conecte-se conosco

PESanta Cruz

Rescisão de Paulinho custará R$ 200 mil ao Santa Cruz; veja detalhes

Foto: Rafael Melo/ Santa Cruz Futebol Clube

Publicados

em

Após dispensa há cerca de dez dias, o Santa Cruz chegou a um acerto amigável com Paulinho. O jogador, inclusive, teve a rescisão publicada no BID na tarde desta segunda-feira. Porém, ainda assim, a saída do volante terá um custo elevado para os cofres do Tricolor. Segundo apuração de bastidores do NE45, o montante a ser embolsado pelo clube será de R$ 200 mil.

O valor, no entanto, não vai ser quitado de uma vez só. O Santa Cruz costurou um acordo com o meia para suavizar o pagamento, ficando acertado uma entrada de R$ 30 mil, à vista, e os R$ 170 mil restantes divididos em 17 prestações. Ou seja, o pagamento integral da rescisão só será finalizado no início do próximo ano.

O processo da saída de Paulinho, diferentemente de Didira, que não quis se pronunciar sobre o caso, não foi de todo amigável. O jogador, após dispensa, se defendeu das declarações do presidente coral, Joaquim Bezerra, afirmando que ‘nunca fez corpo mole no Santa Cruz’.

Contratado em janeiro do ano passado, Paulinho rapidamente se firmou com boas atuações, liderando o meio campo do Santa Cruz. Não à toa, teve o vínculo ampliado até o final de 2022. Na reta final da Série C, porém, o jogador caiu de rendimento e passou a ser questionado pela torcida.

No total, o volante disputou 39 jogos e marcou dois gols pelo clube – também terminando sua passagem no Arruda como o número um em assistências no elenco, com oito distribuídas, ao lado do meia Didira, também dispensado.

Agora livre no mercado, Paulinho, depois de despertar o interesse do Brusque, segundo informou o repórter Daniel Gomes, do Globoesporte.com, entrou na mira do Paysandu. O presidente do próprio Papão, em contato com a reportagem do NE45, garantiu que o volante ‘está sendo estudado’ pela diretoria, mas é sabido que teve indicação de Itamar Schülle, com quem trabalhou no Santa Cruz em 2020.

Trending