conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Náutico vai bem contra time de cima, mas pena frente a últimos colocados

Publicados

em

Dois Náuticos têm sido comuns nesta Série B – principalmente desde a chegada do técnico Hélio dos Anjos. Isso porque o time pena contra clubes da segunda página da classificação – em tese, mais frágeis que ele – e se dá bem contra equipes de cima da tabela. Contradição comprovada em números. 

No recorte dos últimos 10 confrontos disputados no Brasileiro, o Alvirrubro enfrentou seis equipes entre a primeira e a décima colocação. Ganhou quatro partidas (Guarani, Brasil de Pelotas, Sampaio Corrêa e Cuiabá), empatou uma (diante da líder Chapecoense) e perdeu uma (Juventude). Um desempenho alto de 72% dos pontos somados. 

E um detalhe importantíssimo a ser levado em consideração neste cenário: o Náutico luta contra o rebaixamento. Inclusive, está no Z4, na 17ª posição, com 35 pontos somados. Mas… quando o Timbu se depara com adversários diretos ou até mesmo um pouco melhores colocados que ele, a situação é bem diferente.

Em quatro jogos, os pernambucanos não venceram nenhum, acumulando dois empates (Botafogo-SP e Vitória) e duas derrotas (Figueirense e Confiança, a mais recente); um aproveitamento de 16%, quatro vezes menor que o apresentado contra os times do alto escalão da Série B. Uma missão para Hélio dos Anjos equacionar em busca da difícil permanência na Segunda Divisão.

Nos últimos 10 jogos

Contra os 10 primeiros

Perdeu – Juventude (3º)
Ganhou – Guarani (6º)
Ganhou – Brasil de Pelotas (10º)
Empatou – Chapecoense (1º) 
Ganhou – Sampaio Corrêa (8º)
Ganhou – Cuiabá (5º)

4V, 1E e 1D  
72% de aproveitamento

Contra os nove últimos

Empatou – Vitória (15º)
Perdeu – Figueirense (16º)
Empatou – Botafogo-SP  (19º)
Perdeu – Confiança (11º)

2E, 2D
16% de aproveitamento 

Trending