conecte-se conosco

BABahiaSérie AÚltimas

Anderson volta a falhar e Bahia perde em casa para o Fluminense

(Foto: Mailson Santana/Fluminense)

Publicados

em

Quando foi divulgada a escalação do Bahia, sem o goleiro Douglas – lesionado pelo chute sofrido no rosto contra o Vasco -, a preocupação da torcida tricolor tinha todo fundamento. Anderson voltaria a ser titular na Série A depois de cinco meses, quando falhou feio na saída de jogo logo no começo da partida contra o Flamengo. E nesta quarta-feira não foi diferente. O goleiro voltou a errar numa saída de jogo e foi novamente pivô de uma derrota do Bahia na Série A, agora por 1 x 0 o Fluminense.

Porta aberta para o Z4

Com a derrota na Fonte Nova, o Bahia interrompeu a sequência que poderia chegar a três jogos invictos no Brasileirão, o que não acontece desde novembro. Pior ainda, agora tem a porta aberta para voltar ao Z4 no complemento da rodada, uma vez que Fortaleza e Sport podem ultrapassá-lo na tabela caso vençam os seus jogos contra o Coritiba e o Botafogo, respectivamente.

Susto logo de cara

Pressionado em seu campo de defesa, restou ao Bahia tentar suportar o ímpeto do Fluminense no início do jogo. Luiz Henrique girou e bateu pra fora já aos 4 minutos, mas o maior susto veio aos 7′, quando Fred balançou a rede após uma cobrança de falta de Nenê. No entanto, o impedimento foi bem marcado pelo assistente Marcelo Van Gasse, e confirmado somente dois minutos depois, pelo VAR Rodrigo Dalonso.

O susto logo de cara preocupou, mas não conseguiu dar ao Bahia a ofensividade necessária. O Esquadrão só conseguiu entrar na área com a bola aos 15′ e aos 18′, mas sequer chegou a finalizar nas duas ocasiões. O primeiro chute só viria aos 27′, com Indio Ramírez arriscando de fora da área, para a boa defesa de Marcos Felipe, e o próprio colombiano criaria outra boa chance dois minutos depois, mas o chute cruzado passou à esquerda da barra.

O preço do reserva

E foi quando o Bahia mostrava melhoria no jogo que o preço de ter Anderson como reserva foi pago, aos 32′. O goleiro saiu jogando mal e deixou Gregore na fogueira. O Fluminense roubou a bola com Nenê e, muito mais próximo do gol, abriu o placar com Luiz Henrique, sem chance de reação da defesa. Um balde de água fria para o Tricolor de Aço, que já tinha dificuldades para criar e não conseguiu se recuperar até o fim do primeiro tempo.

Segundo tempo

Exceto pelo chute forte de Gilberto numa cobrança de falta aos 7′, que Marcos Felipe fez ótima defesa, a volta do intervalo deixava o jogo aberto para o Fluminense matar a partida. Nenê teve a primeira chance já com 3 minutos, livre de marcação, mas mandou por cima. E o meia, que tinha muita liberdade pela esquerda de ataque, deixou Fred livre na área pra cabecear com força, mas Anderson salvou o Bahia do pior.

E pra dificultar ainda mais, o Bahia perdeu o meia Indio Ramirez aos 14′, machucado depois de uma dividida mais forte. Dado já havia tirado Daniel de campo e o time ficou sem meia de criação. O treinador ainda tentou acionar Gabriel, porém o Fluminense tinha domínio do meio de campo e se segurou. Até teve a chance de matar o jogo com Kennedy aos 40′, porém o chute foi desperdiçado. Gilberto também levou perigo de cabeça aos 41′, e Alesson aos 47′, mas Marcos Felipe salvou com dois milagres.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending