conecte-se conosco

ConfiançaCopa do NordestePESESportÚltimas

Confiança vence na Ilha, vai ao G4 e mantém Sport na lanterna do Nordestão

Foi a primeira vitória do Dragão no Regional, enquanto Leão segue mal

Publicados

em

Na noite desta terça-feira, na Ilha do Retiro, o Confiança executou melhor a proposta, principalmente no primeiro tempo, e venceu por 1 a 0 o Sport, que além da já sabida dificuldades criativas, também cometeu erros defensivos. O solitário gol do confronto válido pela quinta rodada da Copa do Nordeste foi marcado por Bruninho, na etapa inicial. O time sergipano, aliás, ainda perdeu um pênalti.

VÍDEO: veja gol, pênalti defendido e melhores momentos da vitória do Confiança sobre o Sport

E agora?

Com o resultado, Leão segue afundado na lanterna do grupo B, com dois pontos, enquanto o Dragão conquistou a primeira vitória na competição e subiu para quarto do grupo A, com seis – secará os rivais no complemento desta rodada. Na sequência do Regional, o Sport visita o Santa Cruz, na quarta-feira da próxima semana, enquanto o Confiança recebe o Vitória, neste sábado.

Sport perde do Confiança na Ilha e encaminha vexame histórico no Nordestão

O jogo

Foi um primeiro bastante movimentado, onde o Dragão não só foi melhor dentro da proposta de esperar e sair em velocidade para aproveitar o erro do Leão – que tentou propor o jogo, ficou mais tempo com a bola, mas esbarrou nas dificuldades de criação – mas também na soma geral, já que assim foi perigoso.

No início, porém, a partida apresentou-se melhor para o Sport, que pouco sofreu neste recorte e perdeu uma chance clara com Mikael, ainda que surgido a partir de um erro do Confiança e não de uma jogada ofensiva, algo que o Rubro-negro não emplacou na etapa inicial.

Nailton deu passe curto para Nirley, que era o último homem e foi antecipado pelo atacante, que arrancou, livre, na entrada da área pelo lado esquerdo, mas bateu cruzado demais e a bola foi para fora.

A partir daí, o Confiança foi melhor. Não cometeu novos erros atrás e, assim, Rafael Santos mal trabalhou. Na frente, o Dragão conseguiu impor a velocidade e, aliado aos cochilos da defesa leonina, foi muito perigoso.

Aos 24, em um lance bem despretensioso, a bola ficou viva na linha de fundo da grande da área, Maidana não acompanhou, Robinho dominou livre e passou livre pelo zagueiro – que havia tentado se recuperar. Com espaço, só rolou voltando para Bruninho, com a barra praticamente aberta, completar e abrir o placar, aos 24 minutos.

Pouco depois, jogada parecida. Robinho recebeu lateral, deu chapéu em Maidana que caiu e se enganchou com o zagueiro e árbitro marcou pênalti, em um lance bastante questionado pelos rubro-negros por conta do contato e do local, já que o lance começou fora da área. Na bola, o próprio atacante se apresentou, mas bateu mal demais e parou em Carlos Eduardo.

A defesa do goleiro poderia ter sido um gás para o Sport. Mas não foi. O Confiança seguiu melhor e ficou com um a mais. Após erro no meio de campo, Ronaldo parou contra-ataque de Cristiano com falta leve no meio de campo. O Juiz, porém, deu cartão vermelho, indicando que o volante era o último homem – o que não era o caso, já que Adryelson acompanhava o lance e chegava na bronca. Mais uma vez, muita contestação leonina.

Com um a menos, o Sport seguiu inferior. Teve a bola, mas continuou sem envolver os sergipanos, bem postados. Assim, recorreu à finalizações de fora da área, todas elas sem direção.

O Confiança, por sua vez, com espaço, seguiu perigoso na frente e Robinho chegou duas vezes, ambas em jogadas individuais onde passou pela marcação e ficou em boas condições na área, mas chutou mal demais.

Segundo tempo

Para a etapa complementar, o cenário mudou. Isso porque logo aos três minutos Marcelinho levou vermelho direto por falta em Maxwell, em um lance similar ao de Ronaldo, onde o árbitro repetiu o mesmo critério errado, já que não era último homem nem foi um lance forte.

Dez contra dez, o Sport teve mais posse de bola, ocupou o campo de ataque e não sofreu, já que o Confiança não conseguiu emplacar algum contra-ataque. O Dragão, por sua vez, continuou bem postado e não cedeu chances, apesar da pressão e gás novo Rubro-negro, que tentou jogadas de linha de fundo, infiltrações por dentro, chutes de fora da área, mas foi pouco preciso no terço final, como vem sendo praxe neste início da temporada. Melhor para os sergipanos, que vencem a primeira.

Ficha

Sport

Carlos Eduardo; Ewerthon (Patric), Maidana, Adryelson, Sander; Marcão (Betinho), Ronaldo, Gustavo (Thiago Neves); Toró (Maxwell), Mikael e Dalberto (Neílton). Técnico: Jair Ventura

Confiança

Rafael Santos; Marcelinho, Nirley (Isaque), Nery Bareiro, Nailton; Gilberto (Serginho), Renan Areias (Adryan), Bruninho (Iago); Robinho, Cristiano (Caíque Sá) e Álvaro. Técnico: Daniel Paulista

Gols: Bruninho (CON)
Cartões amarelos: Nirley, Gilberto, Caíque Sá, Álvaro, Bruninho, Serginho, Rafael Santos e Idaque (CON); Toró, Maidana e Gustavo (SPO)
Cartões vermelhos: Ronaldo (SPO); Marcelinho (CON)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending