conecte-se conosco

ALCRBSérie BÚltimas

Executivo do CRB critica arbitragem após revés para Avaí: “Qual a punição que eles têm?”

Foto: Lucas Gabriel Cardoso/O Cancheiro

Publicados

em

O CRB amargou nesta sexta-feira (25) a terceira derrota na Série B ao cair para o Avaí por 1 a 0, na Ressacada, em Florianópolis. E após a partida, a diretoria regatiana não poupou críticas a atuação do árbitro Djonaltan Costa de Araújo (PA), que validou o gol irregular do atacante Jonathan, em impedimento, e expulsou o meia Renan Bressan, aos 19 minutos do primeiro tempo. Cartão vermelho exagerado na visão dos dirigentes alvirrubros.

O executivo de futebol Thiago Paes prometeu fazer uma representação contra o trio de arbitragem, também composto pelos assistentes Márcio Gleidson Correia Dias e Bárbara Roberta da Costa Loiola. Todos do Pará.

“O CRB sai mais uma vez prejudicado. Quem assistiu ao jogo viu o absurdo que aconteceu na partida: uma expulsão totalmente injusta, totalmente desproporcional logo no início de jogo, acabando com toda uma estratégia que a equipe tinha. Um jogo difícil e você com 20 minutos tem um jogador expulso injustamente já complica e, depois disso, mais um gol em impedimento que foi validado pela arbitragem, o único gol da partida, por sinal”, desabafou o dirigente.

Segundo Paes, essa não foi a primeira vez que o CRB é prejudicado pela arbitragem nesta Série B. E enumerou os erros.

“Vai ser a terceira representação do CRB que nós faremos contra árbitros. São erros que vêm acontecendo contra a nossa equipe e isso não pode ficar desse jeito. A gente precisa, de uma forma ou de outra, resolver esse problema, os erros humanos não podem ser permitidos porque todo mundo é profissional. Cada um no seu departamento, mas somos profissionais. Então a arbitragem também tem que ser o mais profissional possível e tentar minimizar erros. Os atletas são cobrados, a comissão técnica é cobrada, nós da diretoria somos cobrados por minimizar erros a todo momento. E a arbitragem? Quem cobra, como é que fica? Qual a punição que eles têm?”, questionou.

“Existem profissionais trabalhando dos dois lados: tanto do Avaí, quanto do CRB. Agora esse tipo de erro não é admissível, prejudica todo um trabalho porque você fazer o jogo todo com menos um, contra uma grande equipe, ter um gol ilegal validado… O jogador estava com o corpo todo na frente no início da jogada. É um impedimento que não é difícil, muito claro.”

Por fim, Thiago Paes lamentou o fato da Série B não contar com o recurso da arbitragem de vídeo. “Não é admissível você, em pleno 2021, hoje com a tecnologia do VAR na Primeira Divisão e em outros grandes campeonatos, a gente, em plena Série B, tá vendo erros grotescos ficarem impunes e, simplesmente, terem equipes extremamente prejudicadas dentro de campo”, encerrou.

O CRB volta a campo na próxima terça-feira para enfrentar o Náutico, no Rei Pelé, pela oitava rodada.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending