conecte-se conosco

CECearáCopa do NordesteÚltimas

Luiz Otávio celebra boa fase da defesa e mira final contra o Bahia: ‘Transpirar muito’

Publicados

em

Sem dúvidas, o momento de crescente vivido pelo Ceará tem raízes na boa fase defensiva. Não à toa, o Vozão levou apenas sete gols em 16 partidas que disputou até aqui, entre Estadual, Copa do Nordeste e Sul-Americana. Momento muito comemorado pelo zagueiro Luiz Otávio, uma das peças fundamentais do alto desempenho mostrado pelo time de Guto Ferreira.

O defensor, inclusive, fez questão de pontuar que o confronto com o Bahia, pelo jogo de volta da final da Copa do Nordeste, a ser disputado em Fortaleza, neste sábado – o Alvinegro tem a vantagem depois de sair vencendo por 1 a 0, em Pituaçu, e vive expectativa do tricampeonato invicto – também vai passar e muito pela consistência da zaga, mas de toda a equipe cearense. Confira, na íntegra, os tópicos da coletiva.

A entrevista completa

Empate comemorado com o Bolívar

Por se tratar de um jogo froa de casa, com certeza foi um jogo importante, mas empate é empate e vitória é vitória. A gente fez, a gente construiu, teve algumas oportunidaes de sair vencendo a partida. foi um ponto importnate que nos manteve na ponte da tabela, agora é continuar focado, concentrado para dar seguimento à competiçao, mas foi um ponto importante.

Defesa em boa fase

“A gente tem buscado colocar em prática da melhor forma possível o que temos que trabalhar durante a semana para que a gente possa dentro de campo não ser vazado e isso tem sido acontecido. Particularmente eu estou feliz demais pela atuação de cada um dos meus companheiros que estavam em campo ontem (jogo contra o Bolívar). Passa pelo sistema defensivo, o Jordan, o Klauss, o João Ricardo, o Marcos Ítalo e o Kelvin com toda a ajuda. Eu estou feliz para caramba com eles, sei o quanto eles dão tudo para que o Ceará possa ter o melhor deles em campo”.

Primeiro time brasileiro a enfrentar o Bolívar e não tomar gols

“É um prazer imensurável, porque eu sempre falo para cada um deles e quando eu tenho oportunidade de falar internamente, quando um está vencendo, todos estão vencendo. Quando um está perdendo, todos estão perdendo. E quando a gente sai de campo sem ser vazado, é uma grande vitória para nós, porque já frisei aqui, quando você não sofre gols, você está mais próximo de vencer. Todo mundo correu, se doou e foi recompensado”.

Planejamento para preservar atletas para Copa do Nordeste

“Foi para aquele momento, foi todo detalhado, estudado e conversado. Posso dizer, se Deus quiser e a gente vencer o Bahia e foi campeão, a gente vai falar que deu certo. Mas se acontece ao contrário, um revés, vai falar que deu errado A gente se baseou na convicção do departamento de futebol e da comissão técnica, e foi isso que levou a tomar essa decisão”.

O que o Ceará não pode fazer/ o que precisa fazer na final

“Acho que a gente precisa fazer é transpirar muito, correr, suar, disputar o jogo com inteligência, sabendo que o jogo é um jogo muito difícil, por se tratar de uma final, de um clássico, sabendo que o adversário já enfrentou, sabemos dos pontos negativos e positivos. É explorar os pontos negativos e neutralizar os pontos positivos que eles têm. Então, é muita concentração, transpirar bastante, e não podemos deixar acontecer é o inverso disso.

Vantagem do Ceará na decisão da Copa do Nordeste

“Final, se você vai pensando em administrar vantagem, você acaba dando errado. A gente sabe aquilo que a gente precisa fazer para vencer, e aquilo que a gente não deve fazer. A gente esta esperando um jogo muito difícil, por isso a gente está se preparando. É a mesma coisa quando você vai para guerra, porque você sabe que pode morrer a qualquer momento. Mas você tem que se preparar para caramba para sobreviver, e é isso que a gente tem que estar fazendo, estamos pensando nisso, sempre positivo”

Histórico de gols contra o Bahia

“Então, fico feliz por aquele momento, por ter ajudado o Ceará a sair com a vitória, mas minha expectativa no momento é ajudar o Ceará, acima de todas as coisas, não importa quem fizer o gol, não importa quem vai ser decisivo. O mais importante para mim é a gente sair de campo campeão, porque eu nunca vou pensa no meu individual antes de pensar no meu coletivo. Sem o coletivo dificilmente você vai se destacar individualmente, então é a gente buscar, fazer o máximo”.

Trending