conecte-se conosco

ALSérie BÚltimas

CSA pode ser 4º clube do Nordeste a fazer o “bate-volta” para Série A

Publicados

em

Na 5ª colocação e a apenas um ponto do Juventude, que abre o G4, o CSA inicia a 32ª rodada da Série B com 44,9% de chances de acesso, de acordo com o departamento de matemática da Universidade Federal de Minas Gerais. Algo que, se for concretizado ao final da competição, colocará o time alagoano em um seleto grupo de clubes nordestinos que caíram e retornaram à Primeira Divisão do futebol nacional de imediato.

Tomando como base os Campeonatos Brasileiros com acessos e descensos, a partir de 1988, em apenas seis oportunidades um time do Nordeste foi rebaixado e conseguiu retornar à elite nacional logo no primeiro ano na Série B. Façanha que coube a apenas três clubes.

O campeão do “bate-volta” é o Sport, que conseguiu o feito em três oportunidades. A primeira ocorreu após o rebaixamento na edição de 1989, com o retorno em grande estilo, com o título da Série B de 1990. O Rubro-negro pernambucano também não demorou para retornar à elite quando caiu em 2012 e subiu em 2013 e mais recentemente após o rebaixamento em 2018, retornando para a disputar a Série A deste ano.

Outro rubro-negro que conseguiu a volta imediata à Primeira Divisão é o Vitória. Rebaixado pela primeira vez em 1991, o time baiano subiu no ano seguinte com o vice-campeonato da Série B (perdeu a final para o Paraná). Em 1993, já na elite, chegaria mais uma vez à final, perdendo o título dessa vez para o Palmeiras.

Já na era dos pontos corridos, o Leão da Barra retornou à Série A em 2015, após ter sido rebaixado na temporada anterior junto com o rival Bahia (que permaneceu na Segunda Divisão).

Além de Sport e Vitória, apenas o Fortaleza até hoje conseguiu fazer o “bate-volta” para a Série A. Após ser rebaixado na primeira edição dos pontos corridos, em 2003, o Tricolor subiu no ano seguinte com o vice da Série B. Curiosamente, mais uma vez o Bahia teve a chance de fazer o mesmo, porém bateu na trave, ao terminar na 3ª posição (na época apenas os dois primeiros conseguiam o acesso).

Curiosidades

Dois outros clubes do Nordeste viveram situações curiosas quanto a saídas e retornos imediatos à Primeira Divisão. Participante do Módulo Amarelo do Campeonato Brasileiro de 1987, o Náutico disputou a Série B no ano seguinte, em 1988, na primeira edição em que a competição valeu o acesso ao grupo de elite no ano seguinte. E conseguiu a classificação com o vice-campeonato, perdendo a final para a Inter de Limeira.

Já o América-RN rebaixado como lanterna no Brasileiro de 1998, acabou sendo beneficiado indiretamente por uma virada de mesa. O time potiguar foi um dos 116 participantes da Copa João Havelange de 2000, campeonato organizado pelo Clube dos 13, uma vez que a CBF foi impedida de organizar o Brasileiro. O Mecão também ficou no chamado Módulo Amarelo, mas acabou eliminado ainda na primeira fase.

O bate-volta nordestino no Campeonato Brasileiro

Sport caiu em 1989…
…subiu em 1990 (como campeão da Série B)

Vitória caiu em 1991…
…subiu em 1992 (como vice da Série B)

Era dos pontos corridos

Fortaleza caiu em 2003…
….subiu em 2004 (como vice da Série B)

Sport caiu em 2012
…subiu em 2013 (como 3º colocado da Série B)

Vitória caiu em 2014
….subiu em 2015 (como 3º colocado da Série B)

Sport caiu em 2018
….subiu em 2019 (como vice da Série B)

Foto: Augusto Oliveira/CSA

Continue lendo
3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending