec); Igor Gomes, Alisson (Palácios), Zaracho, Gustavo Scarpa e Pedrinho (Robert Santos); Cadu (Isaac). Técnico: Gabriel Milito.

Local: Estádio Barradão, em Salvador-BA.
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Renan Aguiar da Costa
Gols: Matheuzinho (08’/1ºT), Willian Oliveira (43’/1ºT e 20’/2ºT), Eryc Castillo (31’/2ºT) (VIT); Gustavo Scarpa (13’/1ºT) e Palácios (42’/2ºT) (CAM).
Cartões amarelos: Caio Vinícius e Luan Santos (VIT); Rômulo e Igor Gomes (CAM).
Público: 15.159 torcedores.
Renda: R$ 327.163,00

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados