conecte-se conosco

CECearáSérie AÚltimas

Ceará supera desfalques, bate Atlético-MG no último minuto e volta a vencer na Série A

Foto: Felipe Santos/Ceará SC

Publicados

em

Com emoção, torcedor do Vozão! No último minuto do jogo, com assistência decisiva de Vina, o Ceará superou os sete desfalques por Covid-19 e voltou a vencer na Série A. Diante do Atlético-MG, na Arena Castelão, o Alvinegro bateu o Galo por 2 a 1 nesta quinta, pela sexta rodada do Brasileiro, com gols de Lima, logo aos três minutos da primeira etapa, e Gabriel Lacerda, aos 49, de cabeça. O time mineiro descontou com Gabriel.

Com o resultado, o time alvinegro subiu para a 11ª posição na tabela, com oito pontos somados. Agora, o Ceará volta a campo no domingo (27),às 20h30, contra o São Paulo, novamente em Fortaleza.

Ceará tem início fulminante, aproveita falha defensiva do Atlético e marca golaço

Se impondo desde o primeiro minuto de jogo, o Ceará foi amplamente superior ao Atlético-MG, na primeira etapa, dominando, principalmente, o meio de campo do Galo – praticamente inofensivo e abusando de erros de passe. Mas foi a partir de uma falha na saída de bola defensiva do time mineiro que o Vozão abriu logo o placar. Aos 3, Everson quis sair tocando a bola, mas deu nos pés de Lima. O meia mandou uma bomba de fora da área e abriu o placar no Castelão. O gol acendeu ainda mais o ímpeto do Vovô, que voltou a chegar com perigo com Mendoza, novamente fora da área, mas, desta vez, o arqueiro do Galo defendeu.

Ceará tem minutos de comodismo, baixa as linhas, só que Atlético não aproveita

Depois deste lance, até os 29, o Ceará teve alguns minutos de comodismo, recuando muito as linhas e assim permitindo que o Atlético passasse a pisar com mais facilidade na área alvinegra. O aparente ‘calor’ do time mineiro, porém, em nada foi refletido em efetividade. Não à toa, o único chute a gol – defendido em dois tempos – no gol de Vinícius Machado só ocorreu aos 44 minutos.

Mas o Vovô se reorganiza e para em Everson, antes vilão

O oposto do Ceará, que construiu sete chances claríssimas de gol. Mas, se Everson foi o vilão logo no primeiro lance da partida, o goleiro do Atlético-MG foi o responsável por garantir uma desvantagem mínima para o Galo na descida para os vestiários. Primeiro, defendendo chute cara a cara de Lima, aos 29, depois, aos 40, em finalização de Jorginho, e aos 47, novamente com Jorginho, se esticando todo para salvar o time mineiro.

Atlético volta bem melhor no 2T, enquanto Ceará recua em demasia

No retorno para a etapa complementar, o Atlético-MG voltou mais atento para o jogo e criou, em 10 minutos, três chances para empatar. Mais, muito mais do que fez em todos os 45 minutos. Logo aos 3, Keno recebeu na entrada da área e arriscou a finalização, com a bola passando muito perto do gol de Vinícius. Depois, Hulk, em duas oportunidades, também chegou – sendo a principal delas aos 10. O atacante avançou pelo meio, chutou de longe e levou muito perigo para a meta cearense. O oposto do Ceará, que sequer passou do meio de campo até os 20.

Sofre o empate, mas jogo fica ‘lá e cá’. E, no fim, deu Ceará

Sem conseguir ter o ímpeto de antes e não aproveitar os espaços dados pelo Atlético-MG, o Ceará sofreu o empate. Aos 26, depois de Revér obrigar Vinícius Machado a trabalhar, Gabriel não perdoou. Guga cruzou e o zagueiro cabeceou tirando do goleiro do Vozão para fazer o 1 a 1. Na sequência, foi a vez de Hulk avançar pela linha de fundo e mandar uma bomba para o arqueiro do time cearense defender. Percebendo as brechas defensivas do Galo, o Alvinegro chegou com Saulo Mineiro, que partiu em contra-ataque, avançou e finalizou para Everson defender. Depois, Mendoza chutou na entrada da área, mas a bola bateu na rede, pelo lado de fora. Mas, no último minuto, o Vozão foi feliz. Em cruzamento de Vina em cobrança de falta, Gabriel Lacerda testou a bola, que morreu no fundo das redes de Everson.

Ficha do jogo

Ceará 2

Vinícius, Gabriel Dias, Messias, Gabriel Lacerda e Bruno Pacheco; Fernando Sobral, Marlon (Charles) e Jorginho (Vina); Mendoza, Lima (Wendson) e Saulo (Yony González). Técnico: Guto Ferreira.

Atlético-MG 1

Everson, Guga, Gabriel, Bueno (Réver) e Arana (Calebe); Allan, Zaracho e Tchê Tchê (Jair); Hyoran (Felipe Felício), Keno e Hulk. Técnico: Cuca.

Local: Arena Castelão
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (PR)
Gols: Lima, do Ceará, aos 3′ do 1T; Gabriel, do Atlético-MG, aos 26′ do 2T; Gabriel Lacerda, do Ceará, aos 49′ do 2T
Cartões amarelos: Arana (A), Saulo Mineiro (C), Gabriel (A), Wendson (C), Réver (A)

Ouça a partir do minuto 43′:

Trending