conecte-se conosco

ALAlagoanoCRBÚltimas

CRB vence Jacyobá, conta com tropeço do CSA e termina 1ª fase na liderança do Alagoano

Publicados

em

Ainda sem o técnico Roberto Fernandes no comando da equipe (o técnico segue internado por conta da Covid-19, mas com o quadro evoluindo positivamente), o CRB venceu o Jacyobá por 4 a 2, nesta quarta-feira (5), no Rei Pelé, e terminou a primeira fase do Campeonato Alagoano na liderança, com 16 pontos. Um a mais que o arquirrival CSA, que foi derrotado pelo CSE por 2 a 0.

Com isso, o Galo agora encara nas semifinais o ASA, que acabou na quarta colocação. O primeiro jogo ocorre já neste fim de semana, em Arapiraca, e o segundo, no Rei Pelé. Na outra semifinal, o CSA volta a duelar contra o CSE, também em confronto de ida e volta. No outro lado da tabela, Coruripe e CEO acabaram rebaixados para a Série A2.

O jogo

Para a partida, o auxiliar Fernando Alves não pôde conta com o zagueiro Ewerton Páscoa, o meia Diego Torres, e os atacantes Hyuri e Ewandro, afastados por terem testados positivo para a Covid-19. Além deles, o lateral Reginaldo, lesionado, também foi desfalque. Por outro lado, o zagueiro Frazan, emprestado pelo Fluminense, fez sua estreia.

Porém, apesar de um time modificado, o CRB não demorou para tomar as rédeas da partida. Logo aos cinco minutos, Luidy foi derrubado na área. Pênalti convertido pelo artilheiro Lucão. No minuto seguinte, outro pênalti. Dessa vez para o Jacyobá.  Igor bateu no meio do gol e empatou.

Aos 12, Lucão mandou no travessão, mantendo o início frenético da partida. Com o CRB voltando a ficar à frente aos 20, com Guilherme Romão, após cobrança de escanteio.

Antes do término do primeiro tempo, o Galo voltaria a balançar as redes com Dudu, aos 27, aproveitando rebote do goleio.

Na etapa final, o ritmo da partida caiu, com o CRB controlando o jogo. Nesse cenário, o Jacyobá diminuiu aos 43, com Michel. No entanto, não houve nem tempo para o susto. Isso porque, aos 47 Guilherme Romão fez o seu segundo na partida, dando números finais ao encontro.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending