conecte-se conosco

PESportÚltimas

Milton Bivar é reeleito presidente no pleito mais acirrado da história do Sport

Este será a terceira vez de Bivar no comando; veja como foi o dia

Publicados

em

Foi no aperto. Ou, melhor, na mais acirrada da história. Mas os sócios que compareceram durante a eleição do Sport, na Ilha do Retiro, nesta sexta-feira, reelegeram Milton Bivar, da chapa Sport de Primeira, como o presidente do clube para o biênio 2021-2022, numa vitória concretizada somente na última urna. O atual mandatário teve 1.023 dos votos e superou, por pouco, o principal oposicionista, Nelo Campos, da chapa Sport na Raça, que teve 985. Uma diferença de apenas 38 votos.

LEIA: Bivar avalia disputa acirrada no Sport e desabafa sobre oposição: ‘Três meses só batendo’
LEIA: “Quem ganhou foi a democracia”, afirma Nelo Campos após derrota na eleição do Sport

Outros candidatos da oposição, Delmiro Gouveia, da chapa Juntos pelo Sport, recebeu 232 votos, enquanto Eduardo Carvalho, da chapa Uma Razão para Viver, obteve 119.

Fluxo de votação das urnas. Gráfico: Thiago Minhoca
Variação dos votos na eleição do Sport a cada urna. Gráfico: Thiago Minhoca

Com a diferença de 38 votos, a disparidade no pleito superou a realizada para o biênio 2012-2013, entre Luciano Bivar e Homero Lacerda, que foi de 501 votos – 1.971 contra 1.470 votos – e ate então era a mais acirrada da história rubro-negra. Clique AQUI para relembrar todas.

Desde as primeiras horas da eleição, os indícios é que, de fato, se desenhava uma disputa acirrada entre os candidatos, tanto pelas pesquisas de boca de urna realizadas pela imprensa quanto pela movimentação de apoiadores.

Inclusive, acabou havendo um princípio de confusão entre correligionários, no fim da tarde, onde a Polícia Militar precisou ser acionada para conter os ânimos.

Além disso, mais cedo, houve uma discussão entre Eduardo Carvalho e integrantes do grupo ‘Jovem do Sport’, que também foi apaziguado sem maiores incidentes.

Pela primeira vez com a opção drive-thru, o fluxo de carros e motos se deu sem maiores atrasos ou problemas. O único inesperado que houve, aliás, foi uma demora na abertura dos portões, prevista às 8h, mas que só aconteceu por volta das 8h20.

Já após o término da votação, o encaminhamento das urnas para o salão nobre da Ilha gerou problemas, uma vez que torcedores tentaram acessar o espaço – liberada apenas para integrantes das chapas e repórteres na cobertura -, o que gerou atraso na apuração, que começou somente por volta das 20h e terminou pouco antes das 23h30.

Com menos de 50% dos votos, Milton Bivar é reeleito no Sport para biênio 2021/2022

Milton Bivar no Sport

Este será o terceiro biênio de Bivar à frente do Sport. Antes, já havia presidido o clube entre 2007 e 2008, onde conquistou dois Estaduais e uma Copa do Brasil, além, claro, de 2019 e 2020, com um título do Estadual e um acesso. Porém, nesses últimos dois anos o clube também realizou campanhas bem ruins, como eliminações na primeira fase do Pernambucano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil (três vezes na primeira fase).

Nova vitória da situação

Historicamente, no clube, a chapa de situação segue abrindo vantagem. Isso porque a única vitória da oposição no Sport segue sendo em 1986, com Homero Lacerda. Há dois anos, é verdade, Milton Bivar assumiu como oposicionista, mas é preciso registrar que, ali, a situação não colocou chapa na disputa – o mandatário da época era Arnaldo Barros.

Chapa eleita

Presidente executivo: Milton Bivar
Vice-presidente executivo: Carlos Frederico
Presidente do Conselho Deliberativo: Pedro Lacerda
Vice-presidente do Conselho Deliberativo: Gustavo Oiticica

Votos totais

Milton Bivar: 1.023 votos
Nelo Campos: 985
Delmiro Gouveia: 232
Eduardo Carvalho: 119

Trending