conecte-se conosco
Contrato de Erick se encerra com o Náutico Contrato de Erick se encerra com o Náutico

NáuticoPESérie BÚltimas

Náutico: Hélio fala sobre situação de Erick e diz não ver reposição à altura no mercado

Foto: Tiago Caldas/Náutico

Publicados

em

O contrato do atacante Erick com o Náutico chega ao fim nesta semana e o clube vem se movimentando para buscar a renovação com o jogador, adquirindo parte dos direitos econômicos do atleta. Porém, até que a negociação se concretize, principalmente pela parte burocrática, o Timbu só poderá ter o atleta de volta a partir do dia 2 de agosto, quando se abre a janela brasileira para transferências internacionais. Para o técnico Hélio dos Anjos, uma perda muito sentida para a equipe, principalmente por se tratar de um dos pilares da sua equipe.

O comandante alvirrubro também falou sobre sua preocupação, já que não conta com o atleta para o jogo contra o Operário-PR, na próxima sexta (2). Apesar de um desfalque do atacante durante o mês de julho, ele enxerga com otimismo a negociação e pede Náutico atento a essa perda.

“Hoje a única coisa que tenho certeza é que, no jogo contra o Operário-PR, o Erick não joga. Isso tenho certeza porque, mesmo que se resolva o problema, ele não entra em campo. Tudo por conta da questão burocrática. Estou preocupado, sim. O clube tem que estar atento a isso. Hoje já temos de 50% a 70% andado. Os outros 30% são o que estão me preocupando porque o Braga tem o pensamento dele. Pelo que me informaram, a resolução com o Braga está bem encaminhada, mas são três partes. Náutico, Braga e jogador”, disse Hélio dos Anjos.

Segundo apuração, o Náutico pretende apresentar uma proposta para a compra de 50% dos direitos econômicos por cerca de 300 mil euros (cerca de R$ 1,76 milhões na cotação atual) com três anos de contrato. Porém, as condições do pagamento seriam negociadas de forma dividida e tendo até o acesso à Série A ou a porcentagem de outros jogadores como garantia.

Outro ponto a ser resolvido é uma pendência financeira com o próprio Erick, uma vez que, também como antecipado pelo NE45, o Náutico deve pouco mais de R$ 100 mil ao jogador por um acordo feito na última renovação.

Sem reposição à altura no mercado

Hélio também destacou a valorização do atacante pelo que fez no Náutico desde o ano passado. É algo que, de toda forma, demanda o esforço da direção para que, financeiramente, chegue a um acordo com todas as partes. No que cabe ao treinador, ele aguarda que a situação chegue a um fim positivo, e reforçou que, atualmente, no mercado, não enxerga uma reposição à altura de Erick onde o Alvirrubro possa buscar.

“Temos que ter atenção pelo jogador, porque ele criou um certo mercado pelo que fez aqui. Paga-se o preço jogador, comissão técnica, direção, todos. E estou esperando que seja solucionado. Mas quem sou eu para colocar o clube e o jogador na parede para resolver isso. Mas eu gostaria muito de contar o Erick. No mercado atual, baseado na característica dele, não temos a reposição. No mercado, para mim, no nível dele, não temos. Estou preocupado, mas estou consciente que, contra o Operário-PR, ele não estará em campo”, concluiu Hélio dos Anjos.

Trending