conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

No encerramento da Série A, Sport perde para o Athletico e não se classifica para ‘Sula’

Triunfo do Bahia tirou uma posição do Leão e a vaga na competição internacional

Foto: Divulgação/ Athletico Paranaense

Publicados

em

Livre do rebaixamento, o Leão entrou displicente na Arena da Baixada. E o mal começo de jogo custou caro. Vazado aos 7 minutos do primeiro tempo por Nikão e sofrendo gol de Léo Cittadini nos minutos finais da partida, o Sport foi derrotado por 2 a 0 pelo Athletico Paranaense, na noite desta quinta-feira, pelo encerramento do Campeonato Brasileiro de 2020.

E agora?

Com a derrota, o Sport caiu para a 15ª colocação e perdeu a vaga na Copa Sul-Americana para o Bahia, que venceu o Santos. Pela posição final, o time pernambucano ganha R$ 11,8 milhões de premiação. Agora, o Leão se prepara para a estreia da Copa do Nordeste, diante do Sampaio Corrêa, às 20h, neste domingo.

Começo ruim

Garantido na Série A, o Sport começou o jogo bem sonolento. Previsível e disperso com a bola, não conseguiu rodar nos minutos iniciais. Sem a posse, deu espaço e a defesa não esteve segura, apesar do trio na zaga. E numa pane do sistema defensivo o Leão foi vazado logo aos seis minutos.

Postada, a defesa rubro-negra levou um lançamento por trás da costas de Thyere, onde Renato Kayser entrou na área e rolou para Nikão completar, livre, apesar de ter três outros marcadores na área, em cochilo duplo de Júnior Tavares de Adryelson.

Em desvantagem, o Sport seguiu mal e viu o Athletico entrar na área duas outras vezes, com Abner e Carlos Eduardo, que chutaram sem sucesso – a primeira finalização foi travada enquanto a segunda parou em Polli.

Sport muda e, enfim, acorda

Aos 20 minutos, Jair Ventura tirou Thyere e colocou Ewerthon, deixando o time mais ofensivo. E o Leão melhorou, pois o prata da casa entrou bem pela ponta direita, com ímpeto e dando força por ali. Mais equilibrado, porém, o Sport demorou a criar e a única oportunidade foi já no fim da etapa inicial.

Em lançamento característico de Betinho para Patric, o lateral entrou na área e tocou voltando para Ewerthon, que tentou finalizar duas vezes, em boas condições, mas parou em Santos.

Leão vai para cima no segundo tempo

Na etapa completar, o Sport teve postura mais ousada já que estava sendo derrotado e ficando fora da Sul-Americana. Porém, apesar da tentativa de pressão e de ter mais posse, mostrou as velhas limitações criativas e não teve grande oportunidade.

O Leão até conseguiu marcar com Thiago Neves, porém, o meia estava em impedido em jogada iniciada a partir de cruzamento de Juba – que entrou bem pela ponta esquerda e conseguiu dialogar com Júnior Tavares no setor.

Defensivamente, contudo, o Leão sofreu pouco, uma vez que o Athletico pareceu confortável em campo – até porque já tinha a vitória parcial.

Sport tenta abafa, mas sofre mais um

Na reta final, o Sport foi de vez para cima. Jair Ventura colocou gás novo e atirou o time para o ataque, porém, apesar do abafa e dos vários cruzamentos, o Leão não conseguiu marcar, tampouco criar. Pelo contrário. Aos 41 minutos, a defesa leonina voltou a cochilar e Léo Cittadini completou cruzamento por trás de Patric, no segundo pau, para marcar e dar números finais ao jogo. E ao sonho da Sul-Americana para o Leão.

Trending