conecte-se conosco

BACopa do BrasilÚltimas

Juazeirense perde para o Cruzeiro pela ida da Copa do Brasil

Cancão fez jogo organizado e duelo segue aberto para os 90 minutos finais

Foto: Divulgação/ Juazeirense

Publicados

em

Organizada, a Juazeirense até se comportou bem, sobretudo no primeiro tempo, mas saiu derrotada por 1 a 0 para o Cruzeiro, na tarde desta quinta-feira, no Mineirão, pela ida da terceira fase da Copa do Brasil. O solitário gol do confronto foi marcado por Bruno José, na etapa complementar.

E agora?

Na sequência, as equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, no estádio Adauto Moraes, onde o Cancão precisa vencer para seguir vivo – por um gol de diferença, a decisão vai para os pênaltis.

O jogo

O primeiro tempo foi tranquilo para a Juazeirense, apesar de ter tido apenas 26% de posse de bola. Isso porque a equipe baiana, que priorizou a marcação, conseguiu fechar bem os espaços da Raposa, que limitou-se a rondar a área.

Desta forma, a meta defendida por Rodrigo Calaça só foi pouco ameaçada em chutes de fora da área e jogadas de cruzamentos, já que o sistema defensivo funcionou não permitiu infiltrações – o goleiro pouco trabalhou, inclusive.

Por outro lado, na tentativa de ser ofensivo, a Juazeirense apostou em contra-ataques, a fim de aproveitar os espaços dados pelo Cruzeiro. E até conseguiu assustar, em dois lances pontuais. No primeiro, aos nove, Kesley avançou pela esquerda e acionou Tony Galego, entrando na lateral da grande área, que chutou cruzado, mas a bola foi para fora.

Depois, , aos 41, Clébson aproveitou rebote de escanteio da entrada da área e chutou firme, forte, exigindo grande defesa de Fábio.

Segundo tempo

A etapa complementar voltou com o mesmo panorama do primeiro tempo: Cancão com menos posse de bola e segurando o ímpeto da Raposa, tentando sair em contra-ataque. Porém, diferentemente da etapa inicial, a estratégia ruiu.

Isso porque, depois de um reinício de jogo morno, a defesa baiana vacilou na jogada que o Cruzeiro, sem espaço, mais recorreu: cruzamento. Aos 18 minutos, Bissoli foi acionado na esquerda, levantou na área e Bissoli completou para o fundo das redes, abrindo o placar.

Em desvantagem, o Cancão tentou reagir, inclusive com mexidas ofensivas, com a entrada do atacante Ian Augusto no lugar do lateral Daniel Nazaré, porém, apesar da entrega, a Juazeirense pouco criou ou assustou para igualar o placar. Defensivamente, também pouco sofreu e Calaça seguiu trabalhando pouco, apesar da posse de bola inferior. Derrota, mas jogo aberto para o Adauto Moraes.

Ficha

Cruzeiro 1

Fábio; Cáceres (Klebinho), Weverton, Ramon, Matheus Pereira (Kaiki); Matheus Neris, Rômulo (Matheus Barbosa), Bruno José (Stênio); Rafael Sóbis (Felipe Augusto), Airton e Bissoli. Técnico: Felipe Conceição

Juazeirense 0

Rodrigo Calaça; Guilherme, Mineiro, Eduardo, Daniel Nazaré (Ian Augusto); Sapé (Valdir), Patrik, Waguinho, Clébson (Kanu) e Tony Galego (Martín Rivas); Kesley (Thauan). Técnico: Carlos Rabello

Local: Mineirão, Belo Horizonte
Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)
Assistentes: Fábio Pereira e Natal da Silva Júnior (ambos TO)
Gols: Bruno José (CRU)
Cartões amarelos: Patrik, Kesley, Eduardo, Tony Galego, Guilherme, Mineiro (JUA), Rômulo, Matheus Pereira, Stênio (CRU)

Trending