conecte-se conosco
Daniel Paulista não é mais técnico do Confiança Daniel Paulista não é mais técnico do Confiança

ConfiançaSESergipanoÚltimas

Pressionado, Daniel Paulista fala em conquistar estadual pelo Confiança

Publicados

em

Eliminado na primeira fase da Copa do Brasil e da Copa do Nordeste, resta ao Confiança a busca pelo bicampeonato do Campeonato Sergipano. Cenário que coloca pressão em cima do técnico Daniel Paulista. Nesta terça-feira, o treinador concedeu entrevista coletiva onde não fugiu da responsabilidade e reconheceu que a equipe está devendo na temporada. Nesta quarta-feira, o Dragão entra em campo para o clássico contra o Sergipe, em partida atrasada da quinta rodada.

“Foram eliminações que não trabalhamos para isso. Estamos incomodados e insatisfeitos. É um momento de insatisfação geral nossa pelo comando, pelos próprios atletas e pela direção do clube. A gente tem que melhorar e sabemos disso. É um momento de cobrança, de nos fecharmos ainda mais, de mostrar que a gente tem que render mais. A gente sabe que pode render mais, vamos trabalhar em cima disso, agora com foco único e exclusivo dentro desse campeonato estadual”, afirmou o treinador.

Com apenas quatro partidas disputadas, o Confiança está na terceira colocação do Grupo B, com nove pontos. Três a menos que o Boca Junior, segundo colocado, mas com três partidas a mais. O líder da chave é o Lagarto, que soma 19 pontos, mas que já entrou em campo oito vezes. O Sergipe, com dois jogos a menos, é o segundo colocado do Grupo A, com nove pontos. O Itabaiana é o primeiro colocado da chave, com 18. Os dois primeiros de cada grupo avançam às semifinais.

“Temos que equilibrar esses jogos que a gente tem a menos que os adversários, fazer a pontuação que a gente precisa, para quando chegar na fase decisiva a equipe esteja muito mais pronta. Respeitando, lógico, os adversários, mas o Confiança sabe do seu potencial e vai fazer de tudo para vencer a competição”, completou, que não se vê ameaçado no cargo.

O treinador está à frente do Confiança desde setembro do ano passado e levou o time ao 15º lugar da competição, evitando o rebaixamento à Série C. Antes, o treinador já havia conseguido o acesso pelo Dragão, em 2019.

“Ser treinador de um clube grande é sempre um momento de pressão quando você está perdendo porque as coisas se acentuam, mas quando está ganhando também é pressionado para continuar ganhando. Algumas pessoas talvez esquecem ou só querem levantar seu ponto de vista, mas desde a minha chegada, existiram momentos iguais ou de mais pressão e que todos esses momentos foram revertidos com trabalho. Se avaliou tudo o que estava acontecendo no dia a dia, o que estava sendo formado. O crescimento que o clube teve com o trabalho sendo realizado e não em um primeiro momento de oscilação. A gente está não está fugindo da nossa realidade”, finalizou.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending